Microagulhamento Archives | Esteticista Como Você

Category Archives for Microagulhamento

Poros Dilatados

 

Muitas pessoas reclamam da presença de poros ou óstios dilatados no rosto, causa inestética e até baixa autoestima.

Neste artigo você vai saber exatamente o caminho para se ver livre ou pelo menos disfarçar os poros dilatados.

Leia a matéria completa.

 

Poros dilatados

Muitas pessoas queixam-se de poros abertos, não sabem o que fazer ou o que usar para minimizar essa situação e você como profissional vai ter a chance de conhecer quais são as melhores indicações e tratamentos lendo essa matéria. Boa leitura!

 

Porque esse fenômeno ocorre em algumas pessoas e em outras não?

Os poros são pequenas aberturas na pele por onde saem os pelos e também a secreção das glândulas sudoríparas que são responsáveis pela produção do suor e das glândulas sebáceas que são responsáveis pela oleosidade.

Os poros são essenciais para a saúde da sua pele, fornecendo óleo para manter a pele macia e hidratada. No entanto, você não necessariamente quer ser lembrado de sua existência toda vez que se olha no espelho visualizando os poros dilatados.

Os poros aparecem mais quando estão infectados ou entupidos com óleo, fazendo com que pareçam maiores do que realmente são. Embora não seja possível “encolher” permanentemente os poros dilatados, há várias maneiras de torná-los menos perceptíveis.

Existem dois fatores principais que contribuem para poros dilatados: são a genética e a idade.

As pessoas que têm a pele naturalmente espessa e oleosa tendem a ter os poros maiores.

À medida que as pessoas envelhecem, os danos provocados pelo sol e a diminuição da elasticidade e do colágeno da pele podem causar a dilatação dos poros.

Com o passar do tempo a pele engrossa, a borda dos poros aumenta parecendo que são maiores.

O surgimento de comedões também são um grande contribuinte para grandes poros. Quando o poro fica entupido por sujeira e bactérias, o óleo dentro do poro começa a se acumular, fazendo com que o diâmetro do poro se expanda.

 

O que fazer para prevenir o surgimento de poros dilatados.

A aparência de poros grandes pode ser bastante reduzida de várias maneiras. Por exemplo, a limpeza dos poros de detritos, excesso de óleo e bactérias reduzirá significativamente sua proeminência.

Por isso é muito importante uma limpeza de pele profunda periódica, pelo menos uma vez por mês. Isso fará com que o grau de sujidade seja diminuído.

Outras medidas que melhoram a aparência da pele com poros dilatados é a aplicação de vitamina c tópica e o uso de ácido retinóico com porcentagem baixa para aplicação home care noturna.

Esses antioxidantes ajudam a pele a aumentar a produção de colágeno e elastina ao mesmo tempo em que afrouxam a sujeira e o óleo dos poros.

 

A esfoliação também pode minimizar a aparência de poros dilatados. Isso pode ser feito usando um esfoliante suave facial em casa ou aplicando sessões de Microdermoabrasão com profissional da estética. Microdermoabrasão é um tipo especial de peeling físico que esfrega suavemente a superfície da pele retirando as células mortas e excesso de queratina renovando a capa córnea e revelando uma pele mais macia e saudável por baixo.

 

Microdermoabrasão

 

 

 

Tratamento para os poros dilatados

Avanços no cuidado dermatológico e estético levaram ao desenvolvimento de uma série de tratamentos eficazes para poros dilatados. Se você ou suas clientes sofrem com esse problema, você pode se beneficiar dos seguintes tratamentos:

Aplicação de Luz intensa pulsada

 

A luz intensa pulsada também pode ser chamada de fotofacial, é um procedimento de 30 minutos em que intensos pulsos de luz são usados ​​para penetrar profundamente na pele.

A luz intensa pulsada (IPL) faz com que o colágeno e os vasos sanguíneos abaixo da epiderme se contraiam, reduzindo os poros dilatados, a vermelhidão e as linhas de expressão. O procedimento envolve apenas desconforto e pode ocorrer vermelhidão e inchaço após o tratamento desaparecem em breve.

A maioria dos benefícios da aplicação da Luz intensa pulsada aparece gradualmente nas semanas seguintes ao tratamento.

