Peeling Archives | Esteticista Como Você

Category Archives for Peeling

Entenda os Veículos Cosmecêuticos

Olá!

Nós sempre estamos atrás de informações a respeito da cosmetologia e esse é um mundo vasto e maravilhoso onde podemos combinar ativos para uma perfeita formulação, mas se a gente errar no veículo do produto, de nada adianta não é mesmo?

Então eu resolvi escrever este artigo para te ajudar nessa parte.

Não deixe de comentar ao final ok?

Boa leitura.

 

Veículos Cosmecêuticos: Definição

Definimos de veículos as formas farmacêuticas de diferentes estados físicos que tem como objetivo levar os ativos do produto até o local de ação. Para isso, é necessário que ocorra uma boa relação entre os princípios ativos e o veículo indicado.

Para entender melhor, o veículo deve ter uma boa sinergia com os princípios ativos para que os mesmos não sejam anulados em sua função.

O veículo não pode ser tóxico e deve apresentar um bom sensorial, ter custo acessível e muito abrangente na combinação com os princípios ativos.

A escolha do veículo numa fórmula é tão importante quanto a interação entre os ativos numa mesma formulação cosmética.

É muito ruim quando uma fórmula ou dermocosmético é utilizado e o seu veículo não apresenta muita compatibilidade com a pele, pode até deixar a pele oleosa ou promover um toque pegajoso e quando isso ocorre, geralmente o paciente acaba parando de utilizar o produto. Nesse aspecto o profissional farmacêutico tem total responsabilidade pela viscosidade e a penetração do produto na pele.

De uma forma geral, tanto médicos como profissionais de estética escolhem um veículo de acordo com o tipo de pele da paciente. Por esse motivo, é fundamental que a(o) profissional saiba classificar os diversos tipos de pele existentes.

Uma outra estratégia para levar os princípios ativos o mais profundamente na pele é usar de novos mecanismos que existem hoje para conseguir tais objetivos, são os chamados de nano cosméticos.

 

Géis

São veículos simples e compostos por duas fases: a fase líquida (representada pela água) e a fase sólida (representada pelos agentes gelificantes).

Por serem predominantemente compostos por água, os géis são os veículos mais indicados para o tratamento de pele oleosa e acneica.

Os agentes gelificantes (geralmente substâncias poliméricas) suspendem a água, modificando seu estado físico (reologia). De acordo com a quantidade de agente gelificante presente no sistema, teremos diferentes tipos de reologias.

Dependendo do tipo de agente gelificante e porcentagem utilizada, a formulação final poderá apresentar sensorial “pegajoso” e esta é uma queixa muito comum dos profissionais e clientes.

É importante destacar que esse problema não acontece apenas em razão dos polímeros utilizados e de sua concentração, mas também a alguns princípios ativos na sua formulação.

Os géis mais fluídos (menor % de agentes gelificantes), apresentam maior velocidade de espalhamento, isso faz com que ocorra maior facilidade na aplicação da fórmula na pele.

Para solucionar o problema de pegajosidade dos géis, como em qualquer outro tipo de formulação, utilizamos modificadores de sensorial, são substâncias estrategicamente desenvolvidas para aperfeiçoar o sensorial final da formulação.

 

É importante ressaltar que a característica cristalina de um gel depende muito dos princípios ativos nele adicionados.

Agentes gelificantes mais utilizados em Manipulação

 

AMIGEL

É um polissacarídeo natural, biodegradável e obtido por biotecnologia a partir de culturas de Sclerotium rolfsii.

Trata-se de um polímero não iônico e de elevada compatibilidade dérmica e é estável em uma faixa de PH bastante ampla, desde formulações ácidas como peelings até formulações extremamente alcalinas, como tinturas para coloração capilar.

 

ARISTOFLEX

É um polímero aniônico de elevada estabilidade. Permite formular géis cristalinos e incolores e sensorial Hydrafresh – sensorial de gel refrescante que derrete na pele durante o espalhamento.

 

PLURIGEL

É um carbomero, um dos polímeros mais utilizados pala indústria cosmética no preparo de géis e gel creme, pelo baixo custo que apresenta.

Em razão da faixa de PH ser predominantemente neutra, (acima de 5,0), é impossível estabilizar ácidos e eletrólitos nesse veículo.

Os géis de carbomero, por sua elevada cristalinidade e baixo custo, são bastante utilizados em formulações hidratantes e preparações capilares.

 

NATROSOL

Assim como o carbomero, o natrosol é um polímero amplamente utilizado para formulações devido ao seu baixo custo e elevada estabilidade.

Os géis de Natrosol são transparentes, porém levemente amarelados.

 

ULTRAGEL 300

Possui estabilidade e substantividade aos cabelos e à pele.

Ultragel 300 é um polímero acrílico catiônico, ou seja, possui carga positiva.

Uma das principais características desse agente gelificante, além da transparência e agradável sensorial, é a estabilidade. Seu PH se estende de 2,0 a 12,0 permitindo a associação de princípios ativos ácidos ou alcalinos.

 

EMULSÕES

Definimos emulsões como veículos que apresentam em sua composição uma fase oleosa e outra fase aquosa, estabilizadas pela presença de um agente emulsionante.

As emulsões por conterem gordura em sua composição, são especialmente indicadas para o desenvolvimento de formulações para peles secas, podendo ainda ser indicadas para o tratamento corporal.

 

GEL CREME

É um dos veículos cosmecêuticos mais empregados em países tropicais como o Brasil, por esse motivo existe tanta diversidade de pele.

O veículo do tipo gel creme une as vantagens proporcionadas pelos géis (sensorial refrescante e pela emoliência e maciez) e excluindo suas desvantagens (pegajosidade e untuosidade).

Este veículo é ideal para o tratamento de peles mistas.

 

MUSSES

Uma categoria pouco explorada para manipulação é o veículo mousse. Constituída por tensoativos específicos (biocompatíveis), é possível manipular com esse tipo de veículo formulações destinadas para higiene e limpeza, bem como produtos de permanência na pele como hidratantes e produtos anti-aging.

