Category Archives for Protocolos

A subcisão como um método garantido no combate a celulite

A celulite é uma alteração da pele mais frequentemente encontrada nas nádegas e nas coxas. Neste artigo você vai ficar por dentro das principais opções de tratamento da celulite, destacando a subcisão como uma opção terapêutica ideal para essa condição esteticamente angustiante.

Leia e fique por dentro!

Celulite é um termo descritivo usado para caracterizar a alterações da pele.

Descrito pela primeira vez no início do século 20, tem sido referido por vários sinônimos, incluindo lipodistrofia ginóide, lipoesclerose nodular, paniculose, adipose edematosa dentre outras nomenclaturas.

Muitas modalidades, incluindo a subcisão, foram consideradas para tratar a celulite. Este artigo tem como objetivo revisar os antecedentes, a potencial fisiopatologia e as possíveis opções de tratamento da celulite, destacando a subcisão como uma modalidade terapêutica ideal para essa condição.

Apesar de sua alta prevalência (80% a 90%) em pacientes de todas as raças, poucos dados epidemiológicos sobre sua exata prevalência, incidência e fatores associados foram publicados.  A celulite pode piorar durante estados elevados de estrogênio, incluindo gravidez, amamentação e uso crônico de contraceptivos orais.

Embora dieta, exercício e estilo de vida, no entanto, não pareçam estar associados ao seu desenvolvimento, o ganho de peso e a obesidade podem piorar a aparência da celulite existente.

 A celulite em pacientes do sexo masculino é uma condição rara e só aparece em caso de obesidade, deficiência de andrógenos, deficiência de testosterona (hipogonadismo), síndrome de Klinefelter ou terapia com estrogênio para câncer de próstata.


Características clínicas 

A celulite pode afetar qualquer área com tecido adiposo subcutâneo. Embora seja mais frequentemente observado nas coxas externas, posteriores e nádegas, nos quadris, abdome em volta do umbigo, mamas, braços posteriores e pescoço posterior podem ser afetados.

A celulite deve sempre ser avaliada com pinçamentos em forma de beliscões nas áreas afetadas, usando o polegar e o indicador.

É importante pedir para que a paciente contraia o grupo muscular em um ambiente iluminado podem ajudar a acentuar e visualizar as irregularidades do contorno nas áreas afetadas.

A classificação clínica para celulite foi dividida em três graus.

O grau 1, a pele é lisa em repouso, no grau 2 a pele demonstra uma aparência de colchão ou casca de laranja em repouso e no grau III possui características e nódulos de grau II misturados com áreas elevadas e deprimidas em repouso.

Os autores Rossi e Vergnanini, classificaram a celulite com base na presença e gravidade dos achados clínicos e histopatológicos, do grau I ao IV.

 A celulite de grau I é clinicamente inadequada, mas pode ter alterações histológicas positivas precoces. A celulite de grau II é clinicamente inadequada em repouso, mas covinhas ou depressões tornam-se evidentes com beliscões na pele ou contração muscular. As celulites de grau III e IV são clinicamente aparentes em repouso, com as últimas apresentando uma gravidade da doença significativamente maior.

O primeiro método padronizado e objetivo de classificação da celulite, a escala de severidade da celulite (CSS), foi desenvolvido por Hexsel.

O método é validado e baseado em 5 aspectos morfológicos importantes da celulite, incluindo:

1) número de depressões;

2) profundidade das depressões;

3) morfologia clínica;

 4) extensão da flacidez, flacidez ou flacidez da pele;

Várias medidas baseadas em instrumentos para avaliar a celulite foram utilizadas em estudos clínicos, incluindo modalidades de imagem (por exemplo, ultra-som e ressonância magnética), propriedades biomecânicas (por exemplo, elasticidade) e vascularização (por exemplo, fluxometria com doppler a laser e termografia).

Sua relevância clínica permanece discutível. Embora a classificação numérica da celulite e o IMC tenham sido positivamente relacionados com a gravidade do grau da celulite.

Opções de tratamento

Várias terapias foram projetadas, comercializadas e destinadas a melhorar a celulite, incluindo terapia tópica, injetáveis, drenagem linfática, endermologia, terapia por ondas acústicas, terapia de luz, lasers externos não invasivos e radiofrequência.

A eficácia desses tratamentos estéticos promove um potencial de melhora, mas a paciente precisa sempre repetir o tratamento a fim de realizar manutenções periódicas.  

 Embora mais invasiva, a subcisão pode levar a uma melhora significativa na celulite após apenas um tratamento com pouco tempo de inatividade para a recuperação.


Terapia tópica

Inúmeros ingredientes cosmecêuticos tópicos, incluindo metilxantinas (por exemplo, cafeína), hiperemiantes e extratos botânicos, foram relatados para melhorar a aparência da celulite.  A estimulação da microcirculação cutânea, a promoção da lipólise e o aumento da colagenogênese dérmica em resposta a esses tópicos podem desempenhar um papel importante.

Terapia descongestiva física

A pressão positiva e negativa combinada da massagem mecânica a vácuo ou da drenagem linfática pode promover a microcirculação venosa e a drenagem linfática, o que ajuda a redistribuir o fluido extracelular. Os resultados com esses tratamentos demorados e dependendo da técnica são eficazes, mas, como na terapia tópica, são transitórios e precisam de aplicações contínuas.

Terapia por ondas acústicas

A terapia de ativação por pulso ou onda de choque utilizando aparelhos pode melhorar a microcirculação cutânea, produção de colágeno e drenagem linfática. Vários estudos demonstraram melhora na aparência ou no grau da celulite após 6 a 8 sessões.

Dispositivos de rádio frequência

Os dispositivos de rádio frequência geram calor aumentando a temperatura local desencadeando uma sequência de reações fisiológicas.

 A produção de energia eletrotérmica com esta modalidade é monopolar (eletrodo único com eletrodo de retorno), unipolar (eletrodo único sem retorno), bipolar (2 eletrodos) ou multipolar (3 ou mais eletrodos). Essa técnica é frequentemente associada a massagens para potencializar os seus efeitos.

Subcisão

A subcisão é uma técnica cirúrgica descrita pela primeira vez em 1995 que libera a derme reticular da amarração pelas bandas septais fibrosas subjacentes no tecido adiposo subcutâneo, resultando numa pele mais lisa e suave.