Para um aprimoramento cosmético ainda maior, os pacientes também podem optar por um Fotofacial RF que é um procedimento que combina ondas de rádio frequência com ondas de luz para alcançar excelentes resultados.

É necessário que o aparelho seja registrado pela Anvisa e seja aplicado por uma profissional habilitada da dermatologia ou estética.

Peelings Químicos

 

Outra medida importante é aplicação de peelings químicos

Um peeling químico é usado para remover as camadas externas danificadas da epiderme com uma solução ácida para melhorar a aparência e a textura da pele. Segundo a Academia Americana de Dermatologia, um peeling químico não pode alterar o tamanho dos seus poros, mas pode tornar os poros menos perceptíveis.

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, ou ASPS, as soluções utilizadas para peelings químicos são o fenol que é um peeling profundo aplicado por médicos, o ácido tricloroacético (TCA) ou o alfa-hidroxiácido (AHA) que podem ser aplicados num peeling superficial.

A fórmula usada pode ser ajustada para atender às necessidades do paciente. Os peelings superficiais de AHAs são fórmulas suaves que podem exigir uma série de aplicações, que são chamados de peelings seriados.

Essas aplicações seriadas com o peeling superficial precisam de algum tempo para que os resultados desejados sejam atingidos.

De acordo com o ASPS (Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos), o ácido glicólico é um AHA e este pode ser aplicado em forma sabonete para uma simples limpeza da pele ou sessões de peeling para melhorar a textura da pele.

Durante a maioria dos peelings químicos, é possível sentir uma sensação de calor que dura aproximadamente 10 minutos. No entanto, um peeling mais profundo pode ser doloroso e requer uma medicação para a dor durante e após o procedimento. AHA e peeling superficial de TCA têm um tempo de recuperação mínimo. Essas fórmulas mais suaves podem causar vermelhidão, irritação e ardência a curto prazo.

Uma sessão de aplicação do peeling superficial facial em cabine pode variar de 150,00 a 350,00 dependendo do número de sessões.

 

Microagulhamento

 

Microagulhamento é um processo onde minúsculas agulhas penetram na pele centenas de vezes e em várias direções. É um procedimento aplicado por esteticista ou médico habilitado.

O microagulhamento é usado para tratar todos os tipos de problemas de textura, desde cicatrizes de acne até poros dilatados. É uma terapia de indução de colágeno.

As agulhas criam feridas que desencadeiam uma “cascata de inflamação”, o mesmo processo de cura natural que ocorre quando o tecido da cicatriz é formado depois, como por exemplo um joelho arranhado.

As agulhas possuem pequenas profundidades fazendo com que o processo seja muito controlado.

Os resultados com a aplicação do microagulhamento para cicatrizes de acne e poros dilatados são promissores: um estudo de 2015 no Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology mostrou “um notável aumento na aparência da pele, cicatrizes pós-acne e satisfação do paciente” em todos os 10 pacientes após um tratamento com 6 sessões. E enquanto os lasers são mais propensos a causar hiperpigmentação acidental em tons de pele mais escuros, o microagulhamento não.

Os especialistas concordam que quanto maior a profundidade das agulhas maior é o risco de infecção e por isso é recomendável o uso de agulhas com 0,5, a construção de um novo colágeno é iniciada e os poros dilatados serão amenizados.

O valor da aplicação do microagulhamento facial pode variar de 250,00 a 500,00, dependendo do perfil do público e insumos utilizados.

Se você quer ser profissional qualificada, aprender de verdade e livrar você e suas clientes dos poros dilatados, venha conhecer os cursos com aulas em HD, todo o suporte para dúvidas e certificado.

 

Para o curso de peelings químicos clique no link abaixo:

MAIS INFORMAÇÕES

 

Para o curso de microagulhamento clique no link abaixo:

 

MAIS INFORMAÇÕES

Como o Microagulhamento transforma a beleza das pessoas

 

São muitos os benefícios que conseguimos ter com o tratamento de agulhas, por ser um método superficial quando indicado para esteticistas, não produzem efeitos indesejáveis com riscos à saúde, mas para saber tudo a respeito do método é preciso aprender o passo a passo da técnica.
Leia esta matéria interessante e fique por dentro.

 

Para o que realmente serve o microagulhamento?