 

Segue abaixo algumas tabelas para que você possa escolher ou se informar a respeito do melhor veículo para a sua formulação dermocosmética:

 

Indicação: Peles oleosas, mistas e ideal para uso no microagulhamento

VEÍCULO TIPO REOLOGIA PH DE ESTABILIDADE PROPRIEDADES
GÉIS Amigel Séruns, fluídos e géis 2,0 – 12,0 Elevada estabilidade e sensorial sofisticado (maciez)
Aristoflex géis 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade e sensorial Hydrafresh
Natrosol Séruns, fluídos e géis 2,0 – 10,0 Elevada estabilidade e baixo custo
Plurigel Séruns, fluídos e géis 5,0 – 10,0 Transparência e baixo custo
Ultragel 300 Séruns, fluídos e géis 2,0 – 12,0 Transparência e baixo custo

 

 

Indicação: Ideal para peles secas ou tratamentos corporais

VEÍCULO TIPO REOLOGIA PH DE ESTABILIDADE PROPRIEDADES
EMULSÕES Polybase cristal Leites, loções cremosas e cremes 5,0 – 7,0 Emulsão formadora de cristais líquidos e biocompatibilidade cutânea
Hostacerin CG Leites, loções cremosas e cremes 2,0 – 9,0 Elevada estabilidade e otimização na penetração de ativos
Lanette N Leite, loções cremosas e cremes 2,0 – 10,0 Baixo custo e elevada estabilidade aniônica
Paramul J Leites, loções cremosas e cremes 5,0 – 7,0 Emulsão não iônica com sensorial não oleoso
Polawax Leites, loções cremosas e cremes 3,0 – 10,0 Emulsões brilhantes, não iônicas e de baixo e de baixo custo
Uniox Cristal Leites, loções cremosas e cremes 3,0 – 10,0 Emulsão formadora de cristais líquidos vegetal

 

Indicação: Peles mistas

Veículo Aristoflex AVL Gel creme consistente 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade, não comedogênico, desaparece na pele, sensorial hydrafresh
GEL CREME Hostacerin SAF Gel creme consistente 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade, hidratante e sensorial hydrafresh
LC Silicone Blend Creme gel consistente 5,5 – 7,0 Veículo siliconado de suave espalhabilidade e sensorial de pele aveludada
Nikkolipod 815 Depende da reologia do gel empregado Depende do gel empregado Emulsão formadora de cristal líquido com propriedades anti-inflamatórias
Nikkomulese 41 Depende da reologia do gel empregado Depende do gel empregado Formação de um filme hidrofóbico sobre a pele, ideal para o desenvolvimento de FPS
Sepigel 305 Gel creme consistente 2,0 – 12,0 Boa estabilidade com extremos de PH

Indicação: Para aplicação oil free

PSEUDO

EMULSÕES

NET FS Aditivo – associado a géis, fluídos e séruns para o preparo de veículos oil free Depende do gel associado Microemulsão de silicone, favorece a formação de filme hidratante sobre a pele. A adição deste produto aos géis (diferentes reologias) permite o desenvolvimento de veículos oil free
Emulzome Aditivo – associado a géis, fluídos e séruns para o proparo de veículos emulsifier free Depende do gel associado A adição desse produto aos géis (diferentes reologias) permite o desenvolvimento de gel creme do tipo veículo emulsifier free.
Nanogel Plus Gel creme consistente 5,0 – 7,0 Veículo nanotecnológico, aumenta a penetração de princípios ativos na pele e é isento de emulsionantes

 

Agora que você conheceu a respeito dos diversos veículos para produzir as suas fórmulas, que tal participar de um curso onde além de ter acesso a diversas fórmulas dermocosméticas, você ainda pode adquirir segurança e dominar mais de 15 tipos diferentes de ácidos utilizados nas sessões de Peelings Químicos?

Aproveite que as matrículas estão abertas por tempo limitado!

Venha conhecer o Curso Online de Peelings Químicos com mais de 60 aulas gravadas teóricas e práticas e 3 tratamentos completos com fotos do antes e depois:

  1. Melasma
  2. Olheiras
  3. Rejuvenescimento

Acesse o link e realize a sua matrícula!

MAIS INFORMAÇÕES

 

Poros Dilatados

 

Muitas pessoas reclamam da presença de poros ou óstios dilatados no rosto, causa inestética e até baixa autoestima.

Neste artigo você vai saber exatamente o caminho para se ver livre ou pelo menos disfarçar os poros dilatados.

Leia a matéria completa.

 

Poros dilatados

Muitas pessoas queixam-se de poros abertos, não sabem o que fazer ou o que usar para minimizar essa situação e você como profissional vai ter a chance de conhecer quais são as melhores indicações e tratamentos lendo essa matéria. Boa leitura!

 

Porque esse fenômeno ocorre em algumas pessoas e em outras não?

Os poros são pequenas aberturas na pele por onde saem os pelos e também a secreção das glândulas sudoríparas que são responsáveis pela produção do suor e das glândulas sebáceas que são responsáveis pela oleosidade.

Os poros são essenciais para a saúde da sua pele, fornecendo óleo para manter a pele macia e hidratada. No entanto, você não necessariamente quer ser lembrado de sua existência toda vez que se olha no espelho visualizando os poros dilatados.

Os poros aparecem mais quando estão infectados ou entupidos com óleo, fazendo com que pareçam maiores do que realmente são. Embora não seja possível “encolher” permanentemente os poros dilatados, há várias maneiras de torná-los menos perceptíveis.

Existem dois fatores principais que contribuem para poros dilatados: são a genética e a idade.

As pessoas que têm a pele naturalmente espessa e oleosa tendem a ter os poros maiores.

À medida que as pessoas envelhecem, os danos provocados pelo sol e a diminuição da elasticidade e do colágeno da pele podem causar a dilatação dos poros.

Com o passar do tempo a pele engrossa, a borda dos poros aumenta parecendo que são maiores.

O surgimento de comedões também são um grande contribuinte para grandes poros. Quando o poro fica entupido por sujeira e bactérias, o óleo dentro do poro começa a se acumular, fazendo com que o diâmetro do poro se expanda.

 

O que fazer para prevenir o surgimento de poros dilatados.

A aparência de poros grandes pode ser bastante reduzida de várias maneiras. Por exemplo, a limpeza dos poros de detritos, excesso de óleo e bactérias reduzirá significativamente sua proeminência.

