Diagnósticos Archives | Esteticista Como Você

Category Archives for Diagnósticos

Pitiríase Versicolor

Muitas vezes a gente se depara com certos problemas de pele e não sabemos ao certo o que é e como tratar, e ainda alguns problemas de pele fogem da nossa alçada nos atendimentos estéticos e precisamos encaminhar para um médico dermatologista,  mas se não soubermos o que é,  fica muito difícil orientar nossas queridas clientes e por isso eu trouxe essa matéria sobre Pitiríase Versicolor.

Ficando por dentro das principais patologias da pele você estará a frente de muitas outras profissionais da área.

Então aproveite e tenha uma boa leitura!

 

Manchinhas brancas na pele podem ser Pitiríase versicolor?

A Pitiríase versicolor é uma infecção causada por fungos e essa infecção é superficial. A principal característica dessa doença é o aparecimento de manchas hipopigmentadas em algumas partes da pele.

 

As manchinhas brancas costumar coçar e crescem. O fungo fica colonizado no estrato córneo da pele e é muito comum aparecer em regiões como braços e troco.

 

Epidemiologia

A Pitiríase versicolor é mais prevalente nos países trópicos e ocorre com ambos os sexos e em todos os tons de pele.

A maioria dos casos ocorre em adultos jovens ou crianças a partir de 12 anos quando entram na adolescência, que estão passando por mudanças hormonais com o aumento da secreção de sebo.

Acontece também em crianças abaixo de 1 ano e nas crianças o acometimento é diferente dos adultos, aparece na região da face.

A Pitiríase versicolor não é contagiosa e independe dos hábitos de higiene da pessoa.

 

Etiologia

A Pitiríase Versicolor é causada pela Malassezia Furfur, que pode apresentar-se sob duas formas: oval – Pityrosporum ovale, que frequentemente se encontra no couro cabeludo, e cilíndrica – Pityrosporum orbiculare, que geralmente se aloja no tronco.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico da Pitiríase Versicolor é usualmente realizado apenas pelo exame clínico. A lâmpada de Wood é algumas vezes útil para confirmar o diagnóstico e detectar lesões.

Apresenta fluorescência amarelo-ouro, provavelmente devido à excreção de metabólitos (porfirinas) do fungo, sensíveis à radiação ultravioleta. O exame micológico direto é realizado fazendo-se uma raspagem na lesão para colher o material para que seja enviado ao laboratório.  O resultado negativo exclui o diagnóstico.

 

Tratamento

Agentes antifúngicos são os únicos que podem acabar com a Pitiríase versicolor.

O tratamento é feito por via tópica, via oral ou até ambos.

Os agentes mais utilizados são:

Cetoconazol – A dose usual é de 200mg/dia por 10 dias. A taxa de cura é alta (de 90 a 100%).

O risco de toxicidade do fígado existe e tem sido calculado em 1 paciente para cada 500.000 pacientes que fizeram uso do cetoconazol oral pelo curto tempo de 10 dias.

Fluconazol – A dose recomendada é de 150mg por semana durante três semanas de uso.

Itraconazol – A dose preconizada é de 200mg/dia por sete dias. Trata-se de uma droga bem tolerada. Quando há indicação para uso prolongado, mais de sete dias, alguns efeitos gastrointestinais podem manifestar-se. Cefaleia, náusea e dor abdominal são efeitos colaterais possíveis em

7% dos casos.

Terbinafina – A terbinafina oral é efetiva contra muitos fungos, mas não apresenta eficácia no tratamento da Pitiríase versicolor, talvez porque não atinja concentração suficiente na camada córnea. Já a terbinafina tópica mostrou-se eficaz no tratamento da infecção por Ptiríase versicolor.

Tratamento tópico x tratamento via oral

Do ponto de vista farmacoterapêutico, a PV sendo infecção superficial, deveria ser tratada com agentes tópicos somente, mas os pacientes defendem outro ponto de vista.

Para eles o tratamento com agentes tópicos traz muitas desvantagens, já que o tempo necessário é muito longo e tem a dificuldade da aplicação da pomada em grandes áreas afetadas, especialmente o tronco.

Por esses motivos, os pacientes que são tratados apenas com pomada têm reincidência rápida porque acabam largando o tratamento.

O tratamento via oral é de curta duração e por isso é mais eficiente, apesar dos riscos dos efeitos colaterais.

As manchinhas brancas costumam voltar ao tom de pele normal dentro de alguns meses após a efetividade do tratamento, mas não existe ainda um tempo certo.

Recomendações para o tratamento

É importante ressaltar que o tratamento para Pitiríase Versicolor, que muita gente ainda chama de micose de praia, seja aplicado por médico dermatologista.

Este artigo eu escrevi para que você tenha conhecimentos científicos de uma das principais e mais comuns patologias da pele, dessa forma profissionais de estética poderão orientar suas clientes quando aparecer esse tipo de fungo na pele.

