Pele - Esteticista Como Você

Category Archives for Pele

Processo de Cicatrização

Processo de Cicatrização

Nesse artigo você irá entender o que são cicatrizes, como se formam e como funciona o processo de cicatrização, além de conhecer as medidas terapêuticas mais comuns para suavizar as cicatrizes.

As cicatrizes que mais incomodam são aquelas que se tornam espessas ou muito aumentadas, às vezes até dolorosas, consequentes à cirurgias como a cesariana, por exemplo. A cicatrização na verdade é um processo natural, capaz de fechar qualquer lesão aberta no tecido do corpo.

 

Processo de Cicatrização

A cicatrização normal passa por três fases:

Na primeira, a inflamatória, há muitas células na área da lesão.

Na segunda, a fibroproliferativa, os fibroblastos produzem uma substância gelatinosa e várias proteínas, sendo a mais importante, o colágeno.

Colágeno

O colágeno tem a propriedade de unir tecidos entre si, e penetra naturalmente na lesão, dando origem a fibras que se tornam cada vez mais firmes, para formar a cicatriz.

Ao mesmo tempo, ocorrem a migração e proliferação das células na borda do corte, que se encarregam de regenerar a pele, fechando-o.

Na terceira fase, vem a maturação, o número de vasos sanguíneos e fibroblastos diminui consideravelmente, o que determinará a evolução da cor da cicatriz, que passa do avermelhado para o branco.

A duração deste processo varia de pessoa para pessoa e de acordo com o tipo de cirurgia, mas, em geral, o seu aspecto definitivo ocorre de 6 meses a um ano. Quando, no processo de evolução da cicatrização, forma-se uma linha mais grossa ou muito aumentada, às vezes até dolorosa, temos dois tipos de cicatriz:

Cicatriz Hipertrófica

Limitada à área do corte de aparência grossa e avermelhada, que pode involuir naturalmente de um a dois anos.

Quelóide

Ocorre quando a cicatriz ultrapassa ostensivamente a área do corte, invadindo a pele ao redor, com aspecto arredondado. Inicialmente róseo e mole, posteriormente se apresenta esbranquiçado, duro e sem elasticidade. Raramente involui espontaneamente e é extremamente doloroso.

 

Medidas Terapêuticas a serem tomadas

Abaixo, você pode conferir alguns exemplos de medidas para suavizar as cicatrizes

Compressão

Tratamento de Cicatrizes

O uso de placas especiais de silicone para comprimir a lesão pode apresentar bons resultados, de forma praticamente natural. Quando se coloca um anteparo sobre o local, a cicatriz parece “entender” que ali é o seu limite, e para de evoluir.

Muitas vezes, apenas comprimir com uma faixa ou curativo faz com que a cicatriz não avance e até regrida.

Corticoide Oclusivo

Aplicação de produtos oclusivos, sob orientação médica: em creme ou faixas que já contém o corticoide colocadas sobre o queloide. Esse método pode reduzir de forma significativa o problema.

 

Laser e Luz intensa pulsada

Técnica utilizada para diminuir a vascularização e o espessamento local. Ameniza a cor vermelha da cicatriz e diminui sua altura. Hoje em dia, O laser é considerado ideal para tratamentos dermatológicos vasculares, porque age seletivamente sobre a lesão sem prejudicar a pele, isto é, sem causar marca.

Trata-se de um aparelho com luz em comprimento de onda (600 nm a 700 nm) muito próximo ao da hemoglobina (substância que circula no sangue, dentro dos glóbulos vermelhos, e que é responsável pelo transporte de oxigênio em todos os tecidos do corpo humano) e que não atua sobre a melanina ( substância responsável pela coloração nos seres vivos). Por fazer evaporar a hemoglobina, é muito utilizado também nos hemangiomas (manchas cor de vinho na pele) e nas telangiectasias(vasinhos da pele no rosto), proporcionando um resultado final sem deixar marcas.

Já a luz intensa pulsada, atua num comprimento de onda de 560 nm, agindo especificamente sobre a hemoglobina (semelhante ao laser) destruindo-a com consequente diminuição da cicatriz ou do queloide.

Infiltrações de corticoides

image3

 

São injeções de cortisona que podem reduzir significativamente o queloide, especialmente os pequenos queloides e os que se formaram recentemente, por sua ação anti-inflamatória.

 

Se você quer se aprofundar mais nos seus atendimentos pós cirúrgicos, venha fazer uma reciclagem ou esclarecer todas as suas dúvidas no Curso Online de Drenagem Linfática.

São mais de 40 vídeo aulas com todos os movimentos passo a passo e explicações sobre as principais cirurgias plásticas.Durante o mês de abril o curso está com uma promoção ótima em comemoração à Páscoa. Saiba mais e matricule-se clicando aqui ou na imagem abaixo.