A melhora clínica observada após os cortes para a liberação fibrosa provavelmente também se deve em parte à redistribuição das forças de tensão subcutâneas e a realocação dos lóbulos gordurosos nos espaços criados pelo procedimento. A subcisão é recomendada apenas para as depressões da celulite presentes em repouso, ou seja, para os graus mais avançados, não para as depressões visíveis apenas com a contração muscular. As depressões são marcadas com lápis imediatamente antes do procedimento, com o paciente em uma posição relaxada.

Como é feito o procedimento

A infiltração percutânea direta de lidocaína diluída (0,1%) e bicarbonato de sódio (8,4%) com adrenalina em soro fisiológico produz anestesia local completa e hemostasia dos tecidos cutâneos e subcutâneos, tornando-o um procedimento ambulatorial sem a necessidade de anestesia sistêmica.

O fluido infiltrado também eleva hidraulicamente o tecido subcutâneo das estruturas vitais subjacentes, aumentando ainda mais a segurança do procedimento. A infiltração do fluido começa na camada subcutânea mais profunda, o que leva à anestesia parcial colateral de camadas sobrepostas de gordura, permitindo uma infiltração superficial mais tolerável. Aguardar por no mínimo 15 minutos após a infiltração garante anestesia e hemostasia máximas.

O uso de antibióticos preventivos não é necessário, mas podem ser considerados em pacientes de maior risco.

Após o procedimento da Subcisão é necessário evitar atividades físicas por 1 a 2 semanas e o uso de roupas apertadas por 2 a 4 semanas.

Uma cânula bifurcada ou uma agulha de 18 G é inserida de 10 a 20 mm na camada subcutânea do tecido adiposo, paralela à superfície da pele. Ao usar uma agulha não-cortante, a lâmina de corte é posicionada contra uma faixa fibrosa e a pressão é mantida quando a agulha é retirada, levando a movimentos de corte repetitivos até que um plano de dissecção seja criado.

A profundidade da subcisão é vital, uma vez que a subcisão realizada superficialmente demais pode resultar em elevação excessiva ou necrose da pele, enquanto a subcisão realizada profunda demais pode produzir uma melhoria insignificante nas depressões visadas. Não é de surpreender que a subcisão manual dependa da habilidade e técnica do profissional de medicina.

Um método de compressão é aplicado por 5 a 10 minutos para controlar o sangramento de vasos rompidos e prevenir hematomas, ao mesmo tempo em que permite contusões organizadas que podem melhorar a formação de colágeno e tecido conjuntivo.

Estudo realizado com 232 indivíduos com celulite avançada das nádegas e coxas demonstraram satisfação de 78,87% após um único tratamento.

Vinte e três indivíduos dessa amostragem (9,91%) foram acompanhados por 2 anos e constataram resultados persistentes.

Pós cirúrgico

Os eventos adversos pós-tratamento incluíram hematomas dolorosos por até 4 meses em 90% dos indivíduos e pigmentação por hemossiderina (ferro no sangue) por até 10 meses em todos os indivíduos, todos os casos foram resolvidos naturalmente, sem tratamento adicional.

Subcisão realizada por laser

A interrupção direcionada dos septos fibrosos subcutâneos também pode ser realizada com a entrega subdérmica percutânea de energia a laser.

Embora os comprimentos de onda do laser de 1064 nanômetros e 1320 nanômetros possam ser utilizados de forma eficaz para esse fim, um dispositivo de 1440 nm com uma ponta de fibra de laser de disparo lateral de 1000 m demonstrou ser seguro e eficaz para o tratamento da celulite em vários estudos clínicos.

Conclusão

A celulite afeta a maioria das pacientes do sexo feminino. Embora existam várias opções de tratamento a subcisão é uma terapia estabelecida que pode levar a uma melhora significativa na aparência clínica da celulite com um baixo risco de eventos adversos.

O aumento da compreensão da fisiopatologia complicada da celulite provavelmente melhorará as opções atuais de tratamento e levará ao desenvolvimento de terapias mais direcionadas em um futuro próximo.

Gostou do artigo?

Espero que tenha sido bastante esclarecedor.

Deixe a sua opinião ao final e visite o meu site para se tornar especialista em estética. Escolha qual curso se encaixa melhor pra você.

Conheça todos os meus cursos

Espero que tenha gostado desse artigo, para se especializar ainda mais em tratamentos estéticos, conheça todos os cursos que eu ofereço. Eu já consegui ajudar mais de 9.000 alunas e alunos.

Como fazer uma esfoliação corretamente

Nesse artigo eu quero te mostrar como remover as células mortas da pele em seu rosto e revelar uma pele mais suave e radiante.

Você só precisa entender como fazer isso da maneira correta.

Esfoliar regularmente, mas não muito, pode revelar uma pele mais saudável e brilhante.

Pense na esfoliação como o aspecto de limpeza profunda da sua rotina de cuidados com a pele. O sabonete facial para uso diário ajuda a livrar a pele da maquiagem, óleo e sujeira no nível da superfície que se acumulam ao longo do dia, enquanto um esfoliante realmente age para remover as células mortas da pele que se acumulam ao longo do tempo.

A esfoliação ajuda a afinar a pele, deixando-a mais limpa, suave, macia e radiante.

Além disso, a esfoliação abre caminho para que os cremes, séruns ou loções sejam absorvidos de maneira mais eficaz.

Depois que a camada superior da pele for removida, os produtos poderão penetrar mais profundamente na pele, o que com o tempo pode dar à pele um brilho muito mais jovem.

Que tipos de esfoliantes para uso na pele estão disponíveis?

Existem três tipos de esfoliação: esfoliantes físicos, esfoliantes mecânicos e esfoliantes químicos. Ambos fazem o trabalho, mas fazem isso de maneiras diferentes.

Como funcionam os esfoliantes físicos?

Os esfoliantes físicos funcionam removendo fisicamente as células com agentes “visíveis”. 

Os esfoliantes físicos contêm grãos ou nozes finamente moídos que, quando esfregados na pele, ajudam a remover as células mortas da pele e a diminuir o excesso de queratina.

