Problemas de Pele Archives | Esteticista Como Você

Category Archives for Problemas de Pele

Acantose Nigricans: Você sabe o que é isso?

Você sabe o que é Acantose Nigricans?

Leia essa matéria e fique por dentro!

A Acantose Nigricans é um sintoma comum de algumas doenças e síndromes, e tem como características o que chamamos de hiperpigmentação verrugosa (formação de placas mais escurecidas e grossas) da pele, geralmente com textura aveludada. Tais lesões podem aparecer em vários locais do corpo, especialmente na forma de manchas escuras no pescoço, axilas, virilha e mucosas como os lábios, a área periocular (em torno do olho) e o ânus.

Causas

Como já descrito, a Acantose Nigricans é subdividida em dois tipos. Abaixo, você poderá entender melhor o motivo de cada uma ocasionar essa condição de pele na pessoa. Dentre as principais causas temos:

 

Obesidade

Causa mais frequente dessa disfunção, a Acantose Nigricans pode aparecer por conta do excesso de insulina que há no sistema sanguíneo do indivíduo obeso. No processo normal do organismo, quando uma pessoa come, o corpo transforma carboidratos em moléculas de açúcar, como a glicose. Diante disso, o hormônio da insulina tem a função de permitir a entrada da glicose nas células, de modo que elas possam utilizá-la para a sua energia.

As pessoas acima do peso, conforme o tempo vai passando, tendem a desenvolver resistência à insulina, o que acaba fazendo com que o corpo não utilize corretamente o hormônio. Assim, a insulina se acumula no organismo e faz com que as células da pele se reproduzam de uma forma muito rápida, causando o escurecimento da epiderme – camada mais externa da pele.

Genética

A condição é repassada através de um padrão autossômico dominante, ou seja, mesmo que apenas um dos pais do paciente possua o gene defeituoso, há a chance de ele desenvolver essa disfunção da pele. Apesar dessa constatação, são raros os casos em que a Acantose Nigricans acontece por conta de um gene defeituoso herdado dos pais.

Uso de certos medicamentos e suplementos

O uso contínuo de alguns tipos de substâncias pode causar manchas escuras em determinadas áreas do corpo, como as pílulas anticoncepcionais, hormônios do crescimento, medicamentos que controlam a tireoide e até mesmo alguns suplementos de musculação. Isso se deve ao fato de essas drogas aumentarem o nível de insulina do corpo do paciente.

Desordem hormonal

A Acantose Nigricans pode ser associada também com algumas síndromes e/ou disfunções hormonais, tais como:

• Síndrome do ovário policístico: essa condição afeta a forma de trabalhar dos ovários, o que acaba causando em períodos menstruais irregulares, infertilidade, acne e ganho de peso;
• Síndrome de Cushing: sintomas como ganho de peso, manchas negras e estrias são causados pelo alto nível do hormônio cortisol no corpo;
• Acromegalia: condição que faz com que haja um aumento significativo da secreção do hormônio do crescimento, causando um crescimento excessivo de diversos tecidos do corpo;
• Hipotireoidismo: acontece quando a glândula tireoide não produz hormônio o suficiente, ocasionando sintomas como ganho de peso e cansaço.

Câncer

Se as manchas escuras características da Acantose Nigricans aparecem de forma muito rápida em seu corpo, talvez isso possa ser um sinal de algum câncer, como o de estômago. Por ser uma condição rara, ela tende a afetar as pessoas de meia idade ou idosos, e as manchas são mais graves, podendo aparecer também na boca, língua e lábios.

Tratamento

Um indivíduo deve visitar seu médico se o mesmo notar qualquer alteração na pele – especialmente se houver uma mudança repentina nela. Isso é importante, especialmente porque muitas mudanças na pele são causadas por condições subjacentes que são tratadas melhores quando se inicia o tratamento o mais rápido possível. Acantose nigricans não é uma condição que ameaça a vida, no entanto, altos níveis de insulina, por exemplo, podem ser uma condição conhecida como hiperinsulinêmica que, em casos muito extremos, pode levar à hipoglicemia. A hipoglicemia pode levar ao choque de insulina, coma e até a morte.

Seu médico pode diagnosticar a acantose nigricans observando apenas a condição da pele. Em alguns casos incomuns, uma biópsia de pele pode ser necessária.

Se não houver uma razão clara para o aparecimento da acantose nigricans, provavelmente será necessário procurar uma doença que tenha esses mesmos sintomas. O médico normalmente solicitará exames de sangue, uma endoscopia ou outras radiografias para eliminar a causa de diabetes ou câncer.