O microagulhamento é um tratamento para rejuvenescimento da pele diminuindo Rugas, Cicatrizes de Acne, Manchas, Estrias, Lipodistrofia Ginoide e ainda trabalha no crescimento dos cabelos eliminando a Calvície e também promove o Rejuvenescimento das Mãos.

Viu só quantas patologias podemos tratar com o Microagulhamento? Essas são apenas as principais, esse tratamento é super abrangente.

Veja só alguns dos resultados das minhas alunas do Curso Online de Microagulhamento:

 

Como funciona o Microagulhamento

O microagulhamento é um estímulo mecânico que aumenta a produção de colágeno e elastina, esse estímulo é realizado através das agulhas bem finas e com várias profundidades.

Esse estímulo aumenta o processo de cicatrização que consequentemente produz um novo colágeno e uma regeneração celular.

 

Quais são os outros benefícios que o microagulhamento promove?

Ele também possui a ação de drug delivery, potencializa a permeação de dermocosméticos.

E o que significa drug delivery?

É o ato de levar o ativo cosmético o mais profundamente possível através dos micro furos provocados.

 

Então vamos entender como o microagulhamento age na pele.

Ele forma micro lesões provocadas, gera-se um processo inflamatório local, aumentando a proliferação celular (principalmente dos fibroblastos), fazendo com que aumente o metabolismo celular deste tecido (derme e epiderme), produz um novo colágeno, elastina e outras substâncias presentes no tecido, restituindo a integridade da pele.

Ele age de dento para fora.

Nesta foto você está vendo uma pele jovem, intacta e uma pele madura toda desestruturada. O microagulhamento reorganizará essa estrutura de formação de colágeno e fibroblastos novamente para atenuar rugas e devolver uma pele com viço, diminuindo o fotoenvelhecimento.

 

E como o microagulhamento consegue clarear melasmas?

Por promover uma renovação celular e devolver uma pele nova, consequentemente suaviza as manchas por promover renovação da pele e permite que na aplicação do microagulhamento você possa aproveitar as lesões provocadas para fazer o trabalho de drug delivery com vitamina c que é clareadora e ativos despigmentantes em fórmulas ou produtos prontos.

 

Agora eu vou te apresentar quais são os tipos de microagulhamento existentes.

Eu vou começar com o:

DERMAPEN

A Dermapen é uma caneta de microagulhamento que possui micro agulhas em sua ponta.

Nesta foto você pode observar o corpo dela e o cartucho com as agulhas.

A ponteira é totalmente descartável e trocada a cada aplicação. A caneta faz movimentos de vibrações e de sobe e desce com as agulhas.

É uma ótima opção para tratamentos de estrias ou rugas mais profundas.

Mas atenção: a Dermapen ainda não está liberada pela ANVISA.

 

Dermógrafo

 

Este é um aparelho chamado dermógrafo, o mesmo usado na micropigmentação e para tatuagens, este mesmo aparelho pode produzir o tratamento de dois modos diferentes por possuir dois tipos de ponteiras diferentes.

O primeiro modo de uso do dermógrafo para o microagulhamento é conectar a uma haste de polipropileno especialmente desenvolvida para o procedimento de escarificação.

Faz-se um arraste nas linhas, rugas e estrias par promover lesões inflamatórias e assim transformando a pele com o novo colágeno.

Esse primeiro modo de uso do demógrafo com a haste de polipropileno damos o nome de dermopuntura.

Um outro modo de uso do dermógrafo é o uso com a ponteira de agulha promovendo furos ponto a ponto nas rugas ou estrias.

Este modo não tem resultados muito efetivos pois o procedimento é lento e os resultados são demorados.

A este procedimento dá-se o nome de micropuntura.

Então pode-se dizer que a diferença da dermopuntura para a micropuntura é que na dermopuntura é utilizado a haste de polipropileno e na micropuntura utiliza-se agulhas.

 

DERMAROLLER

E aqui está o dermaroller, é o mais conhecido e o mais utilizado.

Dermaroller é um dispositivo relativamente barato, você poderá incluir no custo das suas sessões.

Pode-se trabalhar com vários tipos de tratamentos, como: facial, estrias, celulite, mãos e calvície.

É de fácil manuseio: Basta prestar sempre muita atenção no modo de uso do dispositivo e fazer o seu treinamento numa placa de EVA como você verá no vídeo, antes de iniciar qualquer tipo de atendimento na sua cliente, para que você possa sentir o peso das suas mãos e ver se as aplicações com o dermaroller estão corretas.