Você pode esfoliá-las usando uma escova de limpeza, uma luva, um dispositivo de microdermoabrasão em casa ou apenas as pontas dos dedos.

O ato de esfoliar aumenta a circulação e deixa uma pele suave e viçosa.


Como funcionam os esfoliantes mecânicos?​​​​

Os esfoliantes mecânicos são equipamentos que causam lixamento na pele. Os aparelhos disponíveis para esse procedimento hoje em dia são: Peeling de Cristal e Peeling de Diamante.

Tanto o peeling de cristal como o peeling de diamante são mais fortes do que uma simples esfoliação.

É um equipamento que permite fazer uma micro-dermoabrasão na pele com cristais de óxido de alumínio, capaz de renovar as células da superfície da pele, reduzindo as rugas finas, diminuindo os poros dilatados e a oleosidade da pele.

Já no peeling de diamante, a ponteira é diferente do peeling de cristal, são depositados grânulos de diamante. Possui a mesma função do peeling de cristal, com a diferença de que o peeling de diamante é mais abrasivo tornando o procedimento mais profundo.

Como funcionam os esfoliantes químicos?

Os esfoliantes químicos, por outro lado, funcionam dissolvendo as células mortas da pele com ácido. Existem três famílias de ácidos a procurar na categoria de esfoliantes químicos: alfa hidroxiácidos (AHAs), beta hidroxiácidos (BHAs) e Poli hodroxiácidos (PHAs).

Os AHAs - como o ácido glicólico e o mandélico, que são os mais comuns, funcionam removendo as células mortas da pele através de agentes químicos com um ph abaixo do ph da pele.

Os AHAs são solúveis em água, enquanto os BHAs são solúveis em gordura, o que significa que conseguem ultrapassar a barreira lipídica mais facilmente. Isso torna os BHAs uma boa opção para tipos de pele oleosa e pessoas com pele propensa a acne . Procure o ácido salicílico, o BHA mais popular, em particular.

O ácido salicílico tópico com uma concentração de 1,5% aplicada duas vezes ao dia durante um mês pode ter uma melhora da acne facial em até 95%.

A família dos Poli hidroxiácidos é ideal para peles sensíveis e serve para rosácea. As moléculas são grandes, o processo é mais suave e superficial e penetra lentamente na pele. 

Nos poli hidroxiácidos podemos encontrar o ácido lactobiônico e a Gluconolactona.

Usando um esfoliante físico

Se você estiver usando um esfoliante físico, primeiro molhe o rosto e aplique uma quantidade do tamanho de uma bolinha para esfoliação. Massageie na pele com movimentos circulares e depois enxágue com água. Verifique também as instruções da embalagem.

Usando um esfoliante químico


Os esfoliantes químicos, por outro lado, geralmente são tratamentos usados a noite em casa ou em tratamentos com profissional da estética.  

Para os tratamentos em casa, os agentes químicos são usados em porcentagens baixas para não ocasionar malefícios à pele.

O uso dos peelings químicos com profissional, deverá antes passar por uma avaliação para saber qual é o melhor tipo de ácido, concentração e modo de uso para cada tipo e necessidade de pele.

Muito cuidados com esses procedimentos, pois tornam a pele mais sensível e há necessidade de aplicação de um filtro solar no mínimo fator 30 todos os dias, e repassá-lo de preferência ao longo do dia.


É possível esfoliar demais a pele?

Embora a esfoliação seja geralmente bem tolerada dependendo do produto e a frequência certa, não é seguro para pessoas com acne inflamatória ou rosácea

Essas pessoas devem consultar uma profissional antes de iniciar uma rotina de esfoliação, porque certos esfoliantes podem piorar essas condições.

Todos os demais devem ter cuidado também, pois a exfoliação excessiva pode ser severa para a pele e causar irritação.

A esfoliação diária pode ser bastante irritante e ressecar a pele. O recomendável é realizar a esfoliação uma ou duas vezes por semana.

Não há limite exato de quanto de esfoliação será demais, pois depende do seu tipo de pele e do esfoliante que você está usando.

Se aplicando um esfoliante em casa a pele apresentar vermelhidão após a esfoliação, se tornar excessivamente sensível e acompanhada por uma sensação de queimação, esses são sinais que você precisa reduzir.

O recomendável é que pessoas com pele sensível evitem escovas de limpeza e luvas esfoliantes ao usar esfoliantes físicos.

Os ácidos também não são totalmente seguros para os tipos de pele sensível, por isso é muito importante procurar profissional de estética.

Peeling Rose de Mer

Par quem trabalha na estética ou está iniciando na carreira agora, existe um método natural para aplicação em clientes que serve para todos os tipos de pele e inclusive para gestantes.

Se trata de um ativo natural que foi encontrado nas profundezas do mar do Oriente médio. A técnica e os produtos vêm de Israel e já estão sendo implementadas aqui no Brasil com o nome de Peeling Rose de Mer. 

O peeling Rose de Mer causa intensa descamação logo após o terceiro dia da aplicação e não causa intercorrências, por ser natural.

Para saber mais detalhes de como aplicar a técnica do Peeling Rose de Mer, clique no link abaixo:

Como se livrar das cicatrizes de acne

A acne tem uma prevalência de mais de 90% entre os adolescentes e persiste na idade adulta em aproximadamente 12% a 14% dos casos com implicações psicológicas e sociais de alta gravidade.

Introdução

Todas as áreas do corpo com altas concentrações de glândulas pilossebáceas estão envolvidas, mas em particular o rosto, as costas e o peito. As lesões inflamatórias da acne podem resultar em cicatrizes permanentes, cuja gravidade pode depender de atrasos no tratamento de pacientes com acne. O costume de ficar “cutucando” um cravo ou uma espinha gera consequências formando as cicatrizes.

O fato é que muitas pessoas sem o esclarecimento necessário se atrevem até a extrair uma acne com as próprias unhas e isso gera uma lesão que por fim se torna uma cicatriz, por isso é tão importante a busca de um profissional para realizar uma limpeza de pele mensal.

Atualmente, a patogênese da acne é atribuída a vários fatores, como aumento da produção de sebo, alteração da qualidade dos lipídios do sebo, fatores genéticos, proliferação de Propionibacterium acnes (P. acnes) no folículo e excesso de queratina no folículo piloso.