A procura de câncer é normal, especialmente quando os sintomas são encontrados nas palmas das mãos, nas solas dos pés, nos lábios ou em quaisquer outras áreas normalmente não afetadas.

Não há tratamento específico para acantose nigricans, mas o mais recomendando para as pessoas acima do peso é:

• Fazer dieta e exercícios para perder o excesso de peso se estiver obeso ou com sobrepeso.

É aqui que as mudanças no plano alimentar aparecem, como por exemplo, reduzir os açúcares ou os carboidratos.

Fazer uma dieta especial ajudará a reduzir qualquer insulina circulante, bem como pode levar a uma melhora muito rápida do escurecimento da pele. Use sabonetes antibacterianos ou antibióticos tópicos, pois podem ajudar.

Se o indivíduo está preocupado com a aparência, o médico pode recomendar os seguintes tratamentos:

• Cremes ou loções que são prescrição e podem clarear a pele na área afetada;
• Medicamentos orais, por exemplo, isotretinoína – Accutane, Sotret;
• Suplementos de óleo de peixe com ômega 3;
• Terapia com laser ou dermoabrasão que pode diminuir a espessura de certas áreas afetadas;
• Se causada por medicação, a acantose nigricans desaparecerá assim que a medicação for interrompida.

Esta condição é um pouco difícil de curar, pois é um sintoma de um problema muito maior. Mas, muitos indivíduos têm visto melhora após a mudança de dieta e perda de peso.

Os seguintes tratamentos, que são tópicos, foram usados para reduzir a aparência das lesões ou marcas:

• Ácidos do tipo alpha hidroxiácidos
• Ácido salicílico
• Retinol
• 20% de ureia

Se o indivíduo não conseguir curar a lesão, o mesmo pode considerar fazer um tratamento de pele.

Opções de tratamento caseiro

Embora seja necessário fazer o tratamento recomendado pelo endocrinologista, para eliminar de vez as manchas escuras no pescoço, causada pela acantose nigricans, também existem algum remédios caseiros que podem ajudar a acelerar os resultados, mas antes de usar um remédio caseiro, nunca deixe de procurar um médico, porque dependendo da gravidade do problema várias pomadas e dicas podem ser passadas por um profissional que podem te ajudar a eliminar o problema com mais facilidade. Uma boa dica caseira para tentar minimizar o problema das manchas escuras causadas pela acantose nigricans é:

Esfoliação com Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é um dos mais poderosos esfoliantes naturais, sendo capaz de clarear e até eliminar vários tipos de manchas escuras da pele.

• Como fazer: misture 2 colheres de bicarbonato com 1 colher de água até obter uma pasta. Depois, aplique no pescoço ou na região afetada e deixe por 20 minutos. Lave com água fria e repita este processo todos os dias.

Gostou do artigo?

Deixe seu comentário abaixo.


Eu ofereço diversos Cursos de Estética, são cursos de qualificação profissional com avaliação e certificado entregue na sua casa. Para conhecer todos os cursos e também os preços e condições de pagamento, basta acessar o link abaixo.

Siringomas – O que são e como tratar

O Siringoma consiste basicamente em um tumor benigno, que ocorre em decorrência do aumento do ducto sudoríparo intra-epidérmico, que são os responsáveis pela produção de suor. Aparentemente está ligada a fatores genéticos e aparece com maior incidência em mulheres, especialmente de pele clara.

São feitas de células de gordura, da cor da pele, além de inofensivos, podem desenvolver-se em qualquer idade, mas normalmente aparecem depois da puberdade. Os Siringomas de forma geral, não causam coceira nem dor.

 

Eles desaparecem sozinhos?

Isto varia muito de pessoa para pessoa, mas o mais recomendado é utilizar os tratamentos estéticos disponíveis, cuja escolha depende da habilidade do profissional e da familiaridade dele com cada opção. Em alguns casos, opta-se pela associação de técnicas para que se obtenha um resultado estético de maior sucesso. Além das técnicas citadas mais acima temos outras, dentre elas estão:

  • Excisão cirúrgica de toda a área afetada
  • Laser de CO2
  • Cauterização com bisturi elétrico;
  • Cauterização química;
  • Remoção cirúrgica individual (de cada lesão) com tesoura delicada e seguida de ponto de sutura.