Por isso é muito importante uma limpeza de pele profunda periódica, pelo menos uma vez por mês. Isso fará com que o grau de sujidade seja diminuído.

Outras medidas que melhoram a aparência da pele com poros dilatados é a aplicação de vitamina c tópica e o uso de ácido retinóico com porcentagem baixa para aplicação home care noturna.

Esses antioxidantes ajudam a pele a aumentar a produção de colágeno e elastina ao mesmo tempo em que afrouxam a sujeira e o óleo dos poros.

 

A esfoliação também pode minimizar a aparência de poros dilatados. Isso pode ser feito usando um esfoliante suave facial em casa ou aplicando sessões de Microdermoabrasão com profissional da estética. Microdermoabrasão é um tipo especial de peeling físico que esfrega suavemente a superfície da pele retirando as células mortas e excesso de queratina renovando a capa córnea e revelando uma pele mais macia e saudável por baixo.

 

Microdermoabrasão

 

 

 

Tratamento para os poros dilatados

Avanços no cuidado dermatológico e estético levaram ao desenvolvimento de uma série de tratamentos eficazes para poros dilatados. Se você ou suas clientes sofrem com esse problema, você pode se beneficiar dos seguintes tratamentos:

Aplicação de Luz intensa pulsada

 

A luz intensa pulsada também pode ser chamada de fotofacial, é um procedimento de 30 minutos em que intensos pulsos de luz são usados ​​para penetrar profundamente na pele.

A luz intensa pulsada (IPL) faz com que o colágeno e os vasos sanguíneos abaixo da epiderme se contraiam, reduzindo os poros dilatados, a vermelhidão e as linhas de expressão. O procedimento envolve apenas desconforto e pode ocorrer vermelhidão e inchaço após o tratamento desaparecem em breve.

A maioria dos benefícios da aplicação da Luz intensa pulsada aparece gradualmente nas semanas seguintes ao tratamento.

Para um aprimoramento cosmético ainda maior, os pacientes também podem optar por um Fotofacial RF que é um procedimento que combina ondas de rádio frequência com ondas de luz para alcançar excelentes resultados.

É necessário que o aparelho seja registrado pela Anvisa e seja aplicado por uma profissional habilitada da dermatologia ou estética.

Peelings Químicos

 

Outra medida importante é aplicação de peelings químicos

Um peeling químico é usado para remover as camadas externas danificadas da epiderme com uma solução ácida para melhorar a aparência e a textura da pele. Segundo a Academia Americana de Dermatologia, um peeling químico não pode alterar o tamanho dos seus poros, mas pode tornar os poros menos perceptíveis.

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, ou ASPS, as soluções utilizadas para peelings químicos são o fenol que é um peeling profundo aplicado por médicos, o ácido tricloroacético (TCA) ou o alfa-hidroxiácido (AHA) que podem ser aplicados num peeling superficial.

A fórmula usada pode ser ajustada para atender às necessidades do paciente. Os peelings superficiais de AHAs são fórmulas suaves que podem exigir uma série de aplicações, que são chamados de peelings seriados.

Essas aplicações seriadas com o peeling superficial precisam de algum tempo para que os resultados desejados sejam atingidos.

De acordo com o ASPS (Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos), o ácido glicólico é um AHA e este pode ser aplicado em forma sabonete para uma simples limpeza da pele ou sessões de peeling para melhorar a textura da pele.

Durante a maioria dos peelings químicos, é possível sentir uma sensação de calor que dura aproximadamente 10 minutos. No entanto, um peeling mais profundo pode ser doloroso e requer uma medicação para a dor durante e após o procedimento. AHA e peeling superficial de TCA têm um tempo de recuperação mínimo. Essas fórmulas mais suaves podem causar vermelhidão, irritação e ardência a curto prazo.

Uma sessão de aplicação do peeling superficial facial em cabine pode variar de 150,00 a 350,00 dependendo do número de sessões.

 

Microagulhamento

 

Microagulhamento é um processo onde minúsculas agulhas penetram na pele centenas de vezes e em várias direções. É um procedimento aplicado por esteticista ou médico habilitado.

O microagulhamento é usado para tratar todos os tipos de problemas de textura, desde cicatrizes de acne até poros dilatados. É uma terapia de indução de colágeno.

As agulhas criam feridas que desencadeiam uma “cascata de inflamação”, o mesmo processo de cura natural que ocorre quando o tecido da cicatriz é formado depois, como por exemplo um joelho arranhado.

As agulhas possuem pequenas profundidades fazendo com que o processo seja muito controlado.

Os resultados com a aplicação do microagulhamento para cicatrizes de acne e poros dilatados são promissores: um estudo de 2015 no Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology mostrou “um notável aumento na aparência da pele, cicatrizes pós-acne e satisfação do paciente” em todos os 10 pacientes após um tratamento com 6 sessões. E enquanto os lasers são mais propensos a causar hiperpigmentação acidental em tons de pele mais escuros, o microagulhamento não.

Os especialistas concordam que quanto maior a profundidade das agulhas maior é o risco de infecção e por isso é recomendável o uso de agulhas com 0,5, a construção de um novo colágeno é iniciada e os poros dilatados serão amenizados.

O valor da aplicação do microagulhamento facial pode variar de 250,00 a 500,00, dependendo do perfil do público e insumos utilizados.

Se você quer ser profissional qualificada, aprender de verdade e livrar você e suas clientes dos poros dilatados, venha conhecer os cursos com aulas em HD, todo o suporte para dúvidas e certificado.

 

Para o curso de peelings químicos clique no link abaixo:

MAIS INFORMAÇÕES

 

Para o curso de microagulhamento clique no link abaixo:

 

MAIS INFORMAÇÕES

Você sabe como clarear olheiras?

Muitas clientes sofrem com o aparecimento frequente de manchas escuras ao redor dos olhos e nesse artigo eu quero explicar como clarear olheiras, como elas se formam e também te dar uma dica super legal para você descobrir como entregar esses resultados para a sua cliente.  Esse tipo de tratamento é bastante procurado, por isso é muito importante que você domine essa técnica de clareamento de olheiras.