A excreção aumentada de sebo contribui para o desenvolvimento da acne.

Cicatrização

A cicatrização pode ocorrer como resultado de danos à pele durante a formação da acne ativa.

Existem dois tipos básicos de cicatriz, dependendo da perda ou ganho líquido de colágeno (cicatrizes atróficas e hipertróficas).

Oitenta a noventa por cento das pessoas com cicatrizes de acne têm cicatrizes associadas à perda de colágeno (cicatrizes atróficas) em comparação com uma minoria que mostra cicatrizes hipertróficas e queloides.

Tipos de cicatrizes

As cicatrizes de acne atrófica são mais comuns. As queloidianas e as cicatrizes hipertróficas são mais raras. Essas ocorrem quando o quadro de acne na adolescência foi muito avançado criando cistos e quando o paciente tem tendência genética para essa formação.

Profundidade

Quanto a profundidade das cicatrizes de acne, elas podem ser rasas (0,1 a 0,5 mm) ou profundas (maior que 0,5 mm).

Às vezes, os três tipos diferentes de cicatrizes atróficas podem ser observados nos mesmos pacientes e pode ser muito difícil diferenciar entre eles.

Cicatrizes hipertróficas e queloidianas

Cicatrizes hipertróficas e queloidianas estão associadas ao excesso de deposição de colágeno.

As cicatrizes hipertróficas são tipicamente rosadas, elevadas e firmes, com feixes grossos de colágeno

A histologia das cicatrizes hipertróficas pós acne é semelhante à de outras cicatrizes dérmicas. Em contraste, os queloides se formam como pápulas e nódulos roxo-avermelhados que proliferam além das bordas da ferida original. São mais comuns em indivíduos de pele mais escura e ocorrem predominantemente no tronco.

Pode ocorrer na face pós acne avançada, porém é mais raro.

Tratamento

A prevenção é o principal passo para evitar o aparecimento de cicatrizes pós-acne. Fatores genéticos e capacidade de responder ao trauma são os principais fatores que influenciam a formação de cicatrizes.

Primeiro, é importante reduzir ao máximo a duração e a intensidade da inflamação, enfatizando a importância do tratamento da acne. O uso de retinoides tópicos e vitamina c são úteis na prevenção de cicatrizes de acne.

Tratamento para cicatriz hipertrófica ou queloidiana

Crioterapia

A crioterapia com nitrogênio líquido pode melhorar significativamente a aparência clínica de cicatrizes hipertróficas e queloides e determinar sua regressão completa.

As baixas temperaturas alcançadas durante as sessões de crioterapia causam uma diminuição do fluxo sanguíneo (vasoconstrição) e causam uma necrose tecidual.

A idade e o tamanho da cicatriz são fatores importantes que condicionam o resultado dessa técnica: cicatrizes mais jovens e menores são mais responsivas à crioterapia.

Comparada às injeções de corticosteróides, a criocirurgia é significativamente mais eficaz do que os métodos alternativos para lesões ricamente vascularizadas 12 meses mais jovens.

Durante cada sessão de crioterapia, o paciente geralmente é submetido a 2-3 ciclos, cada um com duração inferior a 25 segundos.

As possíveis reações adversas são representadas por hipo e hiperpigmentação, atrofia da pele e dor.

Em relação às lesões localizadas na face, os possíveis resultados do congelamento restringem o uso de crioterapia nessas áreas, principalmente nos casos em que as cicatrizes são numerosas ou em fototipos escuros. Portanto, a crioterapia pode ser levada em consideração especialmente para cicatrizes localizadas no tronco ou para cicatrizes particularmente volumosas no rosto.

Tratamento para cicatrizes de acne comuns ou atróficas

Microagulhamento

O microagulhamento cutâneo é uma técnica recentemente proposta que envolve o uso de um rolo estéril composto por uma série de agulhas finas e afiadas para perfurar a pele.

A técnica pode ser aplicada também com uma caneta específica contendo cartucho de agulhas.

Antes do procedimento, a pele facial deve ser desinfetada e, em seguida, é aplicado um anestésico tópico, deixado por alguns minutos.

O procedimento de agulhamento cutâneo é realizado utilizando-se um dermaroller nas áreas cutâneas afetadas por cicatrizes de acne, para trás e para frente com alguma pressão em várias direções.

As agulhas penetram cerca de 1,5 a 2 mm na derme, dependendo da profundidade das agulhas. Como esperado, a pele sangra por um curto período de tempo, mas isso logo para.

A pele desenvolve múltiplos micro furos na derme que iniciam a cascata complexa de fatores de crescimento que finalmente resulta na produção de colágeno.

A histologia mostra espessamento da pele e um aumento significativo de novas fibras de colágeno e elastina. Os resultados começam a ser vistos após somente algumas semanas.

Como a deposição de novo colágeno ocorre lentamente, a textura da pele continuará melhorando ao longo de um período de 12 meses.

Os resultados clínicos variam entre os pacientes, mas todos os pacientes atingem uma melhora significativa.

O número de tratamentos necessários varia dependendo da resposta individual do colágeno, da condição do tecido e dos resultados desejados.

O microagulhamento cutâneo pode ser realizado com segurança em todas as cores e tipos de pele: existe um risco menor de hiperpigmentação pós-inflamatória do que outros procedimentos, como dermo abrasão, peelings químicos e procedimento a laser.

O microagulhamento cutâneo é contraindicado na presença de terapias anticoagulantes, infecções ativas da pele, diabetes descompensada, histórico pessoal ou familiar de cicatrizes hipertróficas e queloides, gestantes.

Se você quer tratar as cicatrizes de acne do seu rosto ou de suas clientes, torne-se profissional e faça de uma maneira segura e eficiente.

Acesse o link abaixo para conhecer o treinamento online de Microagulhamento:

Bolsas e olheiras estão com os dias contados

Neste artigo eu quero te mostrar a respeito de um princípio ativo muito eficiente para o clareamento de olheiras e diminuição de bolsas.

A parte de cosmetologia é muito importante para que você aprenda a escolher e indicar os melhores produtos para determinados problemas estéticos e ainda a desenvolver fórmulas para compor o seu próprio protocolo.