O dermaroller é o queridinho do mercado! Ele está na crista da onda, basta fazer a

sua propaganda que você conseguirá novas clientes, além de oferecer para aquelas que você já possui.

Os resultados serão garantidos.

O Dermaroller é um aparelho simples em forma de cilindro incrustado de microagulhas muito finas, cujos tamanhos variam, de acordo com a necessidade.

Ele pode conter 1200 agulhas, 540 agulhas (que é o mais comum), 180 agulhas ou 120.

As profundidades das agulhas variam de 0,25/0,35/0,5/0,75/1,0/1,5/2,0/2,5  até 3,0

Vai depender do tipo de tratamento a ser feito, lembrando que agulhas cima de 2,00 é somente para uso médico ou para o uso de profissionais acompanhados por um médico no ato do procedimento.

O dermaroller foi inventado por um médico chamado Desmond Fernandes que descobriu uma estimulação de um novo colágeno através dos ferimentos causados por estimulação mecânica das agulhas.

 

Muita gente pergunta: O Dermaroller é descartável ou pode ser reutilizado?

Para esclarecer essa dúvida, vamos nos basear nas normas da ANVISA

Tudo que é constituído por agulha, torna-se descartável.

O Dispositivo não é desmontável, portanto, descartável.

Não temos como esterilizar o Dermaroller na autoclave, pois ele possui na sua composição componentes de plástico.

Resolução ANVISA Nº 2605, 11 de Agosto de 2006

 

Conclusão

Bem, nesta matéria você aprendeu sobre todas as indicações de uso para o microagulhamento, seus benefícios, sobre os tipos de microagulhamento existentes e conceitos gerais.

Viu ainda que o dermaroller assim como as ponteiras do dermapen e do dermógrafo são completamente descartáveis.

Para saber mais a fundo a respeito do microagulhamento, aprender muitos protocolos e fórmulas e atender várias clientes com o procedimento e se tornar um (a) especialista na técnica, acesse o link abaixo e conheça o Curso Online de Microagulhamento que já ajudou milhares de profissionais a dominarem essa técnica.

 

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO

 

 

 

 

 

O que a sua sobrancelha diz sobre você

Você sabia que o formato da sua sobrancelha pode revelar algumas informações sobre você? Basta ter um olhar atento e seguir algumas dicas que eu explico direitinho nesse artigo.

Se você trabalha com micropigmentação e ou com design de sobrancelhas, essas informações podem ser bastante úteis.

Boa leitura e lembre-se de deixar o seu comentário ao final do artigo, ok?

 

Saiba o que sua sobrancelha pode revelar sobre sua personalidade, através da Fisiognomonia

A Fisiognomonia significa o estudo das aparências e teve a sua origem na Índia, quando os antigos habitantes daquele país estudavam as rugas do rosto, as causas e origens das mesmas. Foi levada para a China, desenvolvida e estudada como diagnóstico, principalmente pelo Dr. Pen Chião, considerado o verdadeiro pai dessa ciência.

Tida como uma subdivisão da medicina Chinesa, a Fisiognomonia é estudada atualmente por monges, acupunturistas, e por toda uma legião de leigos e profissionais que reconhecem seu valor e importância como diagnóstico. Além de permitir que o especialista conheça certas particularidades do caráter da pessoa, a Fisiognomonia fornece outras informações através dos traços faciais, relacionando-os à sua saúde física, emocional e mental.

A causa pura está na sensibilidade do especialista perceber, no rosto da cliente, o diagnóstico que se manifesta, quando os detalhes são reforçados e as pequenas mudanças são tratadas como grandes mudanças, e averiguadas as mazelas que não se manifestam.

Sutis e Ralas

Uma pessoa com sobrancelhas sutis, finas e ralas é frequentemente indolente, mentalmente preguiçosa, apática e indecisa. Este sinal deve ser visto na globalidade do rosto, porque se as sobrancelhas são sutis e ralas em um rosto que possui um grande maxilar não se pode dizer que essa pessoa é indecisa ou preguiçosa, ou seja, deve-se sempre observar a globalidade.

