Protocolos Archives | Esteticista Como Você

Category Archives for Protocolos

A importância dos Ativos Tensores para Rugas e Flacidez

Se você está tratando clientes que apresentam rugas, linhas de expressão ou flacidez, ou ainda quer cuidar da sua própria pele, hoje em dia os laboratórios possuem tecnologia avançada na produção de ativos cosméticos que são capazes de reverter a idade da pele no uso tópico.

Para que o resultado seja satisfatório, é importante que os ativos tensores sejam aplicados de uma a duas vezes ao dia na pele limpa e tonificada. Pode ser manipulado ou um produto pronto, existem muitas empresas de produtos dermocosméticos que adicionam esses ativos nas suas formulações.

Os produtos ou formulações em séruns, fluído, gel ou gel creme possuem a capacidade de absorção maior pela pele, pois as moléculas são menores do que o creme.

A seguir você vai ler a respeito de cada um deles, aqui eu separei para você os ativos tensores mais utilizados do mercado. Leia a seguir:


DMAE

 

Seu potencial rejuvenescedor foi descoberto nos Estados Unidos, onde era utilizado como medicamento em comprimido para tratar crianças hiperativas e adultos deprimidos.

Como efeito colateral, foi percebido que causava hipertonicidade do músculo cervical, origem das reclamações constantes de pacientes que sentiam repuxamento e rigidez no pescoço e pele do rosto, pálpebras e papadas. E desde então tem sido pesquisado sua ação como anti-aging.

Encontrado naturalmente em peixes como sardinha, anchova ou salmão o DMAE pode melhorar a aparência da pele, que por ação do envelhecimento possui rugas e sinais, aparentando estar “cedendo”, resultado não apenas dos danos dos radicais livres ao colágeno, mas também nos nervos e músculos debaixo da pele.

Os tônus e a contração do músculo são causados pela liberação dos neurotransmissores, especificamente acetilcolina, na junção neuromuscular. Uma vez que o envelhecimento começa, a quantidade de acetilcolina produzida e seu efeito no músculo ficam diminuídos. A única maneira de obter uma pele mais firme e músculos mais fortes é aumentando os níveis da acetilcolina no corpo.

 

Argireline

 

Assim como a toxina botulínica, Argireline supostamente age evitando a liberação de neurotransmissores na junção neuromuscular, prevenindo e reduzindo as linhas e rugas de expressão causadas por movimentos repetitivos, mais especificamente as rugas ao redor dos olhos, lábios, nariz e testa.  Além disso, Argireline estimula o aumento do número de fibroblastos e otimiza a sua formação, reforçando ainda mais o combate ao envelhecimento cutâneo. Desta forma, Argireline garante, também, a reestruturação da pele.

Propriedades Argireline é um hexapeptídeo modulador da tensão muscular facial com comprovada atividade redutora de rugas e linhas de expressão, de forma natural e não invasiva. Os aminoácidos que compõem a cadeia hexapeptídica de Argireline são: ácido glutâmico, metionina e arginina.

O Argireline não altera a função dos músculos responsáveis pelos movimentos faciais, mantendo a naturalidade da expressão da face, além de deixar a pele elástica. Os fibroblastos presidem a formação das fibras da pele (fibras elásticas e fibras colágenas), e além disso, possuem atividade enzimática, o que é essencial para o perfeito metabolismo cutâneo.

Estimular a produção de fibroblastos é, portanto, fundamental para a obtenção de uma pele mais sadia, livre de rugas e linhas de expressão. Argireline tem esta propriedade, e por isso se mostra tão eficiente no combate aos sinais de envelhecimento da pele.

Pode ser utilizado em regiões onde não se pode aplicar a toxina botulínica (pescoço, base nasal, proximidade das orelhas), locais onde a injeção de Botox causaria dor.

 

Tensine

 

Tensine é um agente tensor de origem vegetal, extraído das proteínas da semente do trigo.

Atua nas pequenas saliências alisando a superfície da pele. Os efeitos do Tensine incluem:   face brilhante, pele acetinada e boa fixação da maquiagem.

A eficiência cosmética de Tensine foi demonstrada pelo Laboratório Dermscam Lyon, observando o estrato córneo da pele após aplicação de Tensine.

Tensine apresenta a grande vantagem de exercer sua atividade tensora com efeito imediato, reduzindo o número e profundidade das rugas por algumas horas. Se aplicado por uso contínuo, promove efeito tensor prolongado.