Aproveite as informações e tenha uma excelente leitura!

Na face, a área mais susceptível aos efeitos do envelhecimento cronológico é a área dos olhos.

Dentre as principais alterações que afetam esta área estão a formação de olheiras, rugas finas e flacidez, que podemos chamar de ptose palpebral. Além disso, o acúmulo de gordura e/ou de fluídos na região são também características de alterações anatômicas locais.

A pele fica mais flácida, menos elástica e com maior propensão a ao surgimento de rugas. O músculo orbicular, o tarso, o septo orbital e a mucosa conjuntival também se alteram nos idosos. Além disso, a gravidade e a expressão facial exercem influência sobre a deformação da pele na região periorbital (área dos olhos).

Muitas pessoas têm dificuldade para conseguir um bom ativo dermocosmético com a finalidade para clareamento de olheiras, suavização de bolsas e rugas, por isso eu quero te apresentar neste artigo um ativo eficaz para esses problemas.


BIOSKINUP


 

O Bioskinup é um ativo concentrado extraído da Marapuama, Pfaffia e Lírio Branco.

A eficácia do Bioskinup foi comprovada por uma extensa bateria se estudos in vitro (biológicos) e clínicos (exames).

Produtos cosméticos contendo substâncias ativas com propriedades descongestionantes, drenantes, lipolíticas e restauradoras podem ajudar a diminuir e atenuar as olheiras. Uma grande variedade de compostos naturais tem sido estudada pelas propriedades em prevenir danos ao tecido cutâneo.

Tendo em vista o grande envolvimento dos atenuantes da inflamação no processo de formação das alterações periorbitais (olheira, edema e bolsa de gordura), bem como no processo de degradação da pele (perda de colágeno e elastina), a Chemyunion desenvolveu o Bioskinup Contour.

A Chemyunion é uma indústria química de ingredientes cosméticos, excipientes farmacêuticos, insumos para o mercado veterinário e alimentos, além de ativos para higiene e limpeza.

Bioskinup tem demonstrado ser o único ativo dermocosmético completo, atuando com extrema precisão e eficácia sobre os principais pontos causadores dos problemas de bolsas e olheiras na área dos olhos. Seus inúmeros estudos in vitro desvendam seu amplo mecanismo de ação e são validados pelos estudos clínicos, os quais provam seus efeitos.

DIFERENCIAIS/VANTAGENS

  • Produto de origem vegetal
  • Tripla ação: anti-inflamatória, antiedematosa e vasoprotetora
  • Reduz a hiperpigmentação periorbital restabelecendo a microcirculação local devido à ação
  • anti--inflamatória
  • Promove redução do edema, diminuindo o acúmulo de líquido pela ação drenante
  • Promove síntese de colágeno e elastina, melhorando rugas e aumentando a firmeza;
  • Reforça a parede vascular e regenera tecidos;
  • Redução das bolsas de gordura devido à atividade lipolítica


TESTES DE EFICÁCIA in vitro

  • Efeito anti-inflamatório (cultura de queratinócitos)
  • Redução do edema e da hiperpigmentação periorbital
  • Efeito lipolítico (cultura de adipócitos)
  • Redução das bolsas de gordura
  • Efeito estimulante (cultura de fibroblastos)
  • Aumento do colágeno (+164,33%)
  • Aumento da elastina (+17,29%)
  • Aumento no TGF-β (+65,08%)
  • Reforço da parede vascular e reparo tecidual promovendo efeito antirrugas
  • Efeito antioxidante (cultura de queratinócitos)
  • Redução do estresse oxidativo e melhora do sistema de defesa natural da pele 

IN VIVO

Avaliação instrumental da melhora das olheiras (COLORIMETRIA - Avaliação do efeito clareador)

A tonalidade da pele e luminosidade foram avaliadas comparando a pele antes e depois de 28 dias de tratamento, em duas áreas: região das olheiras e fora das olheiras.

A tonalidade das olheiras reduziu em 122%.

  • Ocorreu a diminuição do inchaço e melhora das bolsas
  • Melhora no inchaço das pálpebras
  • Melhora nas bolsas dos olhos
  • Rosto com aspecto descansado e com menos aparência de inchaço
  • Pele do rosto mais firme
  • Melhora das rugas ao redor dos olhos
  • Os dados obtidos demonstraram que o Sérum Fluido Facial contendo 5% de Bioskinup Contour
  • apresentou um aumento satisfatório do fluxo da microcirculação local.

 

Avaliação visual da melhora do aspecto das bolsas na região periorbital antes e depois da aplicação do produto (Dia 0 e pós 28 dias):

 

 
 


Indicações para aplicações

Sérum antiolheiras;

Fluído redutor de bolsas ao redor dos olhos (antiedema/antigordura);

Creme para o contorno dos olhos e rosto;

Loção hidratante antiolheiras, edema e bolsas.

Bioskinup Contour é compatível com a maioria dos ingredientes das formulações cosméticas e farmacêuticas e pode ser formulado a 5% em cremes, géis, fluídos ou séruns para a área dos olhos.

Espero que este artigo tenha sido útil!

Para aprender a respeito de Cosmetologia aplicada a estética, com desenvolvimento de fórmulas personalizadas, acesse:

Conheça os 24 alimentos rejuvenescedores e consuma-os

Se realmente somos o que comemos, é hora de deixar os alimentos processados e prestar atenção nos alimentos naturais. Embora seja verdade que nenhum alimento apague as rugas ou faça com que te deixe com 20 anos novamente, uma dieta saudável e cheia de alimentos antienvelhecimento pode melhorar a qualidade da sua pele, melhorar a imunidade e muito mais.

Veja quais são esses alimentos e adicione na sua lista de compras.

Castanhas e Nozes

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image2-1024x683.jpeg


Pode ser castanha de caju, macadâmia, amêndoas, avelã, pistache...todos eles são poderosos antienvelhecimento, graças aos seus efeitos anti-inflamatórios e redutores de colesterol. Consuma uma porção por dia, pois também são fontes fantásticas de proteínas, fibras e micronutrientes.