 

Densas e Desgrenhadas

Quem apresenta este tipo de sobrancelha é, em geral, irascível, irritado e conflituoso. Também se caracteriza por ser incansável, exaltado, exuberante. Possui espírito de contradição.

 

Próximas às pálpebras

Se as sobrancelhas forem muito próximas às pálpebras, pode-se ter uma pessoa ambiciosa, forte, dotada de vitalidade e de determinação. Costuma ser introspectiva e ansiosa.

 

Distantes das pálpebras

Ao contrário, se as sobrancelhas forem distantes dos olhos, indicam-nos uma pessoa indecisa, tímida, ingênua e emocionalmente frágil, ansiosa.

 

Unidas na raiz do nariz

Este tipo de sobrancelhas denota uma pessoa suscetível a influências externas e frequentemente ciumenta. Existem, porém, vários tipos de ciúme.

É uma pessoa exuberante. A exuberância vem das sobrancelhas grossas. Nesta pessoa existe sempre uma grande força de caráter.

 

Espero que você tenha gostado dessas informações e estou curiosa para saber o que você achou, deixe sua opinião aqui nos comentários.

 

Micropigmentação com Dermógrafo

Aproveitando a sua presença aqui neste artigo interessante, eu quero lhe dizer que hoje uma das mais rentáveis profissões na área da estética é design de sobrancelhas.

Se você quer aproveitar essa grande oportunidade e entrar para esse mercado, clique neste link abaixo e confira. No botão abaixo você será direcionada para uma página onde irá encontrar todas as informações para participar do Curso de Micropigmentação com Dermógrafo.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES

 

Aprenda a tratar o envelhecimento das mãos

Você sabe como identificar os sinais de Envelhecimento das Mãos ? Aprender a cuidar das mãos das suas clientes pode te trazer um enorme diferencial, afinal as mãos ficam expostas o tempo todo e denunciam a idade e também como você cuida delas.

Eu preparei esse artigo justamente para explicar como tratar os sinais do tempo que aparecem nas mãos das suas clientes. Espero que esse conteúdo te ajude de alguma forma e te peço que deixe o seu comentário ao final do artigo.

Boa leitura!

 

Sinais do envelhecimento nas mãos

Nos dias de hoje, a maioria das pessoas aplica alguma forma de protetor solar em nosso rosto, e talvez até no pescoço, mas muitas vezes nossas mãos são negligenciadas, mesmo que recebam uma exposição diária de sol.

A proteção solar é importante para suas mãos, tanto de forma médica como cosmética, porque pode ajudar a prevenir câncer de pele, manchas escuras e linhas finas.

Aliás, o envelhecimento das mãos é um dos sinais mais fáceis de identificar.

 

Porque as mãos denunciam a nossa idade?

Sinais de Envelhecimento nas Mãos e Pés

As mãos e os pés têm a menor quantidade de gordura subcutânea do corpo e por isso envelhecem mais rapidamente, isso faz com que a proteção solar adequada seja ainda mais importante. Afinal, nossas mãos muitas vezes ficam mais expostas ao sol do que o resto do corpo, especialmente quando você está dirigindo. Se você não as protege, elas certamente irão denunciar a sua idade.

Muitas vezes, quando um(a) cliente chega para realizar um tratamento de clareamento e rejuvenescimento, o problema já está avançado.

O ideal é que as pessoas comecem a usar protetor solar em suas mãos diariamente quando você é um jovem adulto ou um meio adolescente.

Felizmente hoje em dia temos uma infinidade de produtos cosméticos com ativos altamente rejuvenescedores, clareadores e protetores.

 

Quais são os melhores procedimentos para os cuidados com as mãos?

Microagulhamento com Dermaroller | Envelhecimento das Mãos

Um dos tratamentos mais procurados para o rejuvenescimento da pele nas mãos é o microagulhamento. Ele pode ser utilizado com um rolinho encrustado de agulhas chamado dermaroller.

Pelo fato da pele das mãos ser muito fina e ainda ser um local que quase não contém gordura, o mais indicado é a aplicação semanal de microagulhamento com dermaroller de 0,25 mm, assim poderá fazer o trabalho de regeneração celular e ainda potencializar a penetração de ativos mais profundamente na pele. Neste tratamento a(o) profissional esteticista poderá aplicar vitamina C, ácido hialurônico e fatores de crescimento em sérum ou fluído.