 

Raffermine

 

 É um agente firmador dérmico de origem vegetal, obtido do extrato hidrolisado de membranas de Glycine soya (soja), com alto conteúdo em glicoproteínas e polissacarídeos, que reestruturam a derme e confere efeito firmador imediato e prolongado.

O efeito firmador de longa duração ocorre por ação indireta, uma vez que é metabolizado como nutriente pelas células, mantendo a contração das fibras de colágeno por vários dias após sua aplicação.

Raffermine também otimiza a elasticidade cutânea, e reestrutura a derme organizando as fibras colágenas.

Raffermine é indicado para proporcionar efeito firmador (facial e corporal) a curto prazo e de longa duração em peles flácidas, envelhecidas prematuramente, agredidas ou com baixa elasticidade.

Pode ser aplicado em formulações para a área dos olhos, loções firmadoras para o corpo e rosto.

Bom, espero que você tenha gostado do artigo e logo abaixo deixo uma sugestão de fórmula antienvelhecimento.

 

Raffermine ………………………………………………………… 5%

Tensine ……………………………………………………………… 5%

DMAE ……………………………………………………………….. 5%

Argireline……………………………………………………………. 5%

Gel aristoflex ou oil free não pegajoso qsp……………… 30g

 

Se você ainda não participa dos meus cursos eu quero te dizer que além das aulas teóricas e práticas com procedimentos completos e comentados passo a passo, eu disponibilizo muitas fórmulas como essa que você encontrou nesse artigo, além de ajudar as alunas e alunos a criarem novas fórmulas, dessa forma você pode personalizar o tratamento para cada cliente.

Para conhecer todos os cursos que eu ofereço, acesse o link » www.esteticistacomovoce.com.br/cursos


Eu ofereço diversos Cursos de Estética, são cursos de qualificação profissional com avaliação e certificado entregue na sua casa. Para conhecer todos os cursos e também os preços e condições de pagamento, basta acessar o link abaixo.

Como cuidar da Pele Seca

Possuir pele seca normalmente não é um problema grave, mas afeta a autoestima das pessoas, já que deixa a pele com uma aparência opaca e áspera, e em alguns casos, esbranquiçada e com rachaduras.

Veja neste artigo os principais fatores que desencadeiam o ressecamento da pele e quais os tratamentos para voltar a ter uma pele saudável, confira:

O Que causa a pele seca?

A pele seca é resultado da falta de hidratação da epiderme – camada mais superficial da pele – que apresenta uma quantidade de água abaixo do normal, além de uma redução nos óleos e lubrificantes naturais da pele.

Homens e mulheres são igualmente afetados pelo ressecamento, mas a incidência tende a ser maior em idosos, já que a oleosidade da pele e a produção de colágeno tendem a diminuir com a idade.

Pode atingir o corpo inteiro, mas as áreas que costumam ser mais afetadas são as mãos, braços e a parte inferior das pernas.

As causas do ressecamento estão associadas ao lugar onde a pessoa vive e à sua rotina, pois fatores como umidade do ar, clima e hábitos influenciam na hidratação natural da pele.

Veja as principais causas:

  • Temperaturas muito baixas, tanto que a pele costuma ficar mais seca no inverno, quando a temperatura e a umidade caem;
  • Temperaturas muito altas somadas à baixa umidade do ar, típica de regiões desérticas;
  • Exposição a ambientes muito quentes, como incêndios, fogueiras, locais com fogão à lenha, lareira, aquecedor central ou elétrico, pois reduzem a umidade do ar;
  • Banhos longos e com água muito quente;
  • Exposição prolongada à água, principalmente em piscinas, onde, normalmente há cloro;
  • Manipulação de produtos químicos e de limpeza, como detergente, por exemplo;
  • Uso de sabonetes e desodorantes de limpeza profunda ou antissépticos;
  • Exposição constante ao ar condicionado;
  • Exposição ao sol sem proteção;
  • Não beber água, ou tomar quantidades insuficientes.

Além das causas citadas acima, a pele ressecada pode surgir como sintoma de algumas doenças e condições, como dermatites, psoríase e diabetes.

Também pode ser resultante do envelhecimento e de alterações hormonais ligadas à tireoide e à menopausa. O ressecamento também pode ser um efeito colateral associado do uso de medicamentos diuréticos e medicamentos para baixar o colesterol contendo estatinas.

Produtos ideais para hidratar a pele

Uma das dificuldades das pessoas está em escolher produtos adequados para promoverem a hidratação da pele seca, não só da face, mas das mãos, dos pés e do corpo em geral.