Sementes de gergelim

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image3-1024x677.jpeg


Se você quer se sentir bem até os ossos, então precisa cuidar de seus ossos. É aí que entram as sementes de gergelim. Elas são ricas em cálcio e ricas em outros minerais como ferro, magnésio, fósforo e fibra.

Uma dieta rica em minerais, juntamente com a prática de exercícios adequados, são uma receita para ossos saudáveis ​​por toda a vida.

Leite de soja

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image4-1-1024x682.png


Se você ainda não experimentou leite que não tem lactose, não sabe o que está perdendo. O leite de soja diminui o risco de doenças do coração, combate a osteoporose, ajuda a controlar a diabetes e o colesterol alto, ajuda a emagrecer porque tem apenas 54 calorias por 100 ml.

Independentemente de você ser vegetariana ou não, Inclua uma porção ou duas de leite de soja em sua dieta diária.

Chocolate amargo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image5-2.png

Desculpe, mas você precisará trocar o chocolate ao leite pelo chocolate amargo, se quiser aproveitar esses benefícios e ter saúde antienvelhecimento. Por quê? O chocolate amargo é carregado com flavonoides que trabalham para aumentar o fluxo sanguíneo da pele, beneficiando sua aparência.  Os flavonoides também absorvem a radiação UV, protegendo a pele dos efeitos nocivos do sol.

Vitamina C

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image6.jpeg


A vitamina C desempenha um papel crítico na manutenção da saúde genética ideal, e é uma maneira crucial de manter sua pele mais brilhante e jovem. O consumo de vitamina C 1 grama ao dia vai proporcionar vitalidade para sua pele porque age como um poderoso antioxidante, além de fortalecer o sistema imunológico.  A vitamina C pode ser encontrada em comprimidos ou efervescente em diversas drogarias.

Além disso, a vitamina C pode ser encontrada em maior quantidade em diversos alimentos como:  acerola, goiaba, tomate, caju, brócolis, laranja, mamão e pimentão amarelo.

Amora

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image7-1024x769.jpeg


Essas pequenas frutas são poderosas, pois contêm mais antioxidantes do que quase qualquer outra fruta. As amoras oferecem proteção contra os radicais livres que danificam a pele contra a exposição ao sol, estresse e poluição, e possuem vitamina C, que ajuda a prevenir as rugas.

Melancia

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image8-1024x682.jpeg


É uma excelente fruta refrescante para o verão, além de manter sua pele jovem. A melancia contém licopeno, que atua como um protetor solar natural, protegendo-a dos raios ultravioletas que danificam e envelhecem a pele, criam manchas solares e fazem com que a pele pareça desgastada.

A melancia promove hidratação e retém a umidade da pele.

Abacate

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image9-1024x683.jpeg


Assim como os ômega-3 encontrados no salmão, os abacates estão repletos de ácidos graxos que combatem a inflamação que mantêm o sistema imunológico funcionando corretamente. Eles também ajudam a mente e o corpo a envelhecer com saúde, então adicione a fruta verde em suas saladas, coma pura ou batido com leite.

Sementes de romã

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image10-1024x683.jpeg

As sementes de romã contêm compostos que combatem os danos dos radicais livres e aumentam a capacidade do corpo de preservar o colágeno. Podem ser consumidas na salada.

Azeitonas

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image11-1024x683.jpeg


Se você é fã de azeitonas não há motivo para não comer sempre. As azeitonas são uma fonte incrível de polifenóis e outros fitonutrientes que ajudam a proteger seu DNA e a manter a aparência da pele mais jovem.

Procure não comer as azeitonas enlatas, pois o processo pode remover os nutrientes.

Cogumelos

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image12.png


Os cogumelos são um dos poucos alimentos que contêm naturalmente a vitamina D, um nutriente que a maioria das pessoas não tem o suficiente. Sem a vitamina D, você não pode absorver adequadamente o cálcio, o que levará a osteoporose, ossos quebrados e uma coluna curvada.

Batata doce

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image13.png

Por estarem cheias de vitamina A, a batata doce ajuda a combater as linhas finas e rugas revitalizando o colágeno danificado. Pode ser preparada de uma maneira simples, assando-as no forno e depois cobrindo com legumes.

Cenouras

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image14.png


Cenouras têm algumas características muito importantes, elas são ricas em vitamina A, que ajuda a restaurar e regenerar o colágeno danificado, essencial para a elasticidade e regeneração das células da pele. A pesquisa também mostra que as cenouras têm propriedades impressionantes de combate ao câncer, então consuma como um lanche saudável.

Brócolis

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image15-1024x575.png


Você pode não ter gostado do brócolis quando criança, mas há uma boa razão para comê-lo quando adulto: um estudo de 2016 descobriu que ele contém o pigmento luteína da planta, que está ligado à inteligência - a capacidade de usar as habilidades e conhecimento que você tem agora em sua idade adulta.  Age como um antienvelhecimento para o seu cérebro.

Tomate

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image16-1024x575.png


Os tomates são carregados com licopeno, um antioxidante que protege a pele dos danos causados pelo tempo. Enquanto o tomate cru ainda fornece licopeno ao corpo, o processo de cozimento a absorção.

Feijões e lentilha

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image17.png


Esses alimentos são carregados com aminoácidos essenciais à base de plantas para atender a todos os seus requisitos de proteína.

À medida que as mulheres envelhecem, as necessidades de proteínas aumentam um pouco, e os feijões e as lentilhas são fontes superiores porque também são carregados com fibras e fitoquímicos que são substâncias antioxidantes e ajudam a combater doenças.

Iogurte

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image18-1024x683.png


O iogurte é ótimo para manter as células jovens. Opte por versões sem açúcar e adicione frutas frescas e um toque de mel para ficar mais saboroso.

Aveia

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image19.jpeg


Saudável, a aveia é um alimento barato e rico em carboidratos que aumenta a serotonina do corpo. Não há melhor maneira de parecer e se sentir jovem do que se sentir feliz.

A aveia é um excelente alimento para ser adicionado no leite, banana amassada, iogurte e outros.