8. FB AD Drenagem Linfática

Estrutura e Funções do Tecido Adiposo

Escrevi este artigo para que você possa entender um pouco mais sobre os temíveis adipócitos ou Tecido Adiposo e suas respectivas funções.

Boa leitura!

 

Definição do Tecido Adiposo

Por definição é um tecido conectivo fibroso solto embalado com muitas células (chamados adipócitos) que são especializados no  armazenamento de triglicerídeos mais comumente referido como “gorduras”.

Cada célula adipócito é preenchido com uma única gota grande de triglicerídeo (gordura). Como este ocupa a maior parte do volume da célula, o seu citoplasma , núcleo , e outros componentes são empurradas no sentido dos bordos da célula – que é delimitado pela membrana de plasma (também conhecido como ” membrana de célula “).

Definição de um adipócito

Tecido Adiposo | Definição de um Adpócito

Um adipócito é uma célula animal cuja função particular é o armazenamento de triglicerídeos (gorduras). Como o triglicerídeo é armazenado em uma grande área central do citoplasma dos adipócitos, seus núcleos estão localizados perifericamente.

Os adipócitos também produzem peptídeos antimicrobianos que ajudam o organismo a proteger-se contra infeções bacterianas e de outros patógenos.

 

As Funções do tecido adiposo

  • Atua como uma camada de isolamento , ajudando a reduzir a perda de calor através da pele;
  • Ele também tem uma função de proteção contra traumatismos dos órgãos importantes, como por exemplo os rins;
  • É também um meio de armazenamento de energia .
  • O alimento que é excesso às exigências do corpo é convertido na gordura e armazenado dentro do tecido adiposo.

 

Onde está localizado o tecido adiposo no corpo?

O tecido adiposo forma uma camada grossa sob a pele , em torno dos rins e nas nádegas. Mais geralmente, encontra-se nas mesmas posições em todo o corpo como tecido areolar.

Tecido areolar é um tecido conjuntivo frouxo que consiste de uma malha de colágeno, tecido elástico, e fibras reticulares – com muitas células do tecido conjuntivo entre a malha de fibras.

 

Alguns exemplos específicos das localizações do tecido adiposo incluem:

  • Camada subcutânea profunda da pele
  • Em torno do coração
  • Em torno dos rins
  • Na medula amarela dos ossos longos
  • Nos enchimentos nas articulações
  • Posterior ao globo ocular.

 

Aproveitando que você chegou até aqui, que tal conhecer um pouco mais sobre o Curso Online Completo de Drenagem Linfática? O Curso tem módulos de massagem drenante, massage relaxante, Pós operatório Facial, Pós Operatório Corporal e Gestantes. Mais informações, clique aqui no na imagem abaixo.

Post-Facebook-1

Saiba Mais Sobre Telangiectasia

Neste artigo você irá aprender o que é telangiectasia, como se forma e como tratar esse problema de pele.

O que é Telangiectasia

A telangiectasia é uma condição na qual os pequenos vasos sanguíneos causam linhas vermelhas ou padrões semelhantes a fios na pele. Estes padrões, ou telangiectasias, são formadas frequentemente em grupos. Eles são às vezes conhecidos como “teias de aranha” por causa de sua aparência fina.

Telangiectasias são comuns em áreas que são facilmente visíveis (como os lábios, nariz, olhos, dedos e bochechas). Podem causar desconforto e em algumas pessoas causam uma má aparência.

Dependendo da situação e quantidade de telangiectasias, pode-se removê-las.

Embora as telangiectasias sejam geralmente benignas, elas podem ser um sinal de doença grave. Por exemplo, a telangiectasia hemorrágica hereditária (HHT) é uma condição genética rara que causa telangiectasias que podem colocar a vida em risco. Em vez de formar na pele, essas causadas por hemorrágicas hereditárias aparecem em órgãos vitais, como o fígado. Podem estourar, causando o sangramento maciço (hemorragias).

Para entender melhor o que é telangiectasia, você precisa aprender a identificar alguns sintomas:

Reconhecendo os Sintomas da Telangiectasia

As telangiectasias podem ser desconfortáveis. Elas geralmente não são fatais, mas algumas pessoas podem não gostar de como elas parecem. Desenvolvem-se gradualmente, mas podem ser agravadas por produtos de saúde e beleza que causam irritação da pele, como sabões abrasivos e esponjas.