A questão é que um produto que é eficaz para uma pessoa, talvez não seja o ideal para outra. Por isso se reforça a necessidade de buscar a ajuda de um especialista para indicar os melhores produtos para a sua pele.

Alguns tipos de pele necessitam de formulações mais gordurosas, como, por exemplo, os idosos.

Existem também cremes direcionados para cada região, como para os pés, que apresentam por exemplo, uma concentração maior de ureia.

Conheça seu Tipo de pele

Pele normal
É muito raro encontrarmos uma pele normal, pois geralmente só as crianças que apresentam essas características:

O aspecto é matte, poros raramente visíveis, não é muito sensível e nem apresenta vermelhidão ou acne – os tipos normais de pele geralmente exibem poucas linhas e rugas, e o tom da pele é geralmente uniforme, sem manchas acentuadas;

Pele seca
menos elasticidade, pode haver manchas, descamação ou vermelhidão – aqueles com pele seca geralmente têm poros quase invisíveis e podem sofrer de rugas prematuras e irritação regular na pele;

Pele oleosa
apresenta poros dilatados e visíveis – se você tem pele oleosa pode notar uma grande quantidade de brilho constantemente e lidar com a acne e cravos;

Pele mista
normalmente apresenta pele seca e escamosa em partes do rosto e possuem excesso de óleo em outras – muitos erroneamente acreditam, que têm pele oleosa, quando na verdade, têm o tipo de pele combinada;

Pele sensível
pode apresentar as características de pele seca, oleosa ou mista, mas também lida com uma grande quantidade de vermelhidão, irritação e sensibilidade a produtos;

Pele seca x Pele Desidratada

A pele seca é uma pele que sofre de falta de produção de óleo natural e seu problema é nas camadas mais superficiais da pele. A “hidratação” de uma pele seca consiste em tratar essa produção errada de óleo com mais produção de óleo pelas glândulas sebáceas, ou aplicando exteriormente os cremes hidratantes para repor.

A pele desidratada é uma pele que sofre de falta de água e seu problema é nas camadas mais profundas da pele. A hidratação de uma pele desidratada consiste em ingerir mais água e reter a hidratação com produtos de absorção mais profunda, como séruns ou cremes por exemplo.

Vale lembrar que a nossa pele absorve produtos aquosos mais facilmente e rapidamente do que em cremes, então os produtos devem ser aplicados na pele partindo do mais líquido e fino possível para o mais consistente.

Temos disponíveis produtos que são em séruns, loções ou gel creme para facilitar a absorção pela pele.

O ácido hialurônico é um potente aliado, pois promove hidratação profunda.

Glicerina, mel e ureia são outros potentes princípios ativos importantes para a reposição de umidade na pele.

Esses princípios ativos são chamados de umectantes, que ajudam a reter a umidade e hidratação e alcançam camadas mais profundas na absorção. Caso a pele seja seca, pode optar por finalizar a rotina de beleza com óleos naturais (argan, abacate e coco são óleos super ricos) e cremes mais pesados.

Importante ressaltar que a hidratação é essencial para todo tipo de pele, incluindo as oleosas. Ter uma pele oleosa, que produz óleo excessivo, não quer dizer que ela esteja hidratada! Use produtos à base de água, com texturas mais leves e ingredientes altamente hidratantes para prevenir desidratação.

 

Procedimentos importantes para o dia a dia

Passo 1: Higienização da pele

Escolha um sabonete adequado a cada tipo de pele e, com água em temperatura ambiente ou no máximo a 37°C (a temperatura do corpo), lave o rosto. Testa, nariz, região entre os olhos, têmporas, bochechas, nariz, região entre o nariz os lábios e queixo. Não deixe nenhum pedacinho de fora.

É muito importante que se a pele for oleosa, é preciso lavar o rosto sempre com água fria, pois a água quente acelera a produção de sebo.

Enxague bem o rosto, tirando toda a espuma e todos os resíduos do sabonete. Seque com uma toalha macia, para não machucar a pele.

Passo 2: Tonificar

A tonificação também deve aplicada com o tônico adequado para cada tipo de pele.

Essa etapa é importante para equilibrar o ph da pele, remover resíduos do sabonete e serve como auxiliar no tratamento.

Todas as peles precisam de hidratação, mesmo as oleosas.

Passo 3: Hidratar

Escolha um hidratante adequado para o seu tipo de pele (esta informação costuma estar bem visível no rótulo ou na embalagem do produto) e o aplique em todo o rosto.

Pode ser em creme, loção, sérum ou gel.