Açafrão 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image20-1024x767.jpeg


Este é um tempero potente que deve ser abastecido em sua despensa. O açafrão ajuda a combater os danos celulares, doenças crônicas e envelhecimento, mantendo a pele e todos os órgãos vibrantes e em boas condições. Seu poderoso pigmento, a curcumina, parece ajudar a impedir o encurtamento do telômero (as extremidades do nosso DNA), que se acredita ser uma causa principal no envelhecimento e das doenças degenerativas.

Coentro

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image21-1024x682.png


As ervas verdes são densas em nutrientes e o coentro é particularmente favorável para desintoxicar o corpo. O coentro também pode ter ação de quelação de metais pesados, o que significa que ele luta para remover o acúmulo de metais do seu corpo, como o mercúrio encontrado no atum.

O coentro tem um sabor peculiar, ou você ama ou odeia.

Mel de Manuka 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image22.png

O mel de Manuka é originário da flor de Manuka, encontrada na Nova Zelândia e na Austrália. Todos os tipos de mel são benéficos para a saúde humana por conterem peróxido de hidrogênio, mas o mel de Manuka contém um ativo especial.

Metilglioxal é substância presente no mel de Manuka e que tem função bactericida. Esse tipo específico de mel tem sido usado há anos na medicina natural como remédio para rejuvenescer a pele e aumentar a imunidade.

Adicione um pouco à sua próxima xícara de chá e aproveite os benefícios.

Chá verde

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image23-1024x681.jpeg


O chá verde é ótimo para manter seu corpo jovem, pois ajuda a manter as células saudáveis, protege-as contra danos e diminui o estresse. Ele também possui poderosos antioxidantes chamados flavonoides, que protegem contra doenças e bloqueiam os danos ao DNA associados a substâncias químicas tóxicas que causam destruição no corpo, e que o envelhecem.

Espinafre

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image24-1024x683.jpeg

Há uma razão para essa verdura ser um item básico, além de ter um ótimo sabor, o espinafre também possui muitos fitonutrientes que ajudam a proteger a pele dos danos causados pelo sol. Ele também possui betacaroteno e luteína, dois nutrientes que a pesquisa descobriu para melhorar a elasticidade da pele.

O espinafre pode ser consumido no almoço ou no jantar.

Vinho tinto

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image25-1024x683.jpeg

O vinho tinto nunca deve ser deixado de fora de uma lista de alimentos antienvelhecimento. Os pesquisadores sabem há anos que é saudável para o coração, pois os flavonoides que ele contém ajudam a reduzir o colesterol LDL (ruim) e o risco de doenças cardíacas nas coronárias. (Sem mencionar que aumenta simultaneamente o seu HDL, ou colesterol bom.)

Tomar um cálice de vinho também significa que você receberá uma grande dose de resveratrol, um antioxidante poderoso encontrado nas cascas das uvas.

Mas, lembre-se de tomar apenas um cálice por dia e não uma garrafa.

Para que a sua pele esteja sempre jovem, bonita e para que você tenha um envelhecimento saudável, é necessário se alimentar adequadamente e cuidar da sua pele com os melhores dermocosméticos.

Muitas vezes as pessoas não sabem ao certo qual escolher e quais são os passos certos para alcançar uma pele bonita e acabam gastando muito dinheiro sem resultados, então é hora de você conhecer a fundo Cosmetologia.

A cosmetologia é um estudo que vai te trazer discernimento na hora de escolher os melhores produtos para sua pele e cabelos.

Clique no botão abaixo para saber mais

Se você sofre com o efeito sanfona, a resposta para isso está neste artigo.

Entenda por que é tão difícil manter-se magra pós emagrecimento. 

Vivemos em uma sociedade com medo do ganho de gordura, onde as pessoas farão qualquer coisa para eliminá-la. Em todo lugar que olhamos, vemos produtos destinados a "queimar gordura", "derreter gordura" ou "se livrar da gordura".

A gordura é útil e primordial para a nossa existência, devemos entender melhor seus mecanismos para que possamos alcançar objetivos realistas e aprender a amar nosso corpo.

Para esclarecer o que acontece com a gordura quando a consumimos, armazenamos, ganhamos, perdemos, para onde vai quando a queimamos e a verdade por trás das alegações feitas pela indústria cosmética e alimentícia de que a gordura pode ser eliminada.

Se olharmos para a pesquisa e entendermos o funcionamento interno de uma célula adiposa, podemos conhecê-la melhor e encontrar maneiras estratégicas e seguras para alcançar nossos objetivos de saúde desejados.

Antes de entender como diminuir a gordura e manter um corpo saudável, precisamos entender sobre biologia.

HISTÓRIA DA ORIGEM DE UMA CÉLULA DE GORDURA

Nossos corpos carregam dois tipos de tecido adiposo: gordura branca que leva o nome de UNILOCULAR e gordura marrom que é a MULTILOCULAR.

A gordura branca é a principal gordura em adultos, enquanto a gordura marrom é encontrada principalmente em bebês recém-nascidos. Neste artigo, vamos nos concentrar na gordura branca, uma vez que ela desempenha o maior papel no metabolismo adulto.

Nosso tecido adiposo é constituído por um monte de células adiposas, também chamadas adipócitos. Imagine adipócitos como saquinhos de plástico que contêm uma gota de gordura.

Digamos que você coma um alimento que contenha gordura, como uma deliciosa fatia de pizza. Seu corpo quebrará os componentes gordurosos da pizza e você terminará com algo chamado triglicerídeo no sangue. Os triglicerídeos são posteriormente decompostos em moléculas de glicerol e ácidos graxos que são absorvidos pelos adipócitos e se tornam aquelas sacolinhas de gotículas de gordura.

O QUE ACONTECE COM AS CÉLULAS DE GORDURA QUANDO PERDEMOS PESO?

A grande questão da pesquisa em torno das células de gordura era: as células de gordura aumentam em número se comermos mais gordura?

Por um bom período, pensamos que sabíamos a resposta para isso. Em 2008, uma equipe de pesquisadores suecos determinou que o número de células de gordura que possuímos é definido em nossa infância e adolescência. Depois disso, o número de células adiposas que temos permanece o mesmo durante a vida adulta. Eles descobriram que esse ainda era o caso de indivíduos magros e obesos.

Os pesquisadores estudaram indivíduos que ganharam peso ao longo do tempo (perto de 15 a 25%), e descobriram que havia um aumento no tamanho da célula adiposa, mas o número de células adiposas permanecia inalterado.