 

Os sintomas incluem:

  • Dor relacionada à pressão sobre as vénulas (veias e artérias menores)
  • Coceira
  • Marcas vermelhas ou padrões em forma de linha na pele

 

Saiba sobre os sintomas de HHT (Telangiectasia hemorrágica hereditária)

O que é Telangiectasia | Esteticista Como Você

  • Hemorragias nasais freqüentes
  • Sangue preto ou vermelho escuro nas fezes
  • Falta de ar
  • Convulsões
  • Pequenas lesões
  • Manchas avermelhadas

 

Quem está em risco de contrair Telangiectasia?

Ao entender o que é telangiectasia você irá concluir que é uma doença comum da pele, mesmo entre as pessoas saudáveis. No entanto, certas pessoas estão mais em risco de desenvolver telangiectasias do que outros.

Isso inclui aqueles que:

  • Trabalham ao ar livre
  • Sentam ou ficam o dia todo em pé
  • Sofrem de alcoolismo
  • Estão grávidas
  • São mais velhos ou idosos (telangiectasias são mais propensos a se formar em peles idosas)
  • Têm rosácea, esclerodermia, dermatomiosite ou lúpus eritematoso sistêmico (LES)
  • Uso de corticosteróides

Quais são as causas?

A causa exata da telangiectasia é desconhecida. Os pesquisadores acreditam que várias causas podem contribuir para o desenvolvimento de telangiectasias. Essas causas podem ser genéticas, ambientais ou uma combinação de ambas. Acredita-se que a maioria dos casos de telangiectasia são causados pela exposição crônica ao sol ou temperaturas extremas. Isso ocorre porque eles geralmente aparecem no corpo onde a pele é muitas vezes exposta à luz solar e ar.

 

Outras causas possíveis incluem:

  • Alcoolismo: isso pode afetar o fluxo de sangue em vasos e pode causar doença hepática
  • Gravidez: a gravidez aplica frequentemente grandes quantidades de pressão sobre as vénulas
  • Envelhecimento: envelhecimento dos vasos sanguíneos pode começar a enfraquecer
  • Rosácea: amplia as vênulas do rosto, criando uma aparência corada nas bochechas e nariz
  • Uso habitual de corticosteróides: afina a pele
  • Esclerodermia: endurece e contrai a pele
  • Dermatomiosite: inflama a pele e o tecido muscular subjacente
  • Lúpus eritematoso sistêmico: pode aumentar a sensibilidade da pele à luz solar e temperaturas extremas

As causas da telangiectasia hemorrágica hereditária são genéticas. Pessoas com HHT herdam a doença de pelo menos um dos pais. Cinco genes são suspeitos de causar HHT, e três são conhecidos. As pessoas com HHT recebem um gene normal e um gene mutado ou dois genes mutados (só é necessário um gene mutado para causar HHT).

 

Como os médicos diagnosticam Telangiectasia?

Os médicos podem confiar nos sinais clínicos da doença. Telangiectasia é facilmente visível a partir do quadro onde aparecem linhas vermelhas sobre a pele. Em alguns casos, os médicos podem querer certificar-se de que não há nenhum transtorno subjacente. As doenças associadas à telangiectasia incluem:

  • HHT (também chamada síndrome de Osler-Weber-Rendu): uma desordem hereditária dos vasos sanguíneos na pele e nos órgãos internos que podem causar sangramento excessivo
  • Doença de Sturge-Weber: uma desordem rara que causa uma marca de nascimento tipo mancha de vinho do porto e problemas do sistema nervoso
  • Angiomas de aranha: uma coleção anormal de vasos sanguíneos perto da superfície da pele
  • Xeroderma pigmentosa: uma condição rara em que a pele e os olhos são extremamente sensíveis à luz ultravioleta

HHT ( telangiectasia hemorrágica hereditária) pode causar a formação de vasos sanguíneos anormais chamados malformações arteriovenosas (AVMs). Estes podem ocorrer em várias áreas do corpo. Estas AVMs permitem conexão direta entre artérias e veias sem capilares intervenientes. Isso pode resultar em hemorragia (hemorragia grave). Este sangramento pode ser mortal se ocorrer no cérebro, fígado ou pulmões.

Para diagnosticar HHT (telangiectasia hemorrágica hereditária), os médicos podem realizar uma ressonância magnética ou uma tomografia computadorizada para procurar sangramento ou anormalidades dentro do corpo.

 

Tratamento de Telangiectasia

O tratamento centra-se na melhoria da aparência da pele. Diferentes métodos incluem:

  • Laser terapia: laser no local (isso geralmente envolve pouca dor e tem um curto período de recuperação)
  • Cirurgia: vasos alargados podem ser removidos (isso pode ser muito doloroso e pode precisar de uma recuperação longa)
  • Escleroterapia: se concentra em causar danos ao revestimento interno do vaso sanguíneo, injetando-o com uma solução química que causa um coágulo de sangue que colapsa, engrossa ou cicatrizes da vênula (normalmente não há recuperação necessária, embora possa haver algumas restrições temporárias de exercício)

 

O tratamento para HHT (telangiectasia hemorrágica hereditária) pode incluir:

  • Embolização (um procedimento para bloquear ou fechar um vaso sanguíneo)
  • Terapia a laser para parar o sangramento
  • Cirurgia

 

Qual é a perspectiva para a cura da Telangiectasia?