 

Como combater os sinais do Envelhecimento das Mãos ?

 

E você quer saber como remover manchas das mãos? Leia e siga essas dicas

New Skin Eletrocautério e Jato de Plasma | Envelhecimento das Mãos

Já para a eliminação de melanoses solares das mãos, mais conhecidas como manchas senis poderá ser feito com o jato de plasma ou eletrocautério.

O jato de plasma ou eletrocautério é um aparelho que emite um feixe de luz sobre a pele. A agitação das moléculas em altas temperaturas é tão grande que o gás (no caso o oxigênio) se transforma em plasma ou em alta frequência através da corrente elétrica, dependendo do aparelho a ser utilizado.

É preciso o uso de ativos despigmentantes 15 dias antes da aplicação do aparelho para que a pele esteja preparada para receber o procedimento, é importante também a aplicação antecedente de um anestésico tópico no local.

Após a aplicação, cria-se uma casquinha que deve ser cuidada com ativos regeneradores e em apenas uma única sessão é possível eliminar as manchas senis localizadas nas mãos.

É importante dominar a técnica do jato de Plasma para que o resultado seja realmente eficiente no combate ao envelhecimento das mãos.

 

Aprenda a tratar o envelhecimento das mãos

Você quer conhecer mais a respeito dos tratamentos indicados para o cuidado com as mãos?

Hoje eu ofereço 2 cursos super completos que podem te ajudar a tratar os sinais do tempo nas mãos da sua cliente, estou falando do Jato de Plasma e do Microagulhamento.

Para saber mais sobre esses cursos, basta clicar em dos links abaixo:

» Curso Online de Microagulhamento

Curso Online de Microagulhamento | Envelhecimento das Mãos

 

» Curso Online de Jato de Plasma

Curso Online de Microagulhamento | Envelhecimento das Mãos

O impacto da Glicação no Processo de Envelhecimento

Glicação é um termo que têm sido muito utilizado na área da estética, nesse artigo vamos entender o que é glicação e quais são os malefícios que este processo traz para a nossa pele.

Boa leitura e espero que esse artigo seja útil e a opinião de vocês ao final do artigo é muito importante!

 

Definição

A glicação é um termo que está ganhando mais impulso no consumo e varejo de produtos cosméticos e está sendo muito abordado também em revistas de saúde e beleza. Embora a maioria dos profissionais que trabalham com os cuidados da pele já saibam o que isto significa, é sempre uma vantagem profissional saber o que os clientes estão lendo a fim de reduzir a chance de ser pega de surpresa.

 

O Processo da Glicação

Já se sabe que o excesso de açúcar pode levar a uma variedade de problemas de saúde, mas o que mais se esquecem é que muito açúcar também pode afetar a pele.

O açúcar pode ser digerido em muitas formas, incluindo o consumo de carboidratos e pode ainda ser formado através da preparação de refeições, moderar na quantidade de açúcar que ingerimos não é uma medida tomada apenas para equilibrar o peso.

O açúcar em excesso abre portas para doenças graves e agiliza o envelhecimento da pele, essa ação negativa que a glicose promove no organismo é chamada de glicação.

A glicação é uma reação na qual carboidratos, como a glicose, ou lipídeos ligam-se permanentemente a proteínas, sem a atuação de uma enzima, quando o corpo não produz insulina suficiente para processar o excesso de açúcar.

Desse modo, essas proteínas sofrem modificações e impedem que as células desempenhem seus papéis.

Essa mutação leva à formação de AGEs (Advanced Glycation End products) ou produtos finais da glicação avançada, substâncias responsáveis pela aceleração do envelhecimento.

 

foto-2

image1

Uma vez que os AGEs são formados, tendem a consumir o colágeno e a elastina da pele causando flacidez e envelhecimento.

Quanto mais açúcar as pessoas consomem, sendo açúcares transformados ou naturais, mais os AGEs são produzidos.

A formação de AGEs, substâncias responsáveis pela aceleração do envelhecimento também são encontrados em alimentos ricos em gordura saturada e gordura trans que favorecem a reação de glicação.

foto-3

 

As carnes defumadas e assadas em alta temperatura, bolos e tortas já possuem AGEs em sua composição, pela adição de conservantes, corantes químicos e realçadores de sabor, completa.

