Celulite: O vilão das mulheres | Esteticista Como Você

Celulite: O vilão das mulheres

Muitas pessoas sofrem com “formação da celulite”, o que traz realmente uma aparência desagradável, principalmente se tratando de estética.

Aprenda como amenizar essa disfunção estética!

Você nem precisa ter sobrepeso ou ser obesa para ter celulite – pessoas magras e esbeltas sofrem tanto com a celulite, como as mais cheinhas.

Não importa o quão perfeito ou sexy seja seu corpo – a celulite é feia em qualquer pessoa e não contribui com a saúde do colágeno, elastina, tecidos conjuntivos ou adipócitos na sua pele. O principal jeito para amenizar a celulite é desintoxicar o organismo.

Diminuir o quadro da celulite não parece ser tão difícil, mas necessita de dedicação e trabalho consistente. A celulite é, principalmente, causada pela formação de toxinas em seu corpo, com seu corpo não as eliminando e resultando em celulite. É diferente de gordura. A gordura é lisa, quando pressionada, ao passo que a celulite forma o efeito de furinhos – causando a “pele de casca de laranja” e depressões na pele.

Curas milagrosas são oferecidas por muitas fontes para combatê-la, mas não existem milagres – embora ela possa ser removida por um processo cirúrgico. Você precisa aprender como acabar com a celulite tratando-a constantemente, quebrando-a, desintoxicando o organismo e alterando seu estilo de vida, para prevenir futuras formações.

O ingrediente principal para combater, remediar, curar e eliminar a celulite é livrar-se das toxinas e da formação tóxica e garantir que novos acúmulos de toxinas não ocorram em seu organismo e que resíduos sejam propriamente eliminados.

Desintoxicar seu organismo é vital, ao iniciar o tratamento e terapia anti-celulite. Ao desintoxicar seu organismo, todas as toxinas devem ser removidas, para permitir que ele funcione de modo próprio novamente, livrando-se da formação dos produtos residuais quando a oxidação ocorre em seu corpo. Essas toxinas entopem seu organismo saudável, formando a celulite.

A celulite é multifatorial, ou seja, é causada devido a fatores hormonais, má circulação sanguínea e linfática, sobrepeso, sedentarismo e intoxicação por alimentação errada.

Alimentação, um fator importante

Como a celulite trata-se, basicamente, de depósitos de gordura localizados, o fator alimentação é um importante elemento a ser levado em conta.

Os alimentos mais maléficos, nesse caso, são o excesso de sal, gorduras, açúcares e doces, frituras e industrializados.

No caso do sal, o maior problema é a retenção de líquidos, já os carboidratos favorecem o acúmulo de gordura e os industrializados promovem uma verdadeira invasão de toxinas no organismo.

Nesse sentido, quanto mais natural a alimentação, melhor. Invista em alimentos in natura e integrais e deixe esses alimentos “vilões” para ocasiões especiais.

Frutas, verduras e legumes seguem sendo os queridinhos da saúde, também no caso da prevenção da celulite. Hortaliças, fibras e alimentos proteicos, como grão de bico e feijão, ajudam muito.

Vale também beber muita água, pois um organismo hidratado funciona muito melhor sempre.

 

Por que a celulite incomoda?

Pelo aspecto que causa na pele, de casca de laranja, ela leva a um desconforto para a maioria das pessoas, podendo até desencadear em algumas mulheres baixa autoestima.

Embora possa estar presente em indivíduos magros, o ganho de peso pode fazer com que a celulite fique mais visível. Mas vale a pena ressaltar que a genética pode desempenhar um papel importante na tendência de desenvolvê-la ou não.