O resultado estético dos tratamentos costuma ser satisfatório, melhorando muito a aparência das lesões. Contudo, não é definitivo. Podem ocorrer recidivas, fazendo com que novas abordagens se tornem necessárias, assim como não existe uma maneira de impedir com que novas lesões apareçam naqueles pacientes que são predispostos a desenvolvê-las.

As Causas do Siringoma:

O motivo exato pelo qual os Siringomas se desenvolvem ainda não é entendido. Existem algumas pessoas que são definitivamente mais propensas à condição do que outras indicando uma causa genéticoa Outras possíveis causas do aparecimento de Siringomas incluem:

  • As mulheres são mais propensas a ter Siringomas do que os homens em todas as faixas etárias;
  • As raças asiáticas ou afro-americanas são mais vulneráveis ​​aos Siringomas do que outras raças;
  • As condições médicas subjacentes, como Síndrome de Down, diabetes e síndrome de Ehler-Danlos, aumentam o risco de desenvolver Siringomas;
  • Suor excessivo ou glândulas écrinas;
  • Puberdade e desequilíbrio hormonal.

 

Como tratar o Siringoma?

Embora inofensivos, os siringomas podem afetar a aparência de uma pessoa, especialmente se eles ocorrem na face. Se você sofre desta condição, é importante consultar seu médico ou dermatologista para determinar se há alguma razão médica para a doença e se é necessário qualquer tratamento; dependendo da causa, ele pode pedir uma biópsia.

 

Alternativas de tratamento para a remoção de siringomas incluem:

  • Método de excisão – neste procedimento, o seu dermatologista irá cortar e remover cada siringoma individualmente. A anestesia pode ser necessária para que o procedimento não seja doloroso e nem demorado.
  • Dermoabrasão – na dermoabrasão, o siringoma é raspado até que a pele pareça lisa.
  • Tratamento com laser – um laser de CO2 é utilizado para matar as células. Este método é eficaz para o tratamento de casos graves de siringoma.
  • Cirurgia – para siringomas profundos, a cirurgia ou o congelamento com nitrogênio líquido é uma boa opção.

 

ATENÇÃO: Todos os procedimentos acima têm seus riscos e complicações.

Cicatrizes, vermelhidão e manchas escuras são efeitos secundários possíveis.

O siringoma não exige tratamento por razão médica; o objetivo é somente estético. Raramente, o prurido exige o uso de alguma medicação. O tratamento do siringoma depende do volume, quantidade e extensão das lesões e visa a destruição e remoção das lesões, tornando a pele mais lisa. Pode ser feito por meio de uma pequena cirurgia, normalmente feita com o uso de um anestésico tópico sob a forma de cremes ou pomadas. Apenas em alguns casos, em que a lesão é maior, precisa-se fazer um anestésico local injetável.

 

Existe um tratamento preventivo?

É impossível fazer um tratamento preventivo do siringoma. Assim que surgirem as primeiras lesões, é recomendável procurar um médico dermatologista pra fazer uma avaliação.

A opção de tratamento sempre dependerá da extensão das lesões e de suas características, bem como do fototipo de pele da paciente. O uso de laser CO2 tem obtido bons resultados. É um tratamento não invasivo, requer uma anestesia local e grande habilidade do médico dermatologista na operação do equipamento para que cicatrizes sejam evitadas.

O tratamento por eletrocoagulação (eletrocautério) é bastante eficaz para retirar as lesões do siringoma, mas podem causar manchar na pele ou cicatrizes.

Um pouco de inchaço e desconforto pode ocorrer após o procedimento, mas a cicatrização é rápida. Algumas sessões serão necessárias para que as lesões sejam totalmente eliminadas. A recuperação é completa, mas com o tempo, os siringomas podem voltar.

Por último, mas não menos importante, certificar-se de que sua pele está limpa o tempo todo, é a melhor maneira de prevenir o aparecimento potencial de siringomas no futuro.

Pitiríase Versicolor

Muitas vezes a gente se depara com certos problemas de pele e não sabemos ao certo o que é e como tratar, e ainda alguns problemas de pele fogem da nossa alçada nos atendimentos estéticos e precisamos encaminhar para um médico dermatologista,  mas se não soubermos o que é,  fica muito difícil orientar nossas queridas clientes e por isso eu trouxe essa matéria sobre Pitiríase Versicolor.

Ficando por dentro das principais patologias da pele você estará a frente de muitas outras profissionais da área.

Então aproveite e tenha uma boa leitura!