Os efeitos da glicação no processo de nível celular pode comprometer a estrutura da pele, resultando em rugas, perda de elasticidade, rigidez, envelhecimento acelerado e ainda comprometendo a função da barreira de proteção da pele.

Outra condição que aparece com o processo de glicação da pele é uma perda de volume no rosto devido à redistribuição de gordura ocasionando papada e deformação do contorno facial.

Embora o desenvolvimento de linhas e rugas seja normal com o avanço da idade, é difícil ver os clientes em seus 20 anos se assemelhar a uma pessoa nos seus 40 anos, mas hoje em dia está ocorrendo com certa frequência.

O processo de glicação têm sido ligado a vários problemas de saúde diferentes. As condições oxidativas que surgem a partir da formação da glicação pode levar a Alzheimer, doenças cardiovasculares e renais.

Outro sintoma decorrente do excesso de açúcar e processo de glicação, além do aparecimento de rugas e flacidez, é a capacidade reduzida de regeneração celular.

É uma pele que não responde rapidamente aos tratamentos estéticos.

A glicação, na verdade, ocorre em todo ser humano, afinal de contas, nossa glicemia não pode ser zero. Ela só é maléfica quando ocorre em excesso, ou quando a pessoa não produz insulina suficiente para manter equilibrada sua taxa de glicemia, as pessoas diabéticas são fortemente prejudicadas neste caso.

 

Quais medidas podem ser tomadas no combate aos efeitos da glicação?

image4

 

É importante que a profissional recomende a cliente uma boa alimentação com diminuição no consumo de açúcar, assim como também diminuição no consumo de frituras, gorduras e álcool.

 

Existem hoje alguns suplementos que auxiliam no combate à glicação mas devem ser consumidos conforme orientação médica, são eles:

  • Carnosina, carnitina, pyridoxamine (um derivado da vitamina B-6), tiamina (vitamina B-1), alfa ácido lipóico e benfotiamina. Estes suplementos de uso oral estão se tornando mais comum também para uso externo no combate à  glicação em produtos de cuidados da pele.

 

  • Outros ingredientes interessantes para o uso contra a glicação incluem Paeonia albiflora extracto (flor peônia), julibrissin Albizia extracto (árvore de seda persa), niacinamida, mirtilos e romã.

Ao lidar com as condições da pele glicada, é essencial lembrar que a pele precisa de produtos que contêm vitaminas e nutrientes que irão hidratar e devolver o viço e melhorar o contorno facial.

Alguns ingredientes que ajudam a hidratar a pele incluem ácido hialurônico, vitamina E,  óleo de mirtilo,  óleo de jojoba,  aloe vera,  mel, dentre outros.

A vitamina C é muito bem vinda para a renovação celular e para o rejuvenescimento.

Os tratamentos estéticos, dieta balanceada, ingestão de 2 litros de água por dia, exercícios físicos e cuidados com produtos home care são essenciais para alcançar bons resultados na melhora da pele.

 

 

Chegamos ao final desse artigo, espero que esse conteúdo tenha sido útil de alguma forma para você!

Os tratamentos estéticos que utilizam PEELINGS QUÍMICOS OU MICROAGULHAMENTO estimulam a produção de colágeno e a renovação da pele, portanto são bastante eficientes para evitar o processo de glicação. Para você, profissional da estética, saúde ou beleza, é muito importante que você tenha pleno domínio sobre essas técnicas.

Caso você queira saber mais sobre esses tratamentos, conheça os nossos cursos de PEELINGS QUÍMICOS OU MICROAGULHAMENTO acessando os links abaixo:

 

Microagulhamento sem Mistérios

Microagulhamento: Para informações clique aqui

Capa Curso

Peelings Químicos: Para informações clique aqui

 

Uso de LED e LASER de baixa potência na estética

Nesse artigo quero mostrar para você quais são os benefícios e resultados que podemos conseguir com a utilização da luz de LED e LASER de baixa potência em tratamentos estéticos.

Espero que esse conteúdo possa te ajudar e lembre-se de deixar o seu comentário ao final, combinado?