Espero que você tenha gostado e em breve eu trarei mais artigos interessantes.

Beijos e eu te desejo muito sucesso.

 

Aproveitando, quero te fazer um convite. Na semana de 19 a 25 de novembro eu farei um Workshop sobre como aumentar o seu faturamento em 4 a 5 mil reais a mais por mês, sem a necessidade de investir em vários cursos.

Serão 3 aulas gratuitas e o conteúdo serve igualmente para quem está iniciando na carreira agora ou até mesmo para esteticistas experientes.

Participe! As aulas são gratuitas e eu estarei à disposição para dúvidas durante a semana do workshop.

Workshop Estudando Estética

REGISTRAR AGORA

 

Entenda os Veículos Cosmecêuticos

Olá!

Nós sempre estamos atrás de informações a respeito da cosmetologia e esse é um mundo vasto e maravilhoso onde podemos combinar ativos para uma perfeita formulação, mas se a gente errar no veículo do produto, de nada adianta não é mesmo?

Então eu resolvi escrever este artigo para te ajudar nessa parte.

Não deixe de comentar ao final ok?

Boa leitura.

 

Veículos Cosmecêuticos: Definição

Definimos de veículos as formas farmacêuticas de diferentes estados físicos que tem como objetivo levar os ativos do produto até o local de ação. Para isso, é necessário que ocorra uma boa relação entre os princípios ativos e o veículo indicado.

Para entender melhor, o veículo deve ter uma boa sinergia com os princípios ativos para que os mesmos não sejam anulados em sua função.

O veículo não pode ser tóxico e deve apresentar um bom sensorial, ter custo acessível e muito abrangente na combinação com os princípios ativos.

A escolha do veículo numa fórmula é tão importante quanto a interação entre os ativos numa mesma formulação cosmética.

É muito ruim quando uma fórmula ou dermocosmético é utilizado e o seu veículo não apresenta muita compatibilidade com a pele, pode até deixar a pele oleosa ou promover um toque pegajoso e quando isso ocorre, geralmente o paciente acaba parando de utilizar o produto. Nesse aspecto o profissional farmacêutico tem total responsabilidade pela viscosidade e a penetração do produto na pele.

De uma forma geral, tanto médicos como profissionais de estética escolhem um veículo de acordo com o tipo de pele da paciente. Por esse motivo, é fundamental que a(o) profissional saiba classificar os diversos tipos de pele existentes.

Uma outra estratégia para levar os princípios ativos o mais profundamente na pele é usar de novos mecanismos que existem hoje para conseguir tais objetivos, são os chamados de nano cosméticos.

 

Géis

São veículos simples e compostos por duas fases: a fase líquida (representada pela água) e a fase sólida (representada pelos agentes gelificantes).

Por serem predominantemente compostos por água, os géis são os veículos mais indicados para o tratamento de pele oleosa e acneica.

Os agentes gelificantes (geralmente substâncias poliméricas) suspendem a água, modificando seu estado físico (reologia). De acordo com a quantidade de agente gelificante presente no sistema, teremos diferentes tipos de reologias.

Dependendo do tipo de agente gelificante e porcentagem utilizada, a formulação final poderá apresentar sensorial “pegajoso” e esta é uma queixa muito comum dos profissionais e clientes.

É importante destacar que esse problema não acontece apenas em razão dos polímeros utilizados e de sua concentração, mas também a alguns princípios ativos na sua formulação.

Os géis mais fluídos (menor % de agentes gelificantes), apresentam maior velocidade de espalhamento, isso faz com que ocorra maior facilidade na aplicação da fórmula na pele.

Para solucionar o problema de pegajosidade dos géis, como em qualquer outro tipo de formulação, utilizamos modificadores de sensorial, são substâncias estrategicamente desenvolvidas para aperfeiçoar o sensorial final da formulação.

 

É importante ressaltar que a característica cristalina de um gel depende muito dos princípios ativos nele adicionados.

Agentes gelificantes mais utilizados em Manipulação

 

AMIGEL

É um polissacarídeo natural, biodegradável e obtido por biotecnologia a partir de culturas de Sclerotium rolfsii.

Trata-se de um polímero não iônico e de elevada compatibilidade dérmica e é estável em uma faixa de PH bastante ampla, desde formulações ácidas como peelings até formulações extremamente alcalinas, como tinturas para coloração capilar.

 

ARISTOFLEX

É um polímero aniônico de elevada estabilidade. Permite formular géis cristalinos e incolores e sensorial Hydrafresh – sensorial de gel refrescante que derrete na pele durante o espalhamento.

 

PLURIGEL

É um carbomero, um dos polímeros mais utilizados pala indústria cosmética no preparo de géis e gel creme, pelo baixo custo que apresenta.