 

Manchinhas brancas na pele podem ser Pitiríase versicolor?

A Pitiríase versicolor é uma infecção causada por fungos e essa infecção é superficial. A principal característica dessa doença é o aparecimento de manchas hipopigmentadas em algumas partes da pele.

 

As manchinhas brancas costumar coçar e crescem. O fungo fica colonizado no estrato córneo da pele e é muito comum aparecer em regiões como braços e troco.

 

Epidemiologia

A Pitiríase versicolor é mais prevalente nos países trópicos e ocorre com ambos os sexos e em todos os tons de pele.

A maioria dos casos ocorre em adultos jovens ou crianças a partir de 12 anos quando entram na adolescência, que estão passando por mudanças hormonais com o aumento da secreção de sebo.

Acontece também em crianças abaixo de 1 ano e nas crianças o acometimento é diferente dos adultos, aparece na região da face.

A Pitiríase versicolor não é contagiosa e independe dos hábitos de higiene da pessoa.

 

Etiologia

A Pitiríase Versicolor é causada pela Malassezia Furfur, que pode apresentar-se sob duas formas: oval – Pityrosporum ovale, que frequentemente se encontra no couro cabeludo, e cilíndrica – Pityrosporum orbiculare, que geralmente se aloja no tronco.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico da Pitiríase Versicolor é usualmente realizado apenas pelo exame clínico. A lâmpada de Wood é algumas vezes útil para confirmar o diagnóstico e detectar lesões.

Apresenta fluorescência amarelo-ouro, provavelmente devido à excreção de metabólitos (porfirinas) do fungo, sensíveis à radiação ultravioleta. O exame micológico direto é realizado fazendo-se uma raspagem na lesão para colher o material para que seja enviado ao laboratório.  O resultado negativo exclui o diagnóstico.

 

Tratamento

Agentes antifúngicos são os únicos que podem acabar com a Pitiríase versicolor.

O tratamento é feito por via tópica, via oral ou até ambos.

Os agentes mais utilizados são:

Cetoconazol – A dose usual é de 200mg/dia por 10 dias. A taxa de cura é alta (de 90 a 100%).

O risco de toxicidade do fígado existe e tem sido calculado em 1 paciente para cada 500.000 pacientes que fizeram uso do cetoconazol oral pelo curto tempo de 10 dias.

Fluconazol – A dose recomendada é de 150mg por semana durante três semanas de uso.

Itraconazol – A dose preconizada é de 200mg/dia por sete dias. Trata-se de uma droga bem tolerada. Quando há indicação para uso prolongado, mais de sete dias, alguns efeitos gastrointestinais podem manifestar-se. Cefaleia, náusea e dor abdominal são efeitos colaterais possíveis em

7% dos casos.

Terbinafina – A terbinafina oral é efetiva contra muitos fungos, mas não apresenta eficácia no tratamento da Pitiríase versicolor, talvez porque não atinja concentração suficiente na camada córnea. Já a terbinafina tópica mostrou-se eficaz no tratamento da infecção por Ptiríase versicolor.

Tratamento tópico x tratamento via oral

Do ponto de vista farmacoterapêutico, a PV sendo infecção superficial, deveria ser tratada com agentes tópicos somente, mas os pacientes defendem outro ponto de vista.

Para eles o tratamento com agentes tópicos traz muitas desvantagens, já que o tempo necessário é muito longo e tem a dificuldade da aplicação da pomada em grandes áreas afetadas, especialmente o tronco.

Por esses motivos, os pacientes que são tratados apenas com pomada têm reincidência rápida porque acabam largando o tratamento.

O tratamento via oral é de curta duração e por isso é mais eficiente, apesar dos riscos dos efeitos colaterais.

As manchinhas brancas costumam voltar ao tom de pele normal dentro de alguns meses após a efetividade do tratamento, mas não existe ainda um tempo certo.

Recomendações para o tratamento

É importante ressaltar que o tratamento para Pitiríase Versicolor, que muita gente ainda chama de micose de praia, seja aplicado por médico dermatologista.

Este artigo eu escrevi para que você tenha conhecimentos científicos de uma das principais e mais comuns patologias da pele, dessa forma profissionais de estética poderão orientar suas clientes quando aparecer esse tipo de fungo na pele.

Espero que você tenha gostado e em breve eu trarei mais artigos interessantes.

Beijos e eu te desejo muito sucesso.