O tratamento pode melhorar a aparência da pele. Aqueles que têm tratamento podem esperar levar uma vida normal após a recuperação. Dependendo das partes do corpo onde estão localizadas, as pessoas com HHT (telangiectasia hemorrágica hereditária) também podem ter uma vida normal.

 

Gostou desse artigo? Conseguiu entender melhor o que é telangiectasia? Ficou com alguma dúvida?
Deixe o seu comentário abaixo desse post. Isso irá me ajudar a criar mais conteúdo relevante pra você.

Aproveite também e conheça o meu Curso Online de Drenagem Linfática EM PROMOÇÃO. Basta clicar aqui ou no banner abaixo:

Post-Facebook-1

 

Efeitos Nocivos da Exposição ao Sol

Todos nós gostamos bastante de curtir um dia ensolarado, mas você conhece os efeitos nocivos da exposição ao sol ?

O principal fator de risco para queimaduras solares, envelhecimento prematuro da pele, danos à pele e câncer de pele é a exposição à luz ultravioleta do Sol . Mais de 90% dos cancros (tumores) de pele são causadas por exposição ao sol. O uso de câmaras de bronzeamento e lâmpadas de bronzeamento também aumenta o risco de danos à pele e câncer de pele.

O risco de danos à pele e câncer de pele está relacionado com o número de queimaduras solares que uma pessoa experimenta ao longo de sua vida. As seguintes características físicas também aumentam os riscos de queimaduras solares, os danos à pele, e câncer de pele:

  • Pessoas que possuem cabelos loiros ou ruivos naturais
  • Pessoas que têm olhos azuis ou verdes
  • Pele muito clara

O risco de danos à pele e câncer de pele é maior em pessoas com pele mais clara. No entanto, as pessoas que têm pele mais escura também devem proteger-se do sol para reduzir a exposição da vida aos raios UV prejudiciais e ajudar a prevenir os danos da pele e câncer de pele. O número de câncer de pele ocorre com maior incidência em pessoas mais velhas e em homens.

Pinta na Pele | Efeitos Nocivos da Exposição ao Sol

Pessoas com pintas ou manchas castanhas de tamanhos grandes e irregulares devem ficar atentas.

Certos medicamentos (por exemplo, antibióticos, antidepressivos, medicamentos contra acne [retinóides]) podem aumentar a sensibilidade ao sol .  Os pacientes devem falar com um médico sobre os medicamentos que podem tornar a pele mais sensível ao sol.

Ter um membro da família com câncer de pele aumenta o risco para a doença em adultos e também em crianças. É importante saber o que procurar e como monitorar a pele por mudanças significativas, como por exemplo, pintas assimétricas e feridas que não cicatrizam normalmente.

Efeitos Nocivos da Exposição ao Sol

O primeiro e mais óbvio sintoma de queimadura solar é  a vermelhidão da pele . Outros sintomas perceptíveis incluem dor aguda e sensação de calor que irradiam a partir da superfície da pele. Dor e desconforto frequente pioram por algumas horas após a exposição ao sol e a última de 12 a 48 horas.

Pequenas bolhas, que podem ser imperceptíveis, podem formar e levar a descamação da pele de alguns dias após a exposição. Queimaduras graves podem produzir bolhas maiores. Os pacientes não devem abrir ou estourar essas bolhas, pois isso pode aumentar o risco de infecção .

 

Sintomas

Outros sintomas menos comuns de queimadura solar incluem cólicas abdominais, fraqueza, sintomas de gripe, febre, calafrios, dor de cabeça, e  pulso rápido. Estes sintomas também podem ser sinais de estresse por calor ou insolação .

A infecção é uma complicação grave da queimadura solar , que requer tratamento médico imediato. Sinais de infecção incluem vermelhidão crescente, febre, ou um mau cheiro da pele.

Outros sintomas decorrentes dos efeitos nocivos da exposição ao sol que requerem tratamento imediato em uma criança que tem queimaduras solares incluem o seguinte:

  • Confusão
  • Desmaio
  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Empolamento grave
  • Dor forte
  • Vômitos

 

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário abaixo! Isso irá me ajudar a produzir mais conteúdo relevante para você.

Aproveite também e conheça o meu Curso Online de Drenagem Linfática. Basta clicar aqui ou no banner abaixo:

capa-curso-drenagem

>