Em razão da faixa de PH ser predominantemente neutra, (acima de 5,0), é impossível estabilizar ácidos e eletrólitos nesse veículo.

Os géis de carbomero, por sua elevada cristalinidade e baixo custo, são bastante utilizados em formulações hidratantes e preparações capilares.

 

NATROSOL

Assim como o carbomero, o natrosol é um polímero amplamente utilizado para formulações devido ao seu baixo custo e elevada estabilidade.

Os géis de Natrosol são transparentes, porém levemente amarelados.

 

ULTRAGEL 300

Possui estabilidade e substantividade aos cabelos e à pele.

Ultragel 300 é um polímero acrílico catiônico, ou seja, possui carga positiva.

Uma das principais características desse agente gelificante, além da transparência e agradável sensorial, é a estabilidade. Seu PH se estende de 2,0 a 12,0 permitindo a associação de princípios ativos ácidos ou alcalinos.

 

EMULSÕES

Definimos emulsões como veículos que apresentam em sua composição uma fase oleosa e outra fase aquosa, estabilizadas pela presença de um agente emulsionante.

As emulsões por conterem gordura em sua composição, são especialmente indicadas para o desenvolvimento de formulações para peles secas, podendo ainda ser indicadas para o tratamento corporal.

 

GEL CREME

É um dos veículos cosmecêuticos mais empregados em países tropicais como o Brasil, por esse motivo existe tanta diversidade de pele.

O veículo do tipo gel creme une as vantagens proporcionadas pelos géis (sensorial refrescante e pela emoliência e maciez) e excluindo suas desvantagens (pegajosidade e untuosidade).

Este veículo é ideal para o tratamento de peles mistas.

 

MUSSES

Uma categoria pouco explorada para manipulação é o veículo mousse. Constituída por tensoativos específicos (biocompatíveis), é possível manipular com esse tipo de veículo formulações destinadas para higiene e limpeza, bem como produtos de permanência na pele como hidratantes e produtos anti-aging.

 

Segue abaixo algumas tabelas para que você possa escolher ou se informar a respeito do melhor veículo para a sua formulação dermocosmética:

 

Indicação: Peles oleosas, mistas e ideal para uso no microagulhamento

VEÍCULO TIPO REOLOGIA PH DE ESTABILIDADE PROPRIEDADES
GÉIS Amigel Séruns, fluídos e géis 2,0 – 12,0 Elevada estabilidade e sensorial sofisticado (maciez)
Aristoflex géis 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade e sensorial Hydrafresh
Natrosol Séruns, fluídos e géis 2,0 – 10,0 Elevada estabilidade e baixo custo
Plurigel Séruns, fluídos e géis 5,0 – 10,0 Transparência e baixo custo
Ultragel 300 Séruns, fluídos e géis 2,0 – 12,0 Transparência e baixo custo

 

 

Indicação: Ideal para peles secas ou tratamentos corporais

VEÍCULO TIPO REOLOGIA PH DE ESTABILIDADE PROPRIEDADES
EMULSÕES Polybase cristal Leites, loções cremosas e cremes 5,0 – 7,0 Emulsão formadora de cristais líquidos e biocompatibilidade cutânea
Hostacerin CG Leites, loções cremosas e cremes 2,0 – 9,0 Elevada estabilidade e otimização na penetração de ativos
Lanette N Leite, loções cremosas e cremes 2,0 – 10,0 Baixo custo e elevada estabilidade aniônica
Paramul J Leites, loções cremosas e cremes 5,0 – 7,0 Emulsão não iônica com sensorial não oleoso
Polawax Leites, loções cremosas e cremes 3,0 – 10,0 Emulsões brilhantes, não iônicas e de baixo e de baixo custo
Uniox Cristal Leites, loções cremosas e cremes 3,0 – 10,0 Emulsão formadora de cristais líquidos vegetal

 

Indicação: Peles mistas

Veículo Aristoflex AVL Gel creme consistente 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade, não comedogênico, desaparece na pele, sensorial hydrafresh
GEL CREME Hostacerin SAF Gel creme consistente 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade, hidratante e sensorial hydrafresh
LC Silicone Blend Creme gel consistente 5,5 – 7,0 Veículo siliconado de suave espalhabilidade e sensorial de pele aveludada
Nikkolipod 815 Depende da reologia do gel empregado Depende do gel empregado Emulsão formadora de cristal líquido com propriedades anti-inflamatórias
Nikkomulese 41 Depende da reologia do gel empregado Depende do gel empregado Formação de um filme hidrofóbico sobre a pele, ideal para o desenvolvimento de FPS
Sepigel 305 Gel creme consistente 2,0 – 12,0 Boa estabilidade com extremos de PH