Ao final do artigo, deixe o seu comentário! A sua opinião é muito importante para mim. Boa leitura.

 

O que são olheiras?

Muitas vezes, é dito que o escurecimento da região periorbital são causados ​​por cansaço ou noites mal dormidas. Embora isso possa ser verdade, os genes também desempenham um papel importante aqui. Então, o que exatamente está acontecendo quando você tem círculos escuros por debaixo ou ao redor de seus olhos? Como clarear olheiras de uma maneira simples e eficiente?

Simplificando, os círculos escuros periorbitais são o resultado da fina camada de pele abaixo dos olhos mostrando os vasos sanguíneos e o sangue que eles contêm com mais clareza do que em qualquer outro lugar em seu corpo.

Para referência, esta pele em volta das pálpebras, denominada pele periorbital, é em média cerca de 0,5 mm de espessura em comparação com uma média de cerca de 2 mm de espessura na maior parte do resto do corpo.

Por isso, no curso que eu desenvolvi de Microagulhamento eu sempre recomendo que a aplicação do Dermaroller ou do Dermapen na região orbicular dos olhos seja muito suave e com agulhas de pouca profundidade.

Porque as veias parecem azuis

Agora, para que você saiba, a razão pela qual as veias muitas vezes parecem azuis não é porque o sangue dentro deles é azul, é porque a pele logo abaixo dos olhos é tão fina que em pessoas de pele clara o tecido subcutâneo só permite que os comprimentos de onda azul ou violeta da luz passem por ele.

Como resultado, apenas a luz azul é refletida de volta e as veias se parecem, bem azuladas.

As veias muitas vezes não aparecerão azuis se uma pessoa tiver uma pele mais escura.

Em vez disso, as veias tendem a aparecer verde ou marrom. Por outro lado, pessoas com pele extremamente branca, como albinos, geralmente terão veias que aparecem como roxo escuro ou vermelho escuro, mais parecido com a cor real do sangue que atravessa as veias.

Exatamente o que acontece com a pele abaixo dos olhos é que esses círculos azuis escuros são apenas o resultado da luz sendo refletida de volta dos vasos sanguíneos localizados logo abaixo da superfície, daquele pedaço de pele incrivelmente fino.

Esta é a mesma razão pela qual as contusões faciais são mais azuladas ou arroxeadas abaixo ou ao redor dos olhos. A pele fina apenas mostra o sangue dos vasos sanguíneos rompidos um pouco mais claramente.

Como clarear olheiras de uma maneira eficiente?

Estenda porque geralmente as pessoas mais idosas tem propensão à olheiras e bolsas

Como clarear olheiras

 

Só para que você saiba, à medida que envelhecemos, nossa pele perde sua elasticidade e capacidade de regeneração e como resultado torna-se mais fina e muitas vezes até esfarelada com o avanço da terceira idade.

É por isso que muitas vezes, as pessoas idosas terão círculos escuros periorbitais bastante importantes, independentemente do quanto essas pessoas dormem. Como com aqueles que são geneticamente predispostos a ter uma pele mais fina abaixo dos olhos, é apenas biologia.

 

Como clarear olheiras em pessoas de pele mais escura que podem sofrer com hiperpigmentação

Como clarear olheiras

Outra coisa que pode causar círculos escuros abaixo dos olhos é algo conhecido como hiperpigmentação periorbital, que é basicamente uma condição que resulta em mais melanina produzida pela pele abaixo dos olhos, resultando em uma cor mais escura. Esta é principalmente uma condição que afeta (ou é, pelo menos, mais perceptível) pessoas de pele mais escura.

De acordo com Pratik B Sheth do colégio médico e hospital na Índia, esta é uma das queixas mais comuns que os dermatologistas têm de lidar atualmente.

Os pacientes com pele mais escura são mais difíceis de serem tratados e isso levou a um crescente mercado de nichos de maquiagem para camuflar olheiras em pessoas com pele mais escura. Para clarear olheiras em pessoas de fototipos mais altos é necessário tomar alguns cuidados extras para evitar a hiperpigmentação.

Outro fator importante para o aparecimento das olheiras, mesmo que a pessoa não esteja geneticamente predisposta a elas é a oxidação do sangue escorrendo dos vasos sanguíneos periorbitários.

O que ocorre é que às vezes os vasos sanguíneos em volta dos olhos podem ser danificados, o sangue escapa e a pessoa fica com os olhos inchados e escuros formando-se círculos na parte inferior.

O problema é relativamente inofensivo e até mesmo os sofredores crônicos desse tipo de vazamento de sangue não precisam se preocupar demais com isso. Também é tecnicamente reversível com o tratamento certo, embora as mudanças no estilo de vida sejam frequentemente recomendadas antes de considerar a opção pela cirurgia para retirada de bolsas e olheiras.

 

Inchaços são mais comuns do que a gente imagina

Como clarear olheiras

Outro problema que anda de mãos dadas com os círculos escuros periorbitais é o inchaço nessa região, também conhecido por bolsas abaixo dos olhos. Então veja bem que não se trata apenas de clarear olheiras, às vezes temos que diminuir o inchaço ao redor dos olhos também.

Em jovens, isso é quase sempre causado pelo acúmulo de líquido abaixo dos olhos, seja devido a doenças, alergias ou simplesmente consumo excessivo de sal, o que pode resultar em manter o líquido mais fluido do que o normal.

Isso pode aumentar a pressão sobre a pele e vasos sanguíneos ao redor dos olhos, o que pode expandir os vasos sanguíneos mais perto da superfície da pele, fazendo círculos escuros aparecerem com mais frequência.

A bolsa logo abaixo dos olhos também pode ser resultado da idade avançada.

Bolsas abaixo dos olhos

Agora vai uma pergunta interessante: Essas olheiras podem ser causadas por fadiga e, em caso afirmativo, por quê?

Bem, a resposta é: às vezes.

Então, por que exatamente as pessoas que apresentam cansaço ficam com olheiras?

Não é a falta de sono que torna sua pele mais fina, certo?

A resposta é: Quando o corpo está com pouca energia, age com um sinal de alerta. Portanto para você entender de verdade como clarear olheiras, é preciso analisar o momento em que a sua cliente está com as olheiras.