 

Aproveitando, quero te fazer um convite. Na semana de 19 a 25 de novembro eu farei um Workshop sobre como aumentar o seu faturamento em 4 a 5 mil reais a mais por mês, sem a necessidade de investir em vários cursos.

Serão 3 aulas gratuitas e o conteúdo serve igualmente para quem está iniciando na carreira agora ou até mesmo para esteticistas experientes.

Participe! As aulas são gratuitas e eu estarei à disposição para dúvidas durante a semana do workshop.

Workshop Estudando Estética

REGISTRAR AGORA

 

Como funciona a Limpeza de Pele sem Dor

Se você quer aplicar uma limpeza de pele diferenciada que não causa dor e que remove todos os comedões brancos que muitas vezes não são visíveis, a melhor maneira é oferecer um método simples e eficaz.

Você irá conhecer agora uma maneira de aplicar a limpeza de pele sem dor que não deixa marcas na pele e é ideal para pessoas sensíveis ao método da limpeza de pele tradicional.

Eu escrevi este artigo para te mostras a respeito dos benefícios da limpeza de pele sem dor.

Continue acompanhando até o final e tenha uma boa leitura!

 

Turmalina Negra

O principal ingrediente utilizado nos produtos para aplicação da limpeza de pele sem dor é a turmalina negra, que é uma pedra semi – preciosa de proteção energética.

Os benefícios da turmalina negra nos produtos são inúmeros, incluindo: promove eliminação de toxinas e propicia uma renovação celular, é antisséptico, bactericida e atua no rejuvenescimento da pele.

Além da turmalina, a máscara utilizada na limpeza de pele sem dor contém albumina.

Albumina

 

Albumina é uma proteína de alto valor biológico e de boa absorção pelo organismo, auxilia contra flacidez pode ser usada como máscara tensora e condicionadora da pele, auxilia na hidratação e na nutrição da pele.

Melhora o metabolismo celular, promove recuperação da pele e auxilia no processo de cicatrização, sendo ideal para qualquer tipo de pele, inclusive para uma pele acneica.

Além desses, muitos outros ativos importantes para os cuidados com a pele são encontrados nos produtos.

 

Ideal para pessoas com maior sensibilidade a dor

Essa limpeza de pele é ideal para peles muito jovens e para peles masculinas que são pessoas que possuem maior sensibilidade a dor.

É ótima opção também para pessoas da terceira idade que apresentam um afinamento da pele muito grande se mostrando sensível demais na limpeza de pele profunda.

Pode ser aplicada em gestantes, pois não necessita de qualquer aparelho e não oferece riscos a saúde.

O único cuidado necessário a ser tomado é se atentar na hora do preenchimento da ficha de anamnese se a(o) cliente possui alergia a ovos, já que a albumina vem do ovo.

A limpeza de pele sem dor pode ser usada também num protocolo para promoção de um mini lift, devido ao efeito tensor provocado pela máscara.

 

Um tratamento diferenciado

Por ser uma limpeza de pele diferenciada, a(o) profissional pode realizar um marketing muito forte na divulgação desse método, oferecendo um tratamento personalizado com os seguintes títulos: “Limpeza de pele sem dor” ou “Limpeza de pele com turmalina”.

São dois nomes que chamam bastante a atenção do público interessado em cuidar da pele, saúde e da beleza.

E se você deseja aumentar o seu leque de serviços estéticos e quer oferecer um diferencial para os seus clientes, venha conhecer o curso completo de limpeza de pele – O guia definitivo,  que além do passo a passo da limpeza de pele sem dor, você vai ter acesso a descontos especiais de aluna(o) na aquisição dos produtos e ainda vai aprender muitas outras técnicas para a aplicação de vários tipos de  limpeza de pele diferentes.

Para saber mais a respeito clique no link abaixo. Aproveite o valor promocional de lançamento e se inscreva!

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO COMPLETO

Entenda os Veículos Cosmecêuticos

Olá!

Nós sempre estamos atrás de informações a respeito da cosmetologia e esse é um mundo vasto e maravilhoso onde podemos combinar ativos para uma perfeita formulação, mas se a gente errar no veículo do produto, de nada adianta não é mesmo?

Então eu resolvi escrever este artigo para te ajudar nessa parte.

Não deixe de comentar ao final ok?

Boa leitura.

 

Veículos Cosmecêuticos: Definição

Definimos de veículos as formas farmacêuticas de diferentes estados físicos que tem como objetivo levar os ativos do produto até o local de ação. Para isso, é necessário que ocorra uma boa relação entre os princípios ativos e o veículo indicado.