Passo 3: Proteger/tratar

Para finalizar a rotina em casa, aplique protetor solar específico para o rosto, dependendo do tipo de pele.

Não se deve usar o protetor solar para o corpo no rosto de jeito nenhum, porque é pesado e acaba deixando a pele opaca e oleosa.

O protetor solar evita a ação dos raios UVA e UVB e previne tanto o câncer de pele quanto o envelhecimento precoce. Este passo não pode ser pulado nem se estiver nublado e chovendo lá fora, pois, os raios ultravioletas ultrapassam as nuvens independentemente do clima, causando os mesmos estragos no calor e no frio, sem dizer os raios das lâmpadas fluorescentes e do computador que causam foto envelhecimento.

À noite, a finalização é com um produto para tratamento. Ele pode ter a finalidade que você achar melhor: ser super hidratante, produzir efeito lifting para flacidez, ser atenuador de linhas de expressão… as opções são muitas.

Gostou do artigo? Deixe seus comentários abaixo.

Se quiser conhecer o meu Curso Online de Limpeza de Pele onde eu ensino diversas técnicas diferentes e vários protocolos, clique no link abaixo.

» MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO

 


Eu ofereço diversos Cursos de Estética, são cursos de qualificação profissional com avaliação e certificado entregue na sua casa. Para conhecer todos os cursos e também os preços e condições de pagamento, basta acessar o link abaixo.

Flacidez: uma reclamação comum entre as mulheres

Nós sabemos que a flacidez é uma reclamação comum entre as mulheres, mas o que podemos fazer para ajudar as nossas clientes e melhorar esse problema?

A flacidez nada mais é do que o afrouxamento ou o desgaste das fibras de colágeno e elastina da pele, isso se deve a vários fatores:

  • Estiramento exagerado da pele como famoso efeito sanfona de engorda e emagrece;
  • Envelhecimento natural da pele (com o passar do tempo a pele diminui a produção de colágeno e elastina);
  • Gestação;
  • Tabagismo e excesso de bebidas alcóolicas;
  • Desordens hormonais.


Tratamentos

Sabendo dessas causas principais que causam o aparecimento da flacidez, temos como coadjuvante alguns principais tratamentos estéticos, veremos a seguir.


Microagulhamento

Um dos métodos mais procurados pelas clientes e que funciona muito bem para tratar a flacidez facial é o microagulhamento.

 

O microagulhamento consiste em usar dispositivos com agulhas que penetram na pele em pouca profundidade estimulando a produção de um novo colágeno.

O microagulhamento promove micro furos que são aproveitados para a aplicação de um produto em forma de gel, sérum ou fluído com princípios ativos voltados para tratar a flacidez.

 

Radiofrequência

A radiofrequência é um tratamento estético rápido e confortável que estimula as fibras de colágeno. A vantagem é que não necessita de recuperação como no microagulhamento.

O aparelho emite ondas magnéticas que aumentam a temperatura local. Os tratamentos por radiofrequência são ideais para qualquer pessoa que apresenta linhas de expressão, rugas ou flacidez em geral.

A radiofrequência funciona para aplicação no rosto e no corpo.

 

Corrente russa

É um tipo de estimulação elétrica que emite corrente alternada de média frequência, são milhares de ciclos por segundo. Essas correntes elétricas estimulam as fibras musculares melhorando a flacidez muscular e consequentemente a flacidez da pele.

Um gel para condução de energia é aplicado nas placas ligadas aos fios do aparelho e posicionadas nos músculos do local onde se quer tratar.

A corrente russa pode ser usada para flacidez facial ou corporal

 

Mesoterapia

São aplicações injetáveis de substâncias a base de enzimas e medicamentos que estimulam a formação de novas fibras de colágeno e ativam a circulação local melhorando o aspecto da pele e auxiliando no combate a flacidez.

A mesoterapia pode ser aplicada no rosto e no corpo.

Existe também a mesoterapia sem agulhas, onde usa-se um aparelho do tipo pistola de pressão para permear os ativos na pele.

 

Microcorrentes

É um aparelho de eletroestimulação facial que emite ondas de baixa frequência, estimulam a pele e os músculos favorecendo o tônus muscular suavizando a flacidez.

Oxigena os tecidos aumentando a corrente sanguínea.

A microcorrentes é melhor utilizada na combinação com outros protocolos faciais.

 

Gessoterapia

 


É uma técnica que envolve a aplicação de uma máscara de gesso na face para promover um efeito lifting na pele.