 

Utilização da Luz para fins terapêuticos

A utilização da luz, com efeitos terapêuticos, já existe desde os primórdios da civilização. Por exemplo, no ano 1400 A.C., existem registos de que os hindus associavam os banhos de Sol com plantas medicinais para tratar o vitiligo. Contudo, foi a partir de 1903, quando Niels Finsen recebeu o Prêmio Nobel pela utilização da radiação U.V. para o tratamento do lúpus vulgar que a fototerapia começou de fato, a ser estudada e aplicada no tratamento de várias dermatoses.

Atualmente, com a evolução da Medicina e da Tecnologia, verifica-se o crescimento do uso do LED e do LASER de baixa potência em tratamentos estéticos.

image2

O que é LED e LASER?

A luz pode ser descrita como uma emissão eletromagnética. Essas emissões são, comumente, conhecidas como radiações ou ondas eletromagnéticas, e podem ser classificadas de acordo com o seu comprimento de onda.

image2

image2

A Fototerapia é um processo que modifica a atividade celular usando uma fonte de luz não agressiva. O uso do LASER e do LED são, neste momento, duas das formas de tratamento mais eficazes na estética.

A Fototerapia combinada com outros tratamentos, torna-se ainda mais eficaz.

A palavra LASER vem da sigla inglesa “Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation”, ou seja, amplificação da luz por emissão estimulada da radiação. Em outras palavras, o laser é uma radiação eletromagnética não ionizante e pode ser visível ou invisível.

Dependendo dos efeitos pretendidos, o laser pode ser de alta ou baixa potência.

LED é o acrônimo de “Light Emiting Diode” (diodo emissor de luz). Ao contrário do laser, o LED não é monocromático, e os seus comprimentos de onda são mais baixos que no laser. Neste caso, a luz é emitida através de uma fonte elétrica, denominando-se eletroluminescência.

Nos programas de Fototerapia, utiliza-se o LED azul e âmbar, cujos comprimentos de onda são, respetivamente, 470nm e 590nm; e o LASER vermelho (660nm) e infravermelho (808nm). Ambos encontram-se na faixa de espectro eletromagnética conhecida como safe-band, ou seja, não apresenta riscos de alteração genética para a pessoa submetida a esta radiação. Além disso, as técnicas utilizadas não são invasivas, isto é, não provocam danos, e podem ser utilizadas em todos os tipos de pele.

image3image3

 

Indicações e Resultados

Como foi esclarecido anteriormente, a Fototerapia utiliza equipamentos LED e de LASER de baixa potência, para a realização de tratamentos estéticos não invasivos. Como o LED e o laser se complementam nos seus efeitos, eles podem ser utilizados em conjunto ou isoladamente, dependendo do resultado pretendido.

A Fototerapia é indicada em:

  • Acne em qualquer grau;
  • Hidratação dos tecidos faciais;
  • Manchas provocadas por radiação solar, gravidez e contracepção;
  • Marcas de expressão;
  • Iluminação Facial (efeito Cinderela);
  • Alopecia (tratamentos capilares);
  • Gordura localizada;
  • Micropigmentação;
  • Terapia anti-aging;
  • Revitalização cutânea;
  • Clareamento periocular (olheiras);
  • Estrias;
  • Pré e pós operatório.

 

Contraindicações

Como qualquer procedimento médico, esta terapia também tem contra indicações.

É, então, contra indicado em:

  • Grávidas e mães no período de amamentação;
  • Pessoas com câncer de pele na região irradiada;
  • Portadores de glaucoma e cataratas.

 

Conclusão

Como tal, dependendo do resultado pretendido, e da fonte de luz utilizada (LED e/ou laser), poderá obter uma pele mais hidratada; aumentar a sua elasticidade cutânea; obter mais brilho; reduzir a inflamação; aumentar a produção do colágeno, e, consequentemente, rejuvenescer a sua pele; melhorar a circulação e eliminar as toxinas de forma mais eficaz; e reduzir dor e edemas (inchaço).

Em suma, com a utilização do LED e do laser, em conjunto ou isoladamente, na Fototerapia, tem a oportunidade de tratar diversas alterações cutâneas de forma indolor, não invasiva e com resultados rápidos.

 

Combinação do LED com Microagulhamento

Agora se você quer saber sobre um tratamento estético que poderá perfeitamente ser combinado com o uso do Led para alcançar melhores resultados, conheça agora o curso online completo de microagulhamento.

Clique aqui ou na imagem abaixo para conhecer o curso.

FB Ad Micro

 

>