Para entender melhor, o veículo deve ter uma boa sinergia com os princípios ativos para que os mesmos não sejam anulados em sua função.

O veículo não pode ser tóxico e deve apresentar um bom sensorial, ter custo acessível e muito abrangente na combinação com os princípios ativos.

A escolha do veículo numa fórmula é tão importante quanto a interação entre os ativos numa mesma formulação cosmética.

É muito ruim quando uma fórmula ou dermocosmético é utilizado e o seu veículo não apresenta muita compatibilidade com a pele, pode até deixar a pele oleosa ou promover um toque pegajoso e quando isso ocorre, geralmente o paciente acaba parando de utilizar o produto. Nesse aspecto o profissional farmacêutico tem total responsabilidade pela viscosidade e a penetração do produto na pele.

De uma forma geral, tanto médicos como profissionais de estética escolhem um veículo de acordo com o tipo de pele da paciente. Por esse motivo, é fundamental que a(o) profissional saiba classificar os diversos tipos de pele existentes.

Uma outra estratégia para levar os princípios ativos o mais profundamente na pele é usar de novos mecanismos que existem hoje para conseguir tais objetivos, são os chamados de nano cosméticos.

 

Géis

São veículos simples e compostos por duas fases: a fase líquida (representada pela água) e a fase sólida (representada pelos agentes gelificantes).

Por serem predominantemente compostos por água, os géis são os veículos mais indicados para o tratamento de pele oleosa e acneica.

Os agentes gelificantes (geralmente substâncias poliméricas) suspendem a água, modificando seu estado físico (reologia). De acordo com a quantidade de agente gelificante presente no sistema, teremos diferentes tipos de reologias.

Dependendo do tipo de agente gelificante e porcentagem utilizada, a formulação final poderá apresentar sensorial “pegajoso” e esta é uma queixa muito comum dos profissionais e clientes.

É importante destacar que esse problema não acontece apenas em razão dos polímeros utilizados e de sua concentração, mas também a alguns princípios ativos na sua formulação.

Os géis mais fluídos (menor % de agentes gelificantes), apresentam maior velocidade de espalhamento, isso faz com que ocorra maior facilidade na aplicação da fórmula na pele.

Para solucionar o problema de pegajosidade dos géis, como em qualquer outro tipo de formulação, utilizamos modificadores de sensorial, são substâncias estrategicamente desenvolvidas para aperfeiçoar o sensorial final da formulação.

 

É importante ressaltar que a característica cristalina de um gel depende muito dos princípios ativos nele adicionados.

Agentes gelificantes mais utilizados em Manipulação

 

AMIGEL

É um polissacarídeo natural, biodegradável e obtido por biotecnologia a partir de culturas de Sclerotium rolfsii.

Trata-se de um polímero não iônico e de elevada compatibilidade dérmica e é estável em uma faixa de PH bastante ampla, desde formulações ácidas como peelings até formulações extremamente alcalinas, como tinturas para coloração capilar.

 

ARISTOFLEX

É um polímero aniônico de elevada estabilidade. Permite formular géis cristalinos e incolores e sensorial Hydrafresh – sensorial de gel refrescante que derrete na pele durante o espalhamento.

 

PLURIGEL

É um carbomero, um dos polímeros mais utilizados pala indústria cosmética no preparo de géis e gel creme, pelo baixo custo que apresenta.

Em razão da faixa de PH ser predominantemente neutra, (acima de 5,0), é impossível estabilizar ácidos e eletrólitos nesse veículo.

Os géis de carbomero, por sua elevada cristalinidade e baixo custo, são bastante utilizados em formulações hidratantes e preparações capilares.

 

NATROSOL

Assim como o carbomero, o natrosol é um polímero amplamente utilizado para formulações devido ao seu baixo custo e elevada estabilidade.

Os géis de Natrosol são transparentes, porém levemente amarelados.

 

ULTRAGEL 300

Possui estabilidade e substantividade aos cabelos e à pele.

Ultragel 300 é um polímero acrílico catiônico, ou seja, possui carga positiva.

Uma das principais características desse agente gelificante, além da transparência e agradável sensorial, é a estabilidade. Seu PH se estende de 2,0 a 12,0 permitindo a associação de princípios ativos ácidos ou alcalinos.

 

EMULSÕES

Definimos emulsões como veículos que apresentam em sua composição uma fase oleosa e outra fase aquosa, estabilizadas pela presença de um agente emulsionante.