Para a aplicação no corpo, utiliza-se bandagens gessadas que são colocadas nas coxas, abdome ou na região glútea, e logo em seguida as faixas endurecem para auxiliar no tratamento da flacidez. Pode-se utilizar um creme com princípios ativos para flacidez que é aplicado por baixo da faixa de gesso. Com o calor e abafamento na pele, penetram mais facilmente fazendo com que potencialize o resultado do creme anti flacidez.

A cliente deve permanecer um tempo com o gesso na pele para promover o efeito desejado.

A flacidez facial e corporal pode ser amenizada com os tratamentos estéticos e com a ajuda da cliente quanto ao uso de produtos corretos e frequentes em casa, exercícios físicos e melhora na alimentação.

Bom, eu vou ficando por aqui e te convido a deixar o seu comentário logo abaixo! Diga o que achou desse artigo aqui nos comentários.

Espero que esse conteúdo possa te ajudar de alguma forma.

Um beijo e até o próximo artigo.

Celulite: O vilão das mulheres

Muitas pessoas sofrem com “formação da celulite”, o que traz realmente uma aparência desagradável, principalmente se tratando de estética.

Aprenda como amenizar essa disfunção estética!

Você nem precisa ter sobrepeso ou ser obesa para ter celulite – pessoas magras e esbeltas sofrem tanto com a celulite, como as mais cheinhas.

Não importa o quão perfeito ou sexy seja seu corpo – a celulite é feia em qualquer pessoa e não contribui com a saúde do colágeno, elastina, tecidos conjuntivos ou adipócitos na sua pele. O principal jeito para amenizar a celulite é desintoxicar o organismo.

Diminuir o quadro da celulite não parece ser tão difícil, mas necessita de dedicação e trabalho consistente. A celulite é, principalmente, causada pela formação de toxinas em seu corpo, com seu corpo não as eliminando e resultando em celulite. É diferente de gordura. A gordura é lisa, quando pressionada, ao passo que a celulite forma o efeito de furinhos – causando a “pele de casca de laranja” e depressões na pele.

Curas milagrosas são oferecidas por muitas fontes para combatê-la, mas não existem milagres – embora ela possa ser removida por um processo cirúrgico. Você precisa aprender como acabar com a celulite tratando-a constantemente, quebrando-a, desintoxicando o organismo e alterando seu estilo de vida, para prevenir futuras formações.

O ingrediente principal para combater, remediar, curar e eliminar a celulite é livrar-se das toxinas e da formação tóxica e garantir que novos acúmulos de toxinas não ocorram em seu organismo e que resíduos sejam propriamente eliminados.

Desintoxicar seu organismo é vital, ao iniciar o tratamento e terapia anti-celulite. Ao desintoxicar seu organismo, todas as toxinas devem ser removidas, para permitir que ele funcione de modo próprio novamente, livrando-se da formação dos produtos residuais quando a oxidação ocorre em seu corpo. Essas toxinas entopem seu organismo saudável, formando a celulite.

A celulite é multifatorial, ou seja, é causada devido a fatores hormonais, má circulação sanguínea e linfática, sobrepeso, sedentarismo e intoxicação por alimentação errada.

Alimentação, um fator importante

Como a celulite trata-se, basicamente, de depósitos de gordura localizados, o fator alimentação é um importante elemento a ser levado em conta.

Os alimentos mais maléficos, nesse caso, são o excesso de sal, gorduras, açúcares e doces, frituras e industrializados.

No caso do sal, o maior problema é a retenção de líquidos, já os carboidratos favorecem o acúmulo de gordura e os industrializados promovem uma verdadeira invasão de toxinas no organismo.

Nesse sentido, quanto mais natural a alimentação, melhor. Invista em alimentos in natura e integrais e deixe esses alimentos “vilões” para ocasiões especiais.

Frutas, verduras e legumes seguem sendo os queridinhos da saúde, também no caso da prevenção da celulite. Hortaliças, fibras e alimentos proteicos, como grão de bico e feijão, ajudam muito.

Vale também beber muita água, pois um organismo hidratado funciona muito melhor sempre.

 

Por que a celulite incomoda?

Pelo aspecto que causa na pele, de casca de laranja, ela leva a um desconforto para a maioria das pessoas, podendo até desencadear em algumas mulheres baixa autoestima.

Embora possa estar presente em indivíduos magros, o ganho de peso pode fazer com que a celulite fique mais visível. Mas vale a pena ressaltar que a genética pode desempenhar um papel importante na tendência de desenvolvê-la ou não.