Indicação: Para aplicação oil free

PSEUDO

EMULSÕES

NET FS Aditivo – associado a géis, fluídos e séruns para o preparo de veículos oil free Depende do gel associado Microemulsão de silicone, favorece a formação de filme hidratante sobre a pele. A adição deste produto aos géis (diferentes reologias) permite o desenvolvimento de veículos oil free
Emulzome Aditivo – associado a géis, fluídos e séruns para o proparo de veículos emulsifier free Depende do gel associado A adição desse produto aos géis (diferentes reologias) permite o desenvolvimento de gel creme do tipo veículo emulsifier free.
Nanogel Plus Gel creme consistente 5,0 – 7,0 Veículo nanotecnológico, aumenta a penetração de princípios ativos na pele e é isento de emulsionantes

 

Agora que você conheceu a respeito dos diversos veículos para produzir as suas fórmulas, que tal participar de um curso onde além de ter acesso a diversas fórmulas dermocosméticas, você ainda pode adquirir segurança e dominar mais de 15 tipos diferentes de ácidos utilizados nas sessões de Peelings Químicos?

Aproveite que as matrículas estão abertas por tempo limitado!

Venha conhecer o Curso Online de Peelings Químicos com mais de 60 aulas gravadas teóricas e práticas e 3 tratamentos completos com fotos do antes e depois:

  1. Melasma
  2. Olheiras
  3. Rejuvenescimento

Acesse o link e realize a sua matrícula!

MAIS INFORMAÇÕES

 

Impetigo: Saiba tudo sobre essa patologia

Olá!

Aqui é a Cris Marques do portal Esteticista como você e eu trouxe este artigo para auxiliar nos seus estudos e conhecimentos.

É importante ficar por dentro das doenças de pele mais comuns, dessa forma você poderá orientar a sua cliente ou qualquer pessoa próxima que apresente essas doenças de pele.

Deixe o seu comentário ao final desse artigo e me conte se te ajudou de alguma forma!

Boa leitura.

 

Você sabe o que é Impetigo?

 

Impetigo é uma erupção cutânea causada por bactérias, é uma doença de pele comum e altamente contagiosa.

Isso afeta principalmente crianças e bebês. Mas pessoas de qualquer idade podem obtê-lo do contato com alguém que está infectado.

No caso das crianças, afeta principalmente de 2 a 5 anos de idade.

A maior parte do impetigo é causada pela bactéria Staphylococcus Aureus, mas pode ser causada também pela bactéria do Streptococo do grupo A.

A infecção geralmente não é grave, mas às vezes complicações podem se desenvolver.

Antibióticos tópicos geralmente curam o impetigo em 7 a 10 dias.

Ele também pode melhorar sozinho em 2 a 4 semanas, mas se a pessoa que adquiriu a doença não tomar antibióticos pode ter um risco maior de desenvolver complicações.

 

Como aparece o impetigo?

A infecção é causada nas camadas mais externas da pele, na epiderme.

Esta erupção cutânea aparece como feridas ou bolhas castanhas e crocantes ao redor da área do nariz, boca, braços e pernas.

A infecção geralmente começa em pequenos cortes, picadas de insetos ou erupções cutâneas, como eczemas ou em qualquer lugar que há uma porta de entrada para as bactérias, mas também pode ocorrer em pele saudável.

Quando a pele está saudável e é infectada chamamos de impetigo primário, quando o impetigo é causado numa pele ferida é chamado de secundário.

Impetigo é uma doença antiga. O nome remonta à Inglaterra do século 14 e vem da palavra latina impetere, que significa “atacar”. Ataque parece um nome apropriado para essa infecção facilmente disseminada.

 

Contágio

As feridas abertas são altamente contagiosas, com coceira e às vezes dolorosas. Coçar as feridas pode espalhar a infecção de um lugar em sua pele para outro, ou para outra pessoa.

A infecção também pode se espalhar por qualquer coisa que uma pessoa infectada toque, ou seja, toalhas ou outros objetos.

Por se espalhar tão facilmente, o impetigo também é chamado de “doença escolar”. Ele pode se espalhar rapidamente de criança para criança em uma sala de aula ou creche, onde as crianças estão em contato próximo. Pela mesma razão, também se espalha facilmente nas famílias dessas crianças.

A higiene é fundamental para controlar a disseminação do impetigo. Se você ou seu filho tem impetigo, você precisa lavar e desinfetar tudo o que a infecção possa ter contato, incluindo roupas, roupas de cama, toalhas, brinquedos ou equipamentos esportivos.

Tratamento

O tratamento do impetigo é feito com cremes ou loções antibióticas e, nos casos mais graves, com antibióticos orais.

Os antibióticos tópicos geralmente podem eliminar o impetigo em dias, e encurtar o tempo do contágio da doença.