Quando o corpo está cansado, a produção do cortisol químico é dramaticamente aumentada para ajudar a fornecer a energia necessária para que a pessoa continue acordada.

Entre muitas outras coisas, o cortisol realmente aumenta o volume de sangue em seu corpo, o que faz com que os vasos sanguíneos (incluindo os que estão abaixo dos olhos) engrossem para acomodá-lo.

Como já mencionamos, os círculos escuros são principalmente causados ​​pelos nossos vasos sanguíneos, (sangue através da nossa pele), então é lógico que, quando esses vasos sanguíneos estão grossos, eles se tornam mais fáceis de serem vistos, mesmo em pessoas que possuem uma pele mais espessa abaixo dos olhos.

Então, seja por herança de genes ou cansaço pela falta de sono ou muito estresse, a culpa do surgimento de olheiras ainda é dos pais, pois o cortisol promove a acumulação de gordura. Portanto, a sua falta de sono provavelmente contribui para mais do que apenas problemas estéticos sob os olhos.

 

Outros fatores que causam olheiras

Para entender como clarear olheiras de uma forma eficiente, é preciso conhecer os fatores que podem causar o aparecimento das olheiras.

Outras causas que podem contribuir para o surgimento de olheiras além da genética, idade e cansaço incluem:

Medicação que faz com que os vasos sanguíneos se dilatem, o ato de esfregar os olhos excessivamente e doenças do fígado.

As olheiras acastanhadas são decorrentes da hemociderina, que é um depósito de ferro do sangue. É o mesmo caso das pessoas com má-circulação, que apresentam nas pernas manchas arroxeadas.

A hemossiderina é um pigmento anormal microscópico de origem endógena, encontrado no corpo humano e no de outros animais. Possui uma coloração acastanhada, sendo resultante da degradação de hemácias.

É composto de óxido de ferro e pode se acumular em diferentes partes do corpo, incluindo a região periorbital.

O ferro é necessário para muitas das reações químicas do corpo, mas é tóxico quando não estiver adequadamente contido. Os humanos tipicamente armazenam ferro no interior de uma proteína chamada ferritina. A forma do ferro na ferritina é o ferro III. Ao se ligar com a ferritina, o ferro se torna solúvel em água.

Estes depósitos de ferro são chamados hemossiderina. Embora estes depósitos frequentemente não causem sintomas, eles podem causar uma lesão ao órgão.

 

Você já ouviu falar no ácido tioglicólico?

Como clarear olheiras

 

O que preciso saber pára aprender como clarear olheiras?

O ácido tioglicólico é utilizado no peeling químico e é o único que funciona para o clareamento em pigmentos na pele derivados do sangue.

As olheiras tratadas com ácido tioglicólico também podem ser suavizadas com despigmentantes para melanina.

E não se assuste, pois o ácido tioglicólico tem um odor bastante desagradável, mas a sua eficiência compensa essa característica.

Venha aprender como clarear olheiras com o ácido tioglicólico através de 5 sessões reais em sequência e comentadas passo a passo, inclusive com fotos do antes e depois de cada sessão.

Esse tratamento faz parte do Curso Online de Peelings Químicos, onde eu demonstro em mais de 60 vídeo aulas diversos protocolos e também todo o embasamento científico necessário para você trabalhar com Pellings Químicos com toda segurança.

Espero que esse artigo tenha te ajudado de alguma forma e se você quiser se aprofundar no tema Peelings Químicos, será um prazer ter você na nossa turma.

 

Deixe seu comentário abaixo e se você gostou desse artigo, compartilhe com as colegas de profissão.

Um grande beijo e até a próxima.

 

 

Como controlar a Acne

Olá, nesse artigo eu quero falar sobre a Acne, você irá entender como ela se forma e o que podemos fazer para controlar a acne. Apesar de ser uma patologia comum na adolesência, existem muitas mulheres adultas que tem problemas com a acne e procuram tratamentos estéticos, sendo assim vale muito a pena estar a par desse assunto.

Boa leitura e deixe o seu comentário ao final do artigo, ok?

 

O que é Acne

A acne é uma afecção da pele que ocorre­ pelo excesso de produção de sebo causado pela glândula sebácea e como consequência ocorre a infestação de bactérias como a Propionibacterium acne e o Demodex.

A acne afeta cerca de 80% da população de idade jovem.

Demodex folliculorum

Imagem do Demodex folliculorum

 

As causas do aparecimento podem ser:

Internas: São multifatoriais, por influência principal dos distúrbios hormonais.

Externas: acne causada por cosméticos inapropriados para o tipo de pele, pode causar comedões.

As consequências do surgimento da acne são:

  • Hiperatividade da glândula sebácea;
  • Queratinização folicular com obstrução dos óstios, resultando em comedões;
  • Proliferação de microorganismos, sendo particularmente infestados por Propionibacterium acne, Demodex e por fungos Pityrosporum ovale. Esses microorganismos produzem enzimas (esterases) capazes de hidrolisar os triglicéridos do sebo, liberando ácidos graxos livres, que são irritantes;
  • Inflamação, com aparecimento de pápulas e pústulas.
  • A atuação do profissional de estética com relação a acne restringe-se a minimizar seus efeitos pela orientação ao cliente e pela utilização de tratamentos e cosméticos adequados e específicos para cada uma das manifestações apresentadas.

 

Orientações Importantes:

É fundamental que o cliente não manipule comedões e pústulas, ocasionando lesões que poderão tornar-se cicatrizes profundas de acne.

Evitar o uso de cremes gordurosos, dando preferência a géis, fluidos ou loções sem óleo, oil free ou efeito mate.

O uso de esfoliantes podem ser úteis em alguns casos, em peles com comedões, sendo desaconselhável no caso de pústulas infamadas.

A higienização correta da pele com sabonete líquido e tônico adstringentes são essenciais.

 

 

Produtos e princípios Ativos  mais utilizados no tratamento estético da acne

Higienizantes: Utilizam-se em geral, tensoativos capazes de emulsionar o material gorduroso e as impurezas, removendo-os em seguida com água. Dá-se preferência aos tensoativos menos agressivos para a pele, como:

 

  • Anfóteros (betaína de coco);

Anfótero é uma molécula ou íon capaz de reagir sendo como um ácido ou uma base.