 

Dicas importantes para acabar com a celulite:

1. CREMES SÃO BONS ALIADOS PARA AMENIZAR A CELULITE’

Desde que a cosmetologia descobriu os primeiros ativos que ajudam na luta contra os furinhos que insistem em aparecer, muitas mulheres vêm aderindo cada vez mais ao uso dos cremes. Apesar de os cremes não fazerem milagres, são bons aliados na hora de amenizar o problema. Entretanto, não adianta usá-los uma única vez. Eles devem ser utilizados ao menos 2 vezes por dia, durante pelo menos 1 mês para começar a ver um pouco dos resultados. Unidos a hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos, os cremes ajudam e estimulam a melhora da aparência da pele, sendo eficazes ao combater as celulites até o grau II (as celulites grau I e II são os primeiros níveis de alteração da pele, onde ocorrem depressões superficiais). Além disso, os cremes anticelulites auxiliam os tratamentos feitos nos centros estéticos.

 

2. ESFOLIAÇÃO PARA LIBERAR AS CÉLULAS MORTAS

A esfoliação é uma grande aliada e é uma etapa essencial antes de utilizar o creme anticelulite. Ela libera as células mortas da pele, fazendo com que o creme penetre mais a fundo e tenha mais efeito. A fim de que a pele do bumbum fique mais lisa, minimizando o efeito casca de laranja, a dica é fazer a esfoliação durante o banho, pelo menos três vezes na semana auxiliado por uma bucha vegetal ou um produto esfoliante. No verão, além de renovar as células da pele, ela deixa o bronzeado mais uniforme. Mas não se desespere! Não precisa ir correndo até a primeira farmácia que você conhece! Para quem não quer (ou não pode!) investir em cremes esfoliantes, existe a opção de trabalhar com o que tem em casa. A massagem com borra de café misturada com óleos ou hidratante é uma ótima aliada para a amenização e ainda tem propriedades antioxidantes.

 

3. LIVRE DE ALERGÊNICOS!

A constante busca científica no mundo da cosmetologia não para. Foi descoberta uma nova causa da celulite e pasmem: é alergênico. A celulite por si só já é um processo inflamatório. Pessoas com intolerância a lactose e doença celíaca tendem a inflamar mais a parte dos tecidos, o que acarreta no aumento dos furinhos, podendo afetar inclusive a circulação. Isso é algo que tem que ser analisado de perto, uma vez que a falta de circulação sanguínea prejudica o transporte de vitaminas, mineiras e oxigênio, podendo ser uma resposta alérgica. Ainda não se sabe exatamente a origem do alimento que está associado a esse mal, alguns especialistas apontam o glúten como provável vilãoHoje em dia, tanto se fala do assunto que os alimentos que contém glúten vêm com uma frase de aviso, tendo como finalidade informar as pessoas com algum tipo de intolerância. Apesar disso, a celulite é um processo que pode ocorrer em todas as mulheres, por diversas razões.

 

4. CONTROLE DA ALIMENTAÇÃO: ‘DESEMPACOTAR MENOS E DESCASCAR MAIS’

A alimentação é um dos pilares para manter um corpo saudável. Quando o assunto se trata da celulite, vale apostar em um cardápio repleto de variedades. Alimentos como a salada com folhas escuras, que são ricas em proteínas e minerais, e frutas diversificadas (fortes aliadas em nutrientes) são boas para ajudar no aspecto da celulite. O consumo de bastante água também é um passo essencial, uma vez que mais de 70% do nosso organismo é composta por ela e 90% do sangue também. Manter distância de alimentos industrializados é bom, porque os ingredientes utilizados nessas comidas contêm grande quantidade de açúcar e sódio. Desempacote menos e descasque mais.

 

5. ATIVIDADES FÍSICAS PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

Sabemos que nem todo mundo tem o hábito de praticar exercícios físicos e que muitas só fazem por obrigação. Entretanto, a execução das atividades físicas é essencial não só para a redução da celulite, mas também para um melhor equilíbrio do corpo e mente. A dica é: procure exercícios que te façam mais feliz! Além de uma dieta equilibrada, o ideal é aliar treinos de força (musculação) com a parte aeróbica pelo menos 3 vezes na semana. Atividades como andar na esteira, pedalar uma bicicleta e fazer aulas de dança são boas opções para a parte aeróbica. Alternar entre a musculação e o cardio é a melhor estratégia para reduzir a gordura corporal, e além disso, ambas estimulam a circulação sanguínea, aumentando o consumo de oxigênio pós exercício, o que acarreta na queima de calorias e na redução do percentual de gordura no corpo, melhorando assim, a aparência da celulite.