As emulsões por conterem gordura em sua composição, são especialmente indicadas para o desenvolvimento de formulações para peles secas, podendo ainda ser indicadas para o tratamento corporal.

 

GEL CREME

É um dos veículos cosmecêuticos mais empregados em países tropicais como o Brasil, por esse motivo existe tanta diversidade de pele.

O veículo do tipo gel creme une as vantagens proporcionadas pelos géis (sensorial refrescante e pela emoliência e maciez) e excluindo suas desvantagens (pegajosidade e untuosidade).

Este veículo é ideal para o tratamento de peles mistas.

 

MUSSES

Uma categoria pouco explorada para manipulação é o veículo mousse. Constituída por tensoativos específicos (biocompatíveis), é possível manipular com esse tipo de veículo formulações destinadas para higiene e limpeza, bem como produtos de permanência na pele como hidratantes e produtos anti-aging.

 

Segue abaixo algumas tabelas para que você possa escolher ou se informar a respeito do melhor veículo para a sua formulação dermocosmética:

 

Indicação: Peles oleosas, mistas e ideal para uso no microagulhamento

VEÍCULO TIPO REOLOGIA PH DE ESTABILIDADE PROPRIEDADES
GÉIS Amigel Séruns, fluídos e géis 2,0 – 12,0 Elevada estabilidade e sensorial sofisticado (maciez)
Aristoflex géis 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade e sensorial Hydrafresh
Natrosol Séruns, fluídos e géis 2,0 – 10,0 Elevada estabilidade e baixo custo
Plurigel Séruns, fluídos e géis 5,0 – 10,0 Transparência e baixo custo
Ultragel 300 Séruns, fluídos e géis 2,0 – 12,0 Transparência e baixo custo

 

 

Indicação: Ideal para peles secas ou tratamentos corporais

VEÍCULO TIPO REOLOGIA PH DE ESTABILIDADE PROPRIEDADES
EMULSÕES Polybase cristal Leites, loções cremosas e cremes 5,0 – 7,0 Emulsão formadora de cristais líquidos e biocompatibilidade cutânea
Hostacerin CG Leites, loções cremosas e cremes 2,0 – 9,0 Elevada estabilidade e otimização na penetração de ativos
Lanette N Leite, loções cremosas e cremes 2,0 – 10,0 Baixo custo e elevada estabilidade aniônica
Paramul J Leites, loções cremosas e cremes 5,0 – 7,0 Emulsão não iônica com sensorial não oleoso
Polawax Leites, loções cremosas e cremes 3,0 – 10,0 Emulsões brilhantes, não iônicas e de baixo e de baixo custo
Uniox Cristal Leites, loções cremosas e cremes 3,0 – 10,0 Emulsão formadora de cristais líquidos vegetal

 

Indicação: Peles mistas

Veículo Aristoflex AVL Gel creme consistente 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade, não comedogênico, desaparece na pele, sensorial hydrafresh
GEL CREME Hostacerin SAF Gel creme consistente 1,5 – 9,0 Elevada estabilidade, hidratante e sensorial hydrafresh
LC Silicone Blend Creme gel consistente 5,5 – 7,0 Veículo siliconado de suave espalhabilidade e sensorial de pele aveludada
Nikkolipod 815 Depende da reologia do gel empregado Depende do gel empregado Emulsão formadora de cristal líquido com propriedades anti-inflamatórias
Nikkomulese 41 Depende da reologia do gel empregado Depende do gel empregado Formação de um filme hidrofóbico sobre a pele, ideal para o desenvolvimento de FPS
Sepigel 305 Gel creme consistente 2,0 – 12,0 Boa estabilidade com extremos de PH

Indicação: Para aplicação oil free

PSEUDO

EMULSÕES

NET FS Aditivo – associado a géis, fluídos e séruns para o preparo de veículos oil free Depende do gel associado Microemulsão de silicone, favorece a formação de filme hidratante sobre a pele. A adição deste produto aos géis (diferentes reologias) permite o desenvolvimento de veículos oil free
Emulzome Aditivo – associado a géis, fluídos e séruns para o proparo de veículos emulsifier free Depende do gel associado A adição desse produto aos géis (diferentes reologias) permite o desenvolvimento de gel creme do tipo veículo emulsifier free.
Nanogel Plus Gel creme consistente 5,0 – 7,0 Veículo nanotecnológico, aumenta a penetração de princípios ativos na pele e é isento de emulsionantes

 

Agora que você conheceu a respeito dos diversos veículos para produzir as suas fórmulas, que tal participar de um curso onde além de ter acesso a diversas fórmulas dermocosméticas, você ainda pode adquirir segurança e dominar mais de 15 tipos diferentes de ácidos utilizados nas sessões de Peelings Químicos?

