Utilização do Ácido Tranexâmico

Estudo sobre o Ácido Tranexâmico

Eu estou aqui para acrescentar sabedoria e conhecimentos com mais um artigo super interessante para a nossa área da estética. Vamos conhecer um estudo sobre o Ácido Tranexâmico?

E claro, não esqueça de deixar os seus comentários, são muito importantes pra mim. Bjs e sucesso sempre.

Conhecendo os benefícios do Ácido Tranexâmico

Ácido Tranexâmico

Vamos entender através de deste artigo que eu fiz sobre os benefícios do ácido Tranexânico.

O Ácido tranexâmico é eficaz contra manchas Hiperpigmentadas e vermelhidão. No campo médico, o ácido tranexâmico funciona como anti-hemorrágico confiável.

Ele é muito utilizado e eficaz durante as cirurgias e no caso de lesões acidentais.

Utilização

Em cosméticos médicos, o ácido tranexâmico é utilizado para tratamentos da pele, pequenas quantidades podem branquear manchas pigmentadas e reduzir a vermelhidão.

O ácido tranexâmico é também conhecido como agente farmacêutico. No ano de 2011,  foi inscrito na lista de “Modelos de Medicamentos Essenciais” (EML) da Organização Mundial de Saúde (OMS) – em particular para o tratamento de traumatismos após acidentes de trânsito ou em caso de riscos hemorrágicos e até hemorragias fatais.

O ácido tranexâmico, do ponto de vista químico, é um aminoácido, e mais precisamente, estamos falando do ácido trans-4- (aminometil) ciclohexanocarboxílico.

Estrutura do ácido tranexâmico

O composto cristalino incolor pertence ao grupo de antifibrinolíticos, ou seja, agentes que impedem a decomposição da fibrina. A fibrina é uma proteína encontrada no plasma sanguíneo que é formada durante o sangramento e que atua no fechamento das feridas.

A fibrinólise, ou seja, o processo oposto de dissolução da proteína, começa logo após a formação da fibrina. Antifibrinolíticos são freqüentemente utilizados durante intervenções cirúrgicas e extrações de dentes, a fim de reduzir sangramentos.

 

Uma descoberta casual para uso na dermatologia

Em dermatologia, os efeitos deste ácido são conhecidos há muito tempo, para diminuições do pigmento.

O primeiro relato sobre o tratamento de melasmas com ácido tranexâmico ocorreu em 1979 e provém de uma observação acidental após a administração oral (medicamento) de ácido tranexâmico.

Quando começaram os testes, a intensidade de um melasma foi significativamente reduzida num período de duas a três semanas.

 

Melasmas

Melasma

 

Melasmas ou Hiperpigmentações são desencadeadas por influências endógenas (por dentro) e exógenas (por fora) diversas, como:

  • Exposição à radiação solar
  • Influências hormonais, como por exemplo durante a gravidez
  • hiperpigmentação pós-inflamatória
  • Reações do próprio corpo

 

Um número considerável de estudos sobre as manchas escuras na pele apontaram para um grande número de pessoas que sofrem com a aparência, portanto, é muito importante um tratamento estético ou dermatológico.

Esta é a razão pela qual ocorreram muitos estudos clínicos e mais tarde também estudos cosméticos sobre o ácido tranexâmico.

Os estudos demonstraram os seguintes resultados: o ácido tranexâmico é eficaz após administração oral e após aplicação tópica.

Uma variedade de mecanismos bioquímicos foram discutidas, dentre as quais, a inibição da tirosinase, mas o principal campo de aplicação de ácido tranexâmico no entanto é a prevenção.

O ácido tranexâmico já é eficaz em baixa dosagem, em alta dosagem não irá melhorar os efeitos, mas sim causar irritações.

 

Utilização em cosméticos

Utilização do Ácido Tranexâmico

 

Em cosméticos, o ácido solúvel em água é utilizado em cremes comerciais e séruns numa dosagem de 2% no máximo.

Outras técnicas para aumentar a eficácia tal como, por exemplo, a iontoforese não têm sido bem sucedidas.

Houve relatos de uso através de microinjeções intradérmicas, portanto, pode-se supor que o ácido tranexâmico pode ser utilizado com sucesso também através de injeções indicadas por dermatologistas

A combinação de microdermoabrasão e tratamentos a laser com preparações de ácido tranexâmico lipossomal é amplamente difundida no Sudeste Asiático e, entretanto, também aplicado na Europa.

Ocasionalmente, inibidores adicionais de tirosinase como a vitamina C, extratos de ervas e ácido kójico, e no contexto médico também hidroquinona (proibido na Directiva Cosmética Europeia) são aplicados topicamente para remover hiperpigmentações existentes ou evitar uma nova formação de manchas.

Nos anos noventa, Shiseido, um fabricante japonês de cosméticos, havia solicitado patentes para derivados de ácido tranexâmico, entre outros ésteres de polifenóis antioxidantes, como a hidroquinona, que em geral não prevaleceram e posteriormente foram retirados do mercado para venda.

 

Eficaz nos cuidados da acne e rosácea

Ácido tranexâmico e niacinamida também se complementam em outra indicação, ou seja, o cuidado da pele com rosácea. Enquanto neste caso particular o ácido tranexâmico reduz a vermelhidão, vitamina B3 tem efeitos anti-inflamatórios, os quais, a propósito, também se observa no caso de peles com acne.

A combinação de ácido tranexâmico com ácido azeláico e outros ácidos oferecem uma opção de tratamento muito eficaz, uma vez que o ácido azeláico controla a flora bacteriana anaeróbia (propionibacterium acnes e staphylococcus epidermidis) típica da acne e rosácea.

O ácido tranexâmico administrado oralmente entra no sistema circulatório através do aparelho gastro intestinal e é excretado em poucas horas através da urina.

O relatório de segurança exigido pela Direção Cosmética Europeia não menciona quaisquer riscos para a saúde no contexto do ácido tranexâmico aplicado topicamente para fins cosméticos.

Não foram ainda observadas irritações após a aplicação de preparações lipossômicas (com ou sem niacinamida).

 

Espero que você tenha gostado deste conteúdo!

Para atingir excelentes resultados no tratamentos de cicatrizes de acne, linhas de expressão, rugas e clareamento de manchas eu super recomendo o Microagulhamento. Caso você queira se aprofundar nesse assunto, eu ofereço um curso completo com mais de 40 vídeo aulas onde você irá dominar toda a técnica do Microagulhamento. Para saber mais, clique aqui ou na imagem abaixo.

Curso Online Microagulhamento


Free WordPress Themes