Um problema global

O impetigo é uma doença global que se manteve nos níveis de incidência nos últimos 45 anos. Estima-se que 162 milhões de crianças em todo o mundo têm impetigo a qualquer momento.

As bactérias prosperam em condições quentes e úmidas. Assim, o impetigo tende a ser sazonal, com pico no verão e outono nos climas do norte. Mas em climas quentes e úmidos, pode ocorrer durante todo o ano.

O impetigo é mais prevalente nos países em desenvolvimento e nas áreas pobres dos países industrializados. Uma revisão de 2015 do impetigo encontrou a maior incidência nos 14 países da Oceania. Esse mesmo estudo recomendou que mais pesquisas e mais atenção seja dada ao impetigo como problema de saúde pública.

 

Sintomas comuns de impetigo

Manchas avermelhadas na pele, geralmente agrupadas em torno do nariz e dos lábios, são o primeiro sinal do tipo mais comum de impetigo.

As feridas rapidamente se transformam em bolhas, escorrer e estourar e formar uma crosta amarelada. A crosta é frequentemente descrita como cor de mel. Os aglomerados de bolhas podem se expandir cobrindo a pele no local afetado.

As feridas causam coceira e às vezes são dolorosas. Após a fase de crosta, eles deixam marcas vermelhas que desaparecem sem deixar cicatrizes.

Os bebês geralmente têm um tipo de impetigo menos comum, com bolhas maiores ao redor da área da fralda ou nas dobras cutâneas. Essas bolhas cheias de fluido logo estouram, deixando um uma pele escamosa em formato de aro chamado de colarinho.

Impetigo pode ser desconfortável. Ocasionalmente, pode envolver glândulas inchadas na área do surto. Febre e glândulas inchadas podem ocorrer em casos mais graves

Agora que você sabe o que é impetigo, este artigo pode te ajudar a diagnosticar a doença e no caso de alguém próximo, seja da sua família ou cliente apresentar esses sintomas encaminhe para um médico.

Se você gostou dessa matéria deixe os seus comentários logo abaixo, eu vou gostar muito.

Conheça os cursos disponíveis do portal Esteticista como você e venha fazer parte da nossa turma, acesse www.esteticistacomovoce.com.br/cursos.

 

Poros Dilatados

 

Muitas pessoas reclamam da presença de poros ou óstios dilatados no rosto, causa inestética e até baixa autoestima.

Neste artigo você vai saber exatamente o caminho para se ver livre ou pelo menos disfarçar os poros dilatados.

Leia a matéria completa.

 

Poros dilatados

Muitas pessoas queixam-se de poros abertos, não sabem o que fazer ou o que usar para minimizar essa situação e você como profissional vai ter a chance de conhecer quais são as melhores indicações e tratamentos lendo essa matéria. Boa leitura!

 

Porque esse fenômeno ocorre em algumas pessoas e em outras não?

Os poros são pequenas aberturas na pele por onde saem os pelos e também a secreção das glândulas sudoríparas que são responsáveis pela produção do suor e das glândulas sebáceas que são responsáveis pela oleosidade.

Os poros são essenciais para a saúde da sua pele, fornecendo óleo para manter a pele macia e hidratada. No entanto, você não necessariamente quer ser lembrado de sua existência toda vez que se olha no espelho visualizando os poros dilatados.

Os poros aparecem mais quando estão infectados ou entupidos com óleo, fazendo com que pareçam maiores do que realmente são. Embora não seja possível “encolher” permanentemente os poros dilatados, há várias maneiras de torná-los menos perceptíveis.

Existem dois fatores principais que contribuem para poros dilatados: são a genética e a idade.

As pessoas que têm a pele naturalmente espessa e oleosa tendem a ter os poros maiores.

À medida que as pessoas envelhecem, os danos provocados pelo sol e a diminuição da elasticidade e do colágeno da pele podem causar a dilatação dos poros.

Com o passar do tempo a pele engrossa, a borda dos poros aumenta parecendo que são maiores.

O surgimento de comedões também são um grande contribuinte para grandes poros. Quando o poro fica entupido por sujeira e bactérias, o óleo dentro do poro começa a se acumular, fazendo com que o diâmetro do poro se expanda.

 

O que fazer para prevenir o surgimento de poros dilatados.

A aparência de poros grandes pode ser bastante reduzida de várias maneiras. Por exemplo, a limpeza dos poros de detritos, excesso de óleo e bactérias reduzirá significativamente sua proeminência.

Por isso é muito importante uma limpeza de pele profunda periódica, pelo menos uma vez por mês. Isso fará com que o grau de sujidade seja diminuído.

Outras medidas que melhoram a aparência da pele com poros dilatados é a aplicação de vitamina c tópica e o uso de ácido retinóico com porcentagem baixa para aplicação home care noturna.

Esses antioxidantes ajudam a pele a aumentar a produção de colágeno e elastina ao mesmo tempo em que afrouxam a sujeira e o óleo dos poros.