Gostou do Post? Deixe seu comentário abaixo!

Siringomas – O que são e como tratar

O Siringoma consiste basicamente em um tumor benigno, que ocorre em decorrência do aumento do ducto sudoríparo intra-epidérmico, que são os responsáveis pela produção de suor. Aparentemente está ligada a fatores genéticos e aparece com maior incidência em mulheres, especialmente de pele clara.

São feitas de células de gordura, da cor da pele, além de inofensivos, podem desenvolver-se em qualquer idade, mas normalmente aparecem depois da puberdade. Os Siringomas de forma geral, não causam coceira nem dor.

 

Eles desaparecem sozinhos?

Isto varia muito de pessoa para pessoa, mas o mais recomendado é utilizar os tratamentos estéticos disponíveis, cuja escolha depende da habilidade do profissional e da familiaridade dele com cada opção. Em alguns casos, opta-se pela associação de técnicas para que se obtenha um resultado estético de maior sucesso. Além das técnicas citadas mais acima temos outras, dentre elas estão:

  • Excisão cirúrgica de toda a área afetada
  • Laser de CO2
  • Cauterização com bisturi elétrico;
  • Cauterização química;
  • Remoção cirúrgica individual (de cada lesão) com tesoura delicada e seguida de ponto de sutura.

O resultado estético dos tratamentos costuma ser satisfatório, melhorando muito a aparência das lesões. Contudo, não é definitivo. Podem ocorrer recidivas, fazendo com que novas abordagens se tornem necessárias, assim como não existe uma maneira de impedir com que novas lesões apareçam naqueles pacientes que são predispostos a desenvolvê-las.

As Causas do Siringoma:

O motivo exato pelo qual os Siringomas se desenvolvem ainda não é entendido. Existem algumas pessoas que são definitivamente mais propensas à condição do que outras indicando uma causa genéticoa Outras possíveis causas do aparecimento de Siringomas incluem:

  • As mulheres são mais propensas a ter Siringomas do que os homens em todas as faixas etárias;
  • As raças asiáticas ou afro-americanas são mais vulneráveis ​​aos Siringomas do que outras raças;
  • As condições médicas subjacentes, como Síndrome de Down, diabetes e síndrome de Ehler-Danlos, aumentam o risco de desenvolver Siringomas;
  • Suor excessivo ou glândulas écrinas;
  • Puberdade e desequilíbrio hormonal.

 

Como tratar o Siringoma?

Embora inofensivos, os siringomas podem afetar a aparência de uma pessoa, especialmente se eles ocorrem na face. Se você sofre desta condição, é importante consultar seu médico ou dermatologista para determinar se há alguma razão médica para a doença e se é necessário qualquer tratamento; dependendo da causa, ele pode pedir uma biópsia.

 

Alternativas de tratamento para a remoção de siringomas incluem:

  • Método de excisão – neste procedimento, o seu dermatologista irá cortar e remover cada siringoma individualmente. A anestesia pode ser necessária para que o procedimento não seja doloroso e nem demorado.
  • Dermoabrasão – na dermoabrasão, o siringoma é raspado até que a pele pareça lisa.
  • Tratamento com laser – um laser de CO2 é utilizado para matar as células. Este método é eficaz para o tratamento de casos graves de siringoma.
  • Cirurgia – para siringomas profundos, a cirurgia ou o congelamento com nitrogênio líquido é uma boa opção.

 

ATENÇÃO: Todos os procedimentos acima têm seus riscos e complicações.

Cicatrizes, vermelhidão e manchas escuras são efeitos secundários possíveis.

O siringoma não exige tratamento por razão médica; o objetivo é somente estético. Raramente, o prurido exige o uso de alguma medicação. O tratamento do siringoma depende do volume, quantidade e extensão das lesões e visa a destruição e remoção das lesões, tornando a pele mais lisa. Pode ser feito por meio de uma pequena cirurgia, normalmente feita com o uso de um anestésico tópico sob a forma de cremes ou pomadas. Apenas em alguns casos, em que a lesão é maior, precisa-se fazer um anestésico local injetável.

 

Existe um tratamento preventivo?

É impossível fazer um tratamento preventivo do siringoma. Assim que surgirem as primeiras lesões, é recomendável procurar um médico dermatologista pra fazer uma avaliação.

A opção de tratamento sempre dependerá da extensão das lesões e de suas características, bem como do fototipo de pele da paciente. O uso de laser CO2 tem obtido bons resultados. É um tratamento não invasivo, requer uma anestesia local e grande habilidade do médico dermatologista na operação do equipamento para que cicatrizes sejam evitadas.