 

  • Não iônicos: Alquil poliglicosídeos (Plantaren, Glucam).

Nas formulações Higienizantes, além de tensoativos, são incluídos outros ativos, como substâncias esfoliantes, queratolíticas, anti-sépticas, calmantes e etc.

 

Esfoliantes: São sustâncias que promovem uma leve descamação das células epidérmicas mortas por meio de ação mecânica.

 

 

As principais são:

 

  • Microesferas de polietileno;
  • Pó de cavalinha – as folhas são ricas em óxido de silício, atuando como esfoliante suave. Pode ser adicionado a sabonetes cremosos no momento da aplicação;
  • Pó de semente de damasco – é igual ao apricot, casca de nozes ou outros.
  • Púmice – Consiste em um completo de silicatos de alumínio, potássio e sódio, cuja origem é vulcânica, encontrado principalmente no arquipélago grego;
  • Glicosferas de papaína.

 

 

Vamos entender o que significa o termo queratolítico?

 

Queratolíticos – significa “quebra” da queratina, ou seja, são substâncias capazes de desorganizar quimicamente a molécula de queratina, removendo as células epiteliais em alguns níveis, dependendo da concentração do ativo.

Pode-se obter essa ação com:

  • Resorcina ou solução de Jessner : possui ação queratolítica e provoca descamação;
  • Ácido salicílico: Também possui ação queratolítica;
  • Ácido glicólico: Enfraquece as ligações entre os corneócitos;
  • TCA:  O ácido tricloroacético, mais conhecido como ATA ou TCA, é uma solução ácida aquosa que possui efeito de ação caustica, muito utilizado por médicos para o tratamento de verrugas e lesões. Tem efeito queratolítico nas aplicações dos peelings químicos.

 

Ativos cosméticos cicatrizantes para regeneração do epitélio:

 

Alantoína – Princípio ativo encontrado no confrei, nas sementes de tabasco, na beterraba, no germe de trigo e na casca do castanheiro-da-índia. É também obtido, por síntese, do ácido úrico.

Tem ação cicatrizante e é muito utilizado para pós sol, pós barba, pós depilação e para peles sensíveis.

É calmante, aliviando o desconforto de irritações na pele

Como resultado de estudos, pode-se concluir que a alantoína tem efeito amaciante sobre os tecidos hiperqueratósicos em certas doenças de pele.

Em soluções e emulsão é utilizado em concentrações de 0,01 a 2%.

 

Aloe Vera – Conhecida no Brasil como babosa. Sinônimos: acibar, caraguatá. Partes usadas: mucílago das folhas.

Aloe vera possui propriedades hidrantantes, suavizante e cicatrizante, sendo muito utilizada para a cura de queimaduras.

A concentração varia de 1 a 10%.

 

 

Anti-inflamatórios e descongestionantes

 

  • Ácido glicirrízico – obtido do alcaçuz.
  • Alfa bisabolol – potente anti-inflamatório obtido da camomila.
  • Azuleno – princípio ativo encontrado no óleo da camomila.
  • Bardana – usa-se a raíz, folhas e sementes. Além de calmante, tem ação adstringente e antisséptica.
  • Calêndula – usa-se as flores e tem ação anti-inflamatória
  • Camomila – tem ação anti-inflamatória e calmante

 

 

Ativos cosméticos Anti-sépticos e adstringentes

Os adstringentes de um modo geral possuem ação cicatrizante e descongestionante.

São utilizados os seguintes princípios ativos, dentre outros:

  • Hamamélis
  • Gerânio
  • Tomilho
  • Arnica
  • Alecrim
  • Melaleuca
  • Epicutin
  • Óxido de zinco
  • Sulfato de zinco
  • Cânfora
  • Própolis

 

As funções desses ativos citados acima são:

Antissépticos, adstringentes, anti-inflamatórios e cicatrizantes. Possuem ação contra bactérias gram-positivas, gram-negativas e fungos.

 

 

Anti-seborréicos

São substâncias que atuam removendo a oleosidade excessiva e normalizam a secreção sebácea.

Para um tratamento efetivo no combate a acne com comedões, pústulas e milliuns será necessário realizar uma boa limpeza de pele e após 15 dias efetuar um tratamento utilizando peelings químicos voltados para cada fototipo de pele.

 

Bem, espero que esse artigo tenha de ajudado de alguma forma, eu recomendo que você se aprofunde nos estudos dos ativos cosméticos e como eles agen nas diversas patologias da pele

Se você quiser saber mais a respeito de profundidade dos peelings químicos, patologias, fototipos, tipos de ácidos e suas concentrações, aplicações e fórmulas para manipulação, venha conhecer o curso completo de peelings químicos, basta clicar no link abaixo:

MAIS INFORMAÇÕES

 

O impacto da Glicação no Processo de Envelhecimento

Glicação é um termo que têm sido muito utilizado na área da estética, nesse artigo vamos entender o que é glicação e quais são os malefícios que este processo traz para a nossa pele.

Boa leitura e espero que esse artigo seja útil e a opinião de vocês ao final do artigo é muito importante!

 

Definição

A glicação é um termo que está ganhando mais impulso no consumo e varejo de produtos cosméticos e está sendo muito abordado também em revistas de saúde e beleza. Embora a maioria dos profissionais que trabalham com os cuidados da pele já saibam o que isto significa, é sempre uma vantagem profissional saber o que os clientes estão lendo a fim de reduzir a chance de ser pega de surpresa.

 

O Processo da Glicação

Já se sabe que o excesso de açúcar pode levar a uma variedade de problemas de saúde, mas o que mais se esquecem é que muito açúcar também pode afetar a pele.

O açúcar pode ser digerido em muitas formas, incluindo o consumo de carboidratos e pode ainda ser formado através da preparação de refeições, moderar na quantidade de açúcar que ingerimos não é uma medida tomada apenas para equilibrar o peso.

O açúcar em excesso abre portas para doenças graves e agiliza o envelhecimento da pele, essa ação negativa que a glicose promove no organismo é chamada de glicação.