 

A esfoliação também pode minimizar a aparência de poros dilatados. Isso pode ser feito usando um esfoliante suave facial em casa ou aplicando sessões de Microdermoabrasão com profissional da estética. Microdermoabrasão é um tipo especial de peeling físico que esfrega suavemente a superfície da pele retirando as células mortas e excesso de queratina renovando a capa córnea e revelando uma pele mais macia e saudável por baixo.

 

Microdermoabrasão

 

 

 

Tratamento para os poros dilatados

Avanços no cuidado dermatológico e estético levaram ao desenvolvimento de uma série de tratamentos eficazes para poros dilatados. Se você ou suas clientes sofrem com esse problema, você pode se beneficiar dos seguintes tratamentos:

Aplicação de Luz intensa pulsada

 

A luz intensa pulsada também pode ser chamada de fotofacial, é um procedimento de 30 minutos em que intensos pulsos de luz são usados ​​para penetrar profundamente na pele.

A luz intensa pulsada (IPL) faz com que o colágeno e os vasos sanguíneos abaixo da epiderme se contraiam, reduzindo os poros dilatados, a vermelhidão e as linhas de expressão. O procedimento envolve apenas desconforto e pode ocorrer vermelhidão e inchaço após o tratamento desaparecem em breve.

A maioria dos benefícios da aplicação da Luz intensa pulsada aparece gradualmente nas semanas seguintes ao tratamento.

Para um aprimoramento cosmético ainda maior, os pacientes também podem optar por um Fotofacial RF que é um procedimento que combina ondas de rádio frequência com ondas de luz para alcançar excelentes resultados.

É necessário que o aparelho seja registrado pela Anvisa e seja aplicado por uma profissional habilitada da dermatologia ou estética.

Peelings Químicos

 

Outra medida importante é aplicação de peelings químicos

Um peeling químico é usado para remover as camadas externas danificadas da epiderme com uma solução ácida para melhorar a aparência e a textura da pele. Segundo a Academia Americana de Dermatologia, um peeling químico não pode alterar o tamanho dos seus poros, mas pode tornar os poros menos perceptíveis.

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, ou ASPS, as soluções utilizadas para peelings químicos são o fenol que é um peeling profundo aplicado por médicos, o ácido tricloroacético (TCA) ou o alfa-hidroxiácido (AHA) que podem ser aplicados num peeling superficial.

A fórmula usada pode ser ajustada para atender às necessidades do paciente. Os peelings superficiais de AHAs são fórmulas suaves que podem exigir uma série de aplicações, que são chamados de peelings seriados.

Essas aplicações seriadas com o peeling superficial precisam de algum tempo para que os resultados desejados sejam atingidos.

De acordo com o ASPS (Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos), o ácido glicólico é um AHA e este pode ser aplicado em forma sabonete para uma simples limpeza da pele ou sessões de peeling para melhorar a textura da pele.

Durante a maioria dos peelings químicos, é possível sentir uma sensação de calor que dura aproximadamente 10 minutos. No entanto, um peeling mais profundo pode ser doloroso e requer uma medicação para a dor durante e após o procedimento. AHA e peeling superficial de TCA têm um tempo de recuperação mínimo. Essas fórmulas mais suaves podem causar vermelhidão, irritação e ardência a curto prazo.

Uma sessão de aplicação do peeling superficial facial em cabine pode variar de 150,00 a 350,00 dependendo do número de sessões.

 

Microagulhamento

 

Microagulhamento é um processo onde minúsculas agulhas penetram na pele centenas de vezes e em várias direções. É um procedimento aplicado por esteticista ou médico habilitado.

O microagulhamento é usado para tratar todos os tipos de problemas de textura, desde cicatrizes de acne até poros dilatados. É uma terapia de indução de colágeno.

As agulhas criam feridas que desencadeiam uma “cascata de inflamação”, o mesmo processo de cura natural que ocorre quando o tecido da cicatriz é formado depois, como por exemplo um joelho arranhado.

As agulhas possuem pequenas profundidades fazendo com que o processo seja muito controlado.

Os resultados com a aplicação do microagulhamento para cicatrizes de acne e poros dilatados são promissores: um estudo de 2015 no Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology mostrou “um notável aumento na aparência da pele, cicatrizes pós-acne e satisfação do paciente” em todos os 10 pacientes após um tratamento com 6 sessões. E enquanto os lasers são mais propensos a causar hiperpigmentação acidental em tons de pele mais escuros, o microagulhamento não.

Os especialistas concordam que quanto maior a profundidade das agulhas maior é o risco de infecção e por isso é recomendável o uso de agulhas com 0,5, a construção de um novo colágeno é iniciada e os poros dilatados serão amenizados.