Outra coisa que esses pesquisadores estudaram é a vida e a morte de uma célula adiposa - também conhecida como taxa de rotatividade.

Todas as coisas devem chegar ao fim, e eles queriam descobrir quando era esse fim. Eles descobriram que a geração e liberação de uma célula adiposa eram rigidamente controladas e reguladas para manter um bom equilíbrio. Isso enfatiza ainda mais que o número de células adiposas em nosso corpo permanece inalterado (qualquer célula adiposa que morre é rapidamente substituída pela produção de uma nova célula adiposa).

Antes de nos acostumarmos com essa teoria, precisamos lembrar que a ciência muda e novas teorias emergem.

Alguns anos depois, uma equipe diferente de pesquisadores desafiou essa teoria determinando que podemos ganhar células de gordura em diferentes regiões do corpo.

O estudo sueco original mediu apenas células adiposas na região abdominal do nosso corpo. No entanto, este novo estudo analisou as partes superior e inferior do corpo que abrigam células adiposas para encontrar diferenças.

Basicamente, eles comeram demais em excesso, ganharam peso e depois avaliaram se havia uma alteração no número de células adiposas. Assim como no estudo sueco, não houve alteração no número de células adiposas na área do abdômen, apenas um aumento no tamanho das células adiposas. No entanto, o aumento da gordura corporal resultou em um aumento significativo no número de células de gordura na parte inferior do corpo.

Com um aumento de peso de 1,6 kg na gordura corporal inferior, 2,6 bilhões de novas células de gordura foram criadas em apenas 8 semanas.

O estudo descobriu que, quando as células adiposas atingem um volume crítico, quando não conseguem acumular mais gordura, novas células adiposas nascem, como se fossem bolhas de sabão dando origem a outras.

Outra lição importante deste estudo foi que a gordura corporal da parte mais baixa do corpo parece ter um efeito protetor em comparação à gordura corporal. A gordura da parte superior do corpo está associada a alguns fatores de risco perigosos, como o desenvolvimento de diabetes tipo II, doenças cardíacas e outras doenças crônicas graves devido à sua presença, e ainda causa pressão nos órgãos vitais.

Parece também que, se quisermos ganhar células de gordura, o melhor local para abrigá-las é na parte inferior do corpo, a fim de mitigar os efeitos adversos associados ao excesso de peso abdominal. Essa teoria ainda é relativamente nova e também não temos o poder de dizer a nossa gordura para onde ir, mas pode ser um ponto de partida interessante para pesquisas futuras.

A próxima pergunta é: Assim como podemos ganhar células de gordura, podemos perdê-las?

CÉLULAS DE GORDURA E PERDA DE PESO

Estudos demonstraram que a perda de peso leva a uma redução drástica no tamanho das células adiposas, mas não no número dessas células.

Infelizmente, as células adiposas não desaparecem no ar. Eles permanecem em pé, mas seu tamanho é diretamente influenciado pelo ganho ou perda de peso, ou seja, elas apenas murcham.

As más notícias não param por aí.

Perder peso é uma batalha difícil, porque seu corpo está lutando para manter esse peso por todo o caminho. Uma hipótese é que a perda de peso causa estresse celular nas células adiposas e a única maneira de aliviar o estresse é recuperando o peso para normalizar o formato das células adiposas.

Quando mudamos a estrutura celular de uma célula adiposa, nosso corpo fica um pouco fora de controle e existe esse impulso biológico para criar equilíbrio. É uma defesa natural do corpo.

Existe um poder superior que regula o peso corporal e esse poder superior é o cérebro. Nosso cérebro recebe sinais do resto do corpo em relação às reservas de energia e aos nutrientes necessários que precisamos. Nosso corpo então ajusta nosso balanço energético para atender a todas as necessidades.

Diminuir as calorias é o melhor caminho?

Uma maneira de muitas pessoas tentarem perder peso é restringir as calorias, mas isso pode sair pela culatra rapidamente e muitas vezes tem o efeito oposto.

Quando você restringe as calorias, seu corpo envia rapidamente sinais para aumentar o apetite, a fim de compensar a perda de energia. Seu corpo basicamente quer que você falhe e recaia, para recuperar o peso para restaurar a ordem. Outra coisa que acontecerá é que seu metabolismo desacelerará inevitavelmente porque seu corpo está tentando economizar o máximo de energia possível. É como colocar metade da quantidade de óleo que você costuma colocar no carro para andar.

Outra coisa que acontece quando nossas células adiposas diminuem de tamanho: nosso perfil metabólico muda.

Qual é a influência dos hormônios sobre o nosso peso?

Não vamos esquecer os hormônios. A pesquisa mostrou que os níveis de leptina e insulina em nosso corpo podem estar relacionados à quantidade de massa gorda que possuímos. Estudos descobriram que a sensibilidade à insulina pode estar relacionada ao tamanho das células de gordura.

Um estudo constatou que indivíduos submetidos à cirurgia bariátrica diminuíram seu peso corporal em 33%, diminuíram o tamanho das células adiposas (não o número de células adiposas) e a perda de gordura foi correlacionada com a sensibilidade à insulina.

Foi descoberto que células de gordura menores eram capazes de usar insulina de maneira mais eficaz, consumindo mais glicose. É por isso que a perda de peso é geralmente recomendada em alguns indivíduos com diabetes para melhorar os níveis de açúcar no sangue. Eles também descobriram que células menores de gordura secretam menos leptina, um hormônio que nos diz para parar de comer. Queremos mais leptina, porque ela pode controlar nossa ingestão e nos diz quando estamos saciados, então aqui está outra maneira de nosso corpo estar torcendo contra nós e tentando fazer com que recuperemos peso.

A única maneira de realmente arrancar as células de gordura do copo é passando por uma lipoaspiração, mas sem dieta e exercícios físicos logo as células adiposas irão repor aquelas que foram perdidas.

Espero que você tenha gostado da matéria.

Para saber sobre qualquer assunto relacionado a estética e ter a minha consultoria para te ajudar na carreira venha fazer parte da Comunidade VIP Cris Marques.

Clique no botão abaixo para saber mais

1 2 3 9