Aproveite que as matrículas estão abertas por tempo limitado!

Venha conhecer o Curso Online de Peelings Químicos com mais de 60 aulas gravadas teóricas e práticas e 3 tratamentos completos com fotos do antes e depois:

  1. Melasma
  2. Olheiras
  3. Rejuvenescimento

Acesse o link e realize a sua matrícula!

MAIS INFORMAÇÕES

 

O poder dos hiperemiantes

Muitas vezes usamos nos tratamentos estéticos ou apenas ouvimos falar de hiperemiantes.

Mas o que são e como eles realmente funcionam?

Hiperemiantes ou também chamados de termogênicos tópicos são substâncias que favorecem a microcirculação sanguínea levando um maior aporte de sangue para o local onde foram aplicados.

É um produto que pode ser aplicado como um líquido, gel ou em cremes, e além de aumentar a microcirculação sanguínea no local, promove um aumento da temperatura local ocasionando uma vasodilatação dos capilares sanguíneos e dessa forma “abre portas” para uma melhor permeação dos ativos dermocosméticos.

Portanto, tanto os ativos contidos na mesma fórmula do hiperemiante quanto os ativos de um creme qualquer a ser aplicado logo em seguida, sofrem uma estimulação da ação do próprio hiperemiante para maior permeação nas células da pele.

Quando o hiperemiante é aplicado, uma massagem modeladora com um creme específico para gordura localizada, celulite ou para flacidez corporal é bem-vinda, e dessa forma os resultados do tratamento corporal são potencializados.

Outras técnicas em conjunto com a aplicação do hiperemiante além da massagem modeladora também podem ser utilizadas como:

Bambuterapia, massagem com rolinho de ventosas, massagem drenante, pantallas e gessoterapia.

A aplicação da manta térmica não é recomendável devido ao aumento exagerado da temperatura corporal podendo causar desidratação.

 

Nicotinato de metila x Pimenta negra

O nicotinato de metila é um dos hiperemiantes mais usados e mais conhecidos nos tratamentos estéticos, porém pode causar efeitos indesejáveis como alergias ou efeitos tóxicos. Convém que um teste prévio seja feito aplicando-se pequena quantidade no pulso da cliente ou atrás da orelha.

Uma vermelhidão e uma elevação da pele são esperados, mas se a cliente sentir que a sensação é tão ruim a ponto de não querer aplicar o hiperemiante, é necessário respeitar a vontade dela.

 

Pimenta negra

 

É um ativo hiperemiante que produz os mesmos efeitos que o nicotinato, porém é considerado um ativo natural.

A pimenta já é bem conhecida pelo seu poder termogênico e causa igualmente vasodilatação sanguínea provocando vermelhidão e aquecimento local.

Vários produtos que são hiperemiantes podem conter cafeína em sua composição – a qual inibe a lipogênese (formação de novas células de gordura) e promove a lipólise (quebra das células de gordura existentes).

Os hiperemiantes não são recomendados para gestantes e lactantes.

 

Dicas da Cris

Hoje em dia existem muitos produtos profissionais com hiperemiante para aplicação nos tratamentos estéticos e produtos para uso no home care, onde você pode vender à parte para as suas clientes ou adicionar ao valor do tratamento proposto.

É muito bom que você profissional da estética possa aproveitar este período do ano e fazer a sua divulgação para que a cliente conquiste o corpo dos sonhos perdendo medidas e ganhando modelagem.

   

 

Diga que o verão vai chegar rapidinho e a hora para se preparar para o biquíni e o shortinho é agora!

Aproveite e venha conhecer muitas técnicas para perda de medidas corporais com o curso de lipoescultura manual onde você nem precisa de aparelhos para entregar os melhores resultados nos tratamentos corporais para as suas clientes.

São vídeo aulas onde você pode ver e rever quantas vezes quiser e ainda ter todo o suporte para as dúvidas e receber o certificado via correio na sua casa.

Não perca tempo!

Comece a sua divulgação agora e entre para essa turma clicando no link abaixo:

Matrículas Abertas Aqui
>