O valor da aplicação do microagulhamento facial pode variar de 250,00 a 500,00, dependendo do perfil do público e insumos utilizados.

Se você quer ser profissional qualificada, aprender de verdade e livrar você e suas clientes dos poros dilatados, venha conhecer os cursos com aulas em HD, todo o suporte para dúvidas e certificado.

 

Para o curso de peelings químicos clique no link abaixo:

MAIS INFORMAÇÕES

 

Para o curso de microagulhamento clique no link abaixo:

 

MAIS INFORMAÇÕES

Disidrose – Um problema de pele muito frequente

O que é Disidrose e como tratá-la?

Hoje eu quero te passar algumas informações sobre um problema de pele cada vez mais comum e que ocorre principalmente nas mãos e nos pés.

Estou falando da Disidrose. Aproveite essas informações e caso você identifique esse problema da sua cliente pode orientá-la a procurar um médico dermatologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento. Lembre-se de deixar o seu comentário ao final desse artigo, ok?

Boa leitura!

 

Definição

A disidrose, também conhecida como eczema disidrótico, é uma condição da pele na qual bolhas muito pequenas e cheias de líquido aparecem nas palmas das mãos e nas laterais dos dedos. As solas dos pés também podem ser afetadas.

As bolhas que ocorrem na disidrose geralmente duram cerca de três semanas e causam coceira intensa. Uma vez que as bolhas da disidrose secam, ocorre descamação na pele.

As bolhas geralmente se repetem em ciclos, às vezes antes que sua pele se cure completamente das bolhas anteriores.

O tratamento para a disidrose na maioria das vezes inclui cremes ou pomadas que são aplicadas na pele afetada.

Em casos graves, seu médico pode sugerir comprimidos de corticosteróides, como prednisona, ou ainda injeções.

 

Sintomas

As bolhas associadas à disidrose ocorrem mais comumente nas laterais dos dedos e nas palmas das mãos. Às vezes, as solas dos pés também podem ser afetadas.

As bolhas são geralmente pequenas, aproximadamente a largura de uma ponta de caneta bic e ficam agrupadas em cachos.

Em casos mais graves, as pequenas bolhas podem se fundir para formar bolhas maiores. A pele afetada pela disidrose pode ser dolorosa e com muita coceira irritante.

Quando as bolhas secam e se desprendem, o que ocorre em cerca de três semanas, a pele no local pode ficar vermelha e bem sensível.

A disidrose tende a recorrer regularmente por meses ou anos.

 

Quando marcar uma consulta médica?

Quando ocorrer uma erupção nas mãos ou nos pés que não desaparece sozinha é preciso agendar uma consulta para ter certeza do diagnóstico da disidrose.

 

Causas

A causa da disidrose é desconhecida. Pode estar associada a um distúrbio cutâneo semelhante denominado dermatite atópica, bem como algumas condições alérgicas.

As erupções podem aparecer frequentemente em pessoas com alergias nasais.

 

Fatores de risco

Fatores de risco para disidrose incluem:

A disidrose parece ser mais comum em momentos de estresse emocional ou físico.

 

Exposição a certos metais

Estes incluem cobalto e níquel – geralmente em um ambiente industrial.

 

Pele sensível

As pessoas que desenvolvem uma erupção cutânea após o contato com substâncias irritantes têm maior probabilidade de apresentar disidrose.

 

Eczema atópico. Algumas pessoas com alterações na barreira epidérmica podem desenvolver eczema disidrótico.

 

Complicações

Para a maioria das pessoas com disidrose, é apenas uma inconveniência com prurido (coceira).

Para outros, a dor e a coceira podem limitar o uso de suas mãos ou pés. O ato intenso de coçar pode aumentar o risco de infecções por bactérias no local afetado.

 

Prevenção

Como a causa da disidrose é geralmente desconhecida, não há maneira comprovada de prevenir essa condição. Você pode ajudar a evitar a disidrose, controlando o estresse e evitando a exposição a alguns metais, como cobalto e níquel.

Alguns cuidados com a pele podem prevenir o aparecimento da disidrose.

Incluem:

  • Usar sabonetes suaves e água morna para lavar as mãos e secar bem as mãos
  • Hidratante regularmente
  • Uso de luvas

 

» Dica da Cris:

Ao receber alguma cliente com esses sintomas e perceber que é disidrose, pode indicar o uso de loção com uréia que é um potente hidratante e umectante e a loção permeia mais facilmente na pele do que o creme.

A hidratação constante da pele é se suma importância para amenizar o problema.

 

Bem, termino esse artigo por aqui e espero que tenha te ajudado de alguma forma. Aproveitando que você está aqui, que tal conhecer um pouco mais sobre o Jato de Plasma?

Esse procedimento é extremamente eficiente e dentro desse curso eu ensino um método que pode fidelizar a sua cliente quase que instantaneamente, já na primeira sessão.