O tratamento por eletrocoagulação (eletrocautério) é bastante eficaz para retirar as lesões do siringoma, mas podem causar manchar na pele ou cicatrizes.

Um pouco de inchaço e desconforto pode ocorrer após o procedimento, mas a cicatrização é rápida. Algumas sessões serão necessárias para que as lesões sejam totalmente eliminadas. A recuperação é completa, mas com o tempo, os siringomas podem voltar.

Por último, mas não menos importante, certificar-se de que sua pele está limpa o tempo todo, é a melhor maneira de prevenir o aparecimento potencial de siringomas no futuro.

Como fazer Limpeza de Pele com Peeling Ultrassônico

Olá!

Aqui é a Cris Marques do Portal Esteticista como você e hoje eu quero te mostrar como fazer Limpeza de Pele com Peeling Ultrassônico. Assim você vai ficar por dentro de um procedimento muito procurado por clientes nos tratamentos estéticos e poderá oferecer uma limpeza de pele diferenciada.

Essa limpeza de pele que eu quero te ensinar aqui é especial, ela é realizada com o peeling ultrassônico, que é um procedimento indolor e promove uma excelente limpeza de pele e além disso prepara a pele para novos tratamentos estéticos faciais.

Se você ainda não trabalha com esse procedimento, leia este artigo até o final para saber mais a respeito dessa técnica.

 

Como funciona o Peeling Ultrassônico

O peeling ultrassônico emite vibrações intensas por uma espátula de aço inoxidável fazendo com que o sebo se desprenda da pele.

São vibrações sonoras de alta frequência que promovem um estímulo intenso, realizando a limpeza da pele e ativando a microcirculação.

Para a realização da limpeza de pele, a espátula é utilizada no modo contínuo e na posição invertida.

Ondas ultrassônicas serão acionadas e ao aplicar a espátula na pele, o sebo se desprende fazendo com que a pele fique limpa, suave e viçosa.

É impressionante a quantidade de sujeira que conseguimos remover da pele com o uso de esse aparelho que parece ser tão inofensivo.

Além do procedimento de limpeza de pele, o aparelho quando usado no modo pulsado, as ondas sonoras são intermitentes e servem como aplicação de ativos cosméticos, ele faz o trabalho da fonoforese ou sonoforese, levando o princípio ativo do produto o mais profundamente possível, desde que o produto seja líquido, pois cremes e óleos possuem moléculas maiores e isso dificulta sua penetração na pele.

O peeling ultrassônico diminui o excesso de queratina, acelera o processo de renovação celular e melhora a oxigenação da pele, restaura a elasticidade, traz maciez e delicadeza. Resumindo, é um procedimento completo para a realização da limpeza de pele.

A espátula e o equipamento devem ser higienizados e desinfetados logo após o uso. Para isso utilize clorexidina ou álcool 70.

E agora que você já sabe os efeitos do peeling ultrassônico eu vou falar a respeito das contraindicações desse aparelho:

Não use o aparelho encima de feridas.

Não utilizar em gestantes.

Utilize o aparelho sempre com a pele molhada, pois como ele é ultrassônico, precisa de um meio condutor.

O tempo máximo de aplicação para cada modalidade é de 10 minutos em todo o rosto e dependendo do aparelho, ele desliga automaticamente.

A espátula aumenta a temperatura e isso é normal no procedimento.

A limpeza de pele com o peeling ultrassônico pode ser realizada a cada 15 ou 30 dias.

Siga os passos abaixo para uma boa aplicação:

  • A pele precisa ser higienizada, tonificada e passar pelo processo de emoliência para a aplicação do peeling ultrassônico no modo contínuo, e com a espátula invertida sempre umedecendo a pele

Remover os resíduos de sujeira da pele novamente com um tônico ou pode até ser com uma água termal.

  • Aplicar o aparelho com a espátula limpa no modo pulsado e do lado correto. Aplicar na pele com o ativo cosmético desejado.
  • A aplicação de drenagem linfática é opcional e bem-vinda para o descongestionamento da pele.
  • Finalizar com o filtro solar.

Pronto! A(o) cliente vai sair com uma pele radiante!

E agora que você já sabe realizar uma limpeza de pele com o peeling ultrassônico, já pode vender o seu serviço com esse diferencial.

Chegamos ao final. Lembre-se de compartilhar o post e, se tiver alguma dúvida/sugestão, comente abaixo.

Abraços e sucesso sempre!

 

1 2 3 7
>