A glicação é uma reação na qual carboidratos, como a glicose, ou lipídeos ligam-se permanentemente a proteínas, sem a atuação de uma enzima, quando o corpo não produz insulina suficiente para processar o excesso de açúcar.

Desse modo, essas proteínas sofrem modificações e impedem que as células desempenhem seus papéis.

Essa mutação leva à formação de AGEs (Advanced Glycation End products) ou produtos finais da glicação avançada, substâncias responsáveis pela aceleração do envelhecimento.

 

foto-2

image1

Uma vez que os AGEs são formados, tendem a consumir o colágeno e a elastina da pele causando flacidez e envelhecimento.

Quanto mais açúcar as pessoas consomem, sendo açúcares transformados ou naturais, mais os AGEs são produzidos.

A formação de AGEs, substâncias responsáveis pela aceleração do envelhecimento também são encontrados em alimentos ricos em gordura saturada e gordura trans que favorecem a reação de glicação.

foto-3

 

As carnes defumadas e assadas em alta temperatura, bolos e tortas já possuem AGEs em sua composição, pela adição de conservantes, corantes químicos e realçadores de sabor, completa.

Os efeitos da glicação no processo de nível celular pode comprometer a estrutura da pele, resultando em rugas, perda de elasticidade, rigidez, envelhecimento acelerado e ainda comprometendo a função da barreira de proteção da pele.

Outra condição que aparece com o processo de glicação da pele é uma perda de volume no rosto devido à redistribuição de gordura ocasionando papada e deformação do contorno facial.

Embora o desenvolvimento de linhas e rugas seja normal com o avanço da idade, é difícil ver os clientes em seus 20 anos se assemelhar a uma pessoa nos seus 40 anos, mas hoje em dia está ocorrendo com certa frequência.

O processo de glicação têm sido ligado a vários problemas de saúde diferentes. As condições oxidativas que surgem a partir da formação da glicação pode levar a Alzheimer, doenças cardiovasculares e renais.

Outro sintoma decorrente do excesso de açúcar e processo de glicação, além do aparecimento de rugas e flacidez, é a capacidade reduzida de regeneração celular.

É uma pele que não responde rapidamente aos tratamentos estéticos.

A glicação, na verdade, ocorre em todo ser humano, afinal de contas, nossa glicemia não pode ser zero. Ela só é maléfica quando ocorre em excesso, ou quando a pessoa não produz insulina suficiente para manter equilibrada sua taxa de glicemia, as pessoas diabéticas são fortemente prejudicadas neste caso.

 

Quais medidas podem ser tomadas no combate aos efeitos da glicação?

image4

 

É importante que a profissional recomende a cliente uma boa alimentação com diminuição no consumo de açúcar, assim como também diminuição no consumo de frituras, gorduras e álcool.

 

Existem hoje alguns suplementos que auxiliam no combate à glicação mas devem ser consumidos conforme orientação médica, são eles:

  • Carnosina, carnitina, pyridoxamine (um derivado da vitamina B-6), tiamina (vitamina B-1), alfa ácido lipóico e benfotiamina. Estes suplementos de uso oral estão se tornando mais comum também para uso externo no combate à  glicação em produtos de cuidados da pele.

 

  • Outros ingredientes interessantes para o uso contra a glicação incluem Paeonia albiflora extracto (flor peônia), julibrissin Albizia extracto (árvore de seda persa), niacinamida, mirtilos e romã.

Ao lidar com as condições da pele glicada, é essencial lembrar que a pele precisa de produtos que contêm vitaminas e nutrientes que irão hidratar e devolver o viço e melhorar o contorno facial.

Alguns ingredientes que ajudam a hidratar a pele incluem ácido hialurônico, vitamina E,  óleo de mirtilo,  óleo de jojoba,  aloe vera,  mel, dentre outros.

A vitamina C é muito bem vinda para a renovação celular e para o rejuvenescimento.

Os tratamentos estéticos, dieta balanceada, ingestão de 2 litros de água por dia, exercícios físicos e cuidados com produtos home care são essenciais para alcançar bons resultados na melhora da pele.

 

 

Chegamos ao final desse artigo, espero que esse conteúdo tenha sido útil de alguma forma para você!

Os tratamentos estéticos que utilizam PEELINGS QUÍMICOS OU MICROAGULHAMENTO estimulam a produção de colágeno e a renovação da pele, portanto são bastante eficientes para evitar o processo de glicação. Para você, profissional da estética, saúde ou beleza, é muito importante que você tenha pleno domínio sobre essas técnicas.

Caso você queira saber mais sobre esses tratamentos, conheça os nossos cursos de PEELINGS QUÍMICOS OU MICROAGULHAMENTO acessando os links abaixo:

 

Microagulhamento sem Mistérios

Microagulhamento: Para informações clique aqui

Capa Curso

Peelings Químicos: Para informações clique aqui

 

Previna o envelhecimento da pele com ácido hialurônico

Benefícios do Ácido Hialurônico

Nesse artigo você irá conhecer um pouco mais sobre os benefícios do ácido hialurônico, uma substânica presente no nosso organismo e que pode combater o envelhecimento da pele.

Benefícios do Ácido Hialurônico: conheça a substância que combate o envelhecimento da pele

Essa substância pode ser aplicada ou usada em cremes e ajuda a hidratar e rejuvenescer a pele!


O que é o ácido hialurônico?

ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente no organismo humano, uma molécula de açúcar que atrai a água e pode atuar como um lubrificante e absorver choques em partes móveis do corpo como as articulações.

Do ácido hialurônico no nosso corpo, 56% dele está na pele, onde ele atua preenchendo o espaço entre as células, o que a mantém lisa, elástica e bem hidratada. Porém, com o tempo, sua concentração na pele diminui, o que causa o aparecimento de rugas e também seu ressecamento.

Desde 1996, no entanto, começou-se a usar o ácido hialurônico animal na pele para tratar as rugas e recuperar o antigo viço. Hoje, ele pode ser de origem animal (vindo da crista do galo) ou por biotecnologia (através da fermentação bacteriana).

Fabricação do Ácido Hialurônico

Independente da fonte, o ácido hialurônico é submetido a uma série de procedimentos químicos visando à obtenção do produto final, o hialuronato de sódio, com a menor concentração possível de proteínas (quer sejam de origem animal ou bacteriana) ou ainda de endotoxinas bacterianas.