Eu desenvolvi um método que já ajudou e ainda ajuda milhares de alunas a conseguir resultados fantásticos com apenas uma única aplicação, clique no link abaixo

Mais informações

 

Aprenda a tratar o envelhecimento das mãos

Você sabe como identificar os sinais de Envelhecimento das Mãos ? Aprender a cuidar das mãos das suas clientes pode te trazer um enorme diferencial, afinal as mãos ficam expostas o tempo todo e denunciam a idade e também como você cuida delas.

Eu preparei esse artigo justamente para explicar como tratar os sinais do tempo que aparecem nas mãos das suas clientes. Espero que esse conteúdo te ajude de alguma forma e te peço que deixe o seu comentário ao final do artigo.

Boa leitura!

 

Sinais do envelhecimento nas mãos

Nos dias de hoje, a maioria das pessoas aplica alguma forma de protetor solar em nosso rosto, e talvez até no pescoço, mas muitas vezes nossas mãos são negligenciadas, mesmo que recebam uma exposição diária de sol.

A proteção solar é importante para suas mãos, tanto de forma médica como cosmética, porque pode ajudar a prevenir câncer de pele, manchas escuras e linhas finas.

Aliás, o envelhecimento das mãos é um dos sinais mais fáceis de identificar.

 

Porque as mãos denunciam a nossa idade?

Sinais de Envelhecimento nas Mãos e Pés

As mãos e os pés têm a menor quantidade de gordura subcutânea do corpo e por isso envelhecem mais rapidamente, isso faz com que a proteção solar adequada seja ainda mais importante. Afinal, nossas mãos muitas vezes ficam mais expostas ao sol do que o resto do corpo, especialmente quando você está dirigindo. Se você não as protege, elas certamente irão denunciar a sua idade.

Muitas vezes, quando um(a) cliente chega para realizar um tratamento de clareamento e rejuvenescimento, o problema já está avançado.

O ideal é que as pessoas comecem a usar protetor solar em suas mãos diariamente quando você é um jovem adulto ou um meio adolescente.

Felizmente hoje em dia temos uma infinidade de produtos cosméticos com ativos altamente rejuvenescedores, clareadores e protetores.

 

Quais são os melhores procedimentos para os cuidados com as mãos?

Microagulhamento com Dermaroller | Envelhecimento das Mãos

Um dos tratamentos mais procurados para o rejuvenescimento da pele nas mãos é o microagulhamento. Ele pode ser utilizado com um rolinho encrustado de agulhas chamado dermaroller.

Pelo fato da pele das mãos ser muito fina e ainda ser um local que quase não contém gordura, o mais indicado é a aplicação semanal de microagulhamento com dermaroller de 0,25 mm, assim poderá fazer o trabalho de regeneração celular e ainda potencializar a penetração de ativos mais profundamente na pele. Neste tratamento a(o) profissional esteticista poderá aplicar vitamina C, ácido hialurônico e fatores de crescimento em sérum ou fluído.

 

Como combater os sinais do Envelhecimento das Mãos ?

 

E você quer saber como remover manchas das mãos? Leia e siga essas dicas

New Skin Eletrocautério e Jato de Plasma | Envelhecimento das Mãos

Já para a eliminação de melanoses solares das mãos, mais conhecidas como manchas senis poderá ser feito com o jato de plasma ou eletrocautério.

O jato de plasma ou eletrocautério é um aparelho que emite um feixe de luz sobre a pele. A agitação das moléculas em altas temperaturas é tão grande que o gás (no caso o oxigênio) se transforma em plasma ou em alta frequência através da corrente elétrica, dependendo do aparelho a ser utilizado.

É preciso o uso de ativos despigmentantes 15 dias antes da aplicação do aparelho para que a pele esteja preparada para receber o procedimento, é importante também a aplicação antecedente de um anestésico tópico no local.

Após a aplicação, cria-se uma casquinha que deve ser cuidada com ativos regeneradores e em apenas uma única sessão é possível eliminar as manchas senis localizadas nas mãos.

É importante dominar a técnica do jato de Plasma para que o resultado seja realmente eficiente no combate ao envelhecimento das mãos.

 

Aprenda a tratar o envelhecimento das mãos

Você quer conhecer mais a respeito dos tratamentos indicados para o cuidado com as mãos?

Hoje eu ofereço 2 cursos super completos que podem te ajudar a tratar os sinais do tempo nas mãos da sua cliente, estou falando do Jato de Plasma e do Microagulhamento.

Para saber mais sobre esses cursos, basta clicar em dos links abaixo:

» Curso Online de Microagulhamento

Curso Online de Microagulhamento | Envelhecimento das Mãos

 

» Curso Online de Jato de Plasma

Curso Online de Microagulhamento | Envelhecimento das Mãos

>