Ao final do processo de purificação é obtido o produto final na forma de gel purificado, que pode ser aplicado diretamente na pele ou fazer parte da composição de cosméticos.

Benefícios do Ácido Hialurônico

 

Indicações do ácido hialurônico

O ácido hialurônico é indicado principalmente para melhorar o viço da pele, suavizando rugas e outras marcas da idade. Quando usado de forma injetável, ele pode ser usado no contorno de face, lábios (contorno e volume), sulcos naso-labiais, sulco naso-jugal (olheiras), rugas faciais, e para repor volume em face, mãos e algumas regiões corporais.

Além disso, uma outra técnica em que o ácido hialurônico é usado é a volumização do rosto, sendo aplicado na região dos malares, mandíbula e nas laterais do rosto. Isso é indicado principalmente com o passar dos anos, pois em algumas partes do rosto o tecido subcutâneo é perdido com a idade.

Nesse método, ele pode ser aplicado com microcânulas, o que traz mais conforto e segurança para a aplicação, e também é usada uma anestesia local.

 

Como usar o ácido hialurônico

O ácido hialurônico pode ser encontrado em forma de cremes tópicos ou injetável. No último caso, a aplicação deve ser feita por um especialista (dermatologista ou cirurgião plástico).

Hoje o ácido hialurônico é uma das substâncias mais usadas em preenchimentos, pois um implante reabsorvível, biocompatível e não há relato de hipersensibilidade. É também um dos pilares do rejuvenescimento por hidratar o local de forma intensa.

Mais benefícios do ácido hialurônico

Por fim, mais um dos benefícios do ácido hialurônico é o fato de que ele também pode ser usado para melhorar processos ortopédicos e/ou reumatológicos articulares e na oftalmologia, no chamado humor vítreo, que contribui na forma esférica dos olhos.

 

Cuidados antes de usar o ácido hialurônico

Antes de indicar o tratamento, deve-se fazer anamnese e exame clínico do paciente para descartar possíveis contraindicações ao tratamento. Evitar bebidas alcoólicas em doses exageradas na véspera. O ácido noturno deve ser descontinuado um dia antes e no dia no procedimento.

Medicamentos anticoagulantes como Ácido Acetilsalicílico, ginko biloba, entre outros, devem ser evitados na semana anterior ao procedimento. O filtro solar deve ser mantido em caráter rigoroso antes e depois do procedimento

 

Cuidados depois de usar o ácido hialurônico

Alguns estudos científicos recomendam fazer massagem no local com a ponta dos dedos por de dois a três dias, mas caso haja hematomas, massagear se torna contraindicado. O ideal é não se expor ao sol, principalmente se os roxos se formarem, e pode-se usar gelo no local nas primeiras 24 horas.

Aplicação

A substância pode ser aplicada ou usada em cremes e ajuda a hidratar e rejuvenescer a pele  

 

Contraindicações

A aplicação do ácido hialurônico não deve ser feita em indivíduos com hipersensibilidade conhecida ao composto. Também é contraindicada em pessoas com problemas com a coagulação. Não deve ser aplicado dentro ou perto de áreas em que haja doença ativa de pele, inflamações ou feridas. Não deve ser injetado em uma área onde um implante permanente tem sido colocado.

 

Grávida pode usar?

Não há contraindicação quanto aos cremes que contém ácido hialurônico em sua composição. Quando falamos na aplicação da substância, não existem estudos indicando se é seguro ou não para gestantes e lactantes. No primeiro trimestre da gravidez este uso está proibido, mas depois disso não existe uma contraindicação absoluta.

Como geralmente se trata estético, o mesmo só pode ser feito após autorização do obstetra responsável.

Considerando todos os cuidados, mesmo as grávidas podem aproveitar os benefícios do ácido hialurônico.

 

Possíveis riscos

O uso de cremes com ácido hialurônico em sua composição não traz riscos, se for usado conforme a orientação de cada fabrincante. Já a aplicação da substância diretamente na pele pode trazer problemas quando o procedimento é mal feito ou o produto é de qualidade duvidosa. Por isso é importante fazer o procedimento em local confiável.

É comum que algumas reações adversas apareçam após a aplicação, como eritema transitório, edema, dor, prurido, contusões, descoloração ou sensibilidade no local da injeção. Normalmente a resolução é espontânea, dentro de um ou dois dias após a aplicação.

 

Antes e depois do ácido hialurônico

O resultado ao aplicar o ácido hialurônico na pele é o de suavizar as rugas, dando naturalidade à face, além de remodelar o rosto, evidenciando seus ângulos e respeitando os pontos de iluminação da pele. Nesses aspectos, o método é um dos mais eficientes. Os benefícios do ácido hialurônico podem ser sentidos logo nas primeiras aplicações.

 

DICAS IMPORTANTES:

Para obter melhor os benefícios do ácido hialurônico, combine a utilização com:

1. Alimentação balanceada:
A alimentação também influencia na saúde da pele, e em sua aparência. Prefira gorduras insaturadas, provenientes de alimentos como azeite e peixes, e evite gorduras saturadas, como as presentes nos doces e frituras.

2. Parar de fumar:Mulheres que fumam tendem a ter mais problemas após qualquer tipo de procedimento, inclusive preenchimento com ácido hialurônico. Além disso, o cigarro está associado ao envelhecimento, pois libera diversas substâncias nocivas que aumentam a formação de radicais livres, o que ocasiona maior e mais precoce formação de rugas.

 

Fontes:

Dermatologista Valeria Campos (CRM-SP 73176) membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia
Dermatologista Luciana Lourenço (CRM-SP 82887), dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
Dermatologista Daniela Landim (CRM: 106025), pós graduada em medicina estética

 

Curso Online de Drenagem Linfática

Aproveitando que você chegou até aqui, que tal conhecer um pouco mais sobre o Curso Online Completo de Drenagem Linfática? O Curso tem módulos de massagem drenante, massage relaxante, Pós operatório Facial, Pós Operatório Corporal e Gestantes. Mais informações, clique aqui no na imagem abaixo.

Curso Online de Drenagem Linfática | Benefícios do Ácido Hialurônico

>