 

Dicas importantes para acabar com a celulite:

1. CREMES SÃO BONS ALIADOS PARA AMENIZAR A CELULITE’

Desde que a cosmetologia descobriu os primeiros ativos que ajudam na luta contra os furinhos que insistem em aparecer, muitas mulheres vêm aderindo cada vez mais ao uso dos cremes. Apesar de os cremes não fazerem milagres, são bons aliados na hora de amenizar o problema. Entretanto, não adianta usá-los uma única vez. Eles devem ser utilizados ao menos 2 vezes por dia, durante pelo menos 1 mês para começar a ver um pouco dos resultados. Unidos a hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos, os cremes ajudam e estimulam a melhora da aparência da pele, sendo eficazes ao combater as celulites até o grau II (as celulites grau I e II são os primeiros níveis de alteração da pele, onde ocorrem depressões superficiais). Além disso, os cremes anticelulites auxiliam os tratamentos feitos nos centros estéticos.

 

2. ESFOLIAÇÃO PARA LIBERAR AS CÉLULAS MORTAS

A esfoliação é uma grande aliada e é uma etapa essencial antes de utilizar o creme anticelulite. Ela libera as células mortas da pele, fazendo com que o creme penetre mais a fundo e tenha mais efeito. A fim de que a pele do bumbum fique mais lisa, minimizando o efeito casca de laranja, a dica é fazer a esfoliação durante o banho, pelo menos três vezes na semana auxiliado por uma bucha vegetal ou um produto esfoliante. No verão, além de renovar as células da pele, ela deixa o bronzeado mais uniforme. Mas não se desespere! Não precisa ir correndo até a primeira farmácia que você conhece! Para quem não quer (ou não pode!) investir em cremes esfoliantes, existe a opção de trabalhar com o que tem em casa. A massagem com borra de café misturada com óleos ou hidratante é uma ótima aliada para a amenização e ainda tem propriedades antioxidantes.

 

3. LIVRE DE ALERGÊNICOS!

A constante busca científica no mundo da cosmetologia não para. Foi descoberta uma nova causa da celulite e pasmem: é alergênico. A celulite por si só já é um processo inflamatório. Pessoas com intolerância a lactose e doença celíaca tendem a inflamar mais a parte dos tecidos, o que acarreta no aumento dos furinhos, podendo afetar inclusive a circulação. Isso é algo que tem que ser analisado de perto, uma vez que a falta de circulação sanguínea prejudica o transporte de vitaminas, mineiras e oxigênio, podendo ser uma resposta alérgica. Ainda não se sabe exatamente a origem do alimento que está associado a esse mal, alguns especialistas apontam o glúten como provável vilãoHoje em dia, tanto se fala do assunto que os alimentos que contém glúten vêm com uma frase de aviso, tendo como finalidade informar as pessoas com algum tipo de intolerância. Apesar disso, a celulite é um processo que pode ocorrer em todas as mulheres, por diversas razões.

 

4. CONTROLE DA ALIMENTAÇÃO: ‘DESEMPACOTAR MENOS E DESCASCAR MAIS’

A alimentação é um dos pilares para manter um corpo saudável. Quando o assunto se trata da celulite, vale apostar em um cardápio repleto de variedades. Alimentos como a salada com folhas escuras, que são ricas em proteínas e minerais, e frutas diversificadas (fortes aliadas em nutrientes) são boas para ajudar no aspecto da celulite. O consumo de bastante água também é um passo essencial, uma vez que mais de 70% do nosso organismo é composta por ela e 90% do sangue também. Manter distância de alimentos industrializados é bom, porque os ingredientes utilizados nessas comidas contêm grande quantidade de açúcar e sódio. Desempacote menos e descasque mais.

 

5. ATIVIDADES FÍSICAS PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

Sabemos que nem todo mundo tem o hábito de praticar exercícios físicos e que muitas só fazem por obrigação. Entretanto, a execução das atividades físicas é essencial não só para a redução da celulite, mas também para um melhor equilíbrio do corpo e mente. A dica é: procure exercícios que te façam mais feliz! Além de uma dieta equilibrada, o ideal é aliar treinos de força (musculação) com a parte aeróbica pelo menos 3 vezes na semana. Atividades como andar na esteira, pedalar uma bicicleta e fazer aulas de dança são boas opções para a parte aeróbica. Alternar entre a musculação e o cardio é a melhor estratégia para reduzir a gordura corporal, e além disso, ambas estimulam a circulação sanguínea, aumentando o consumo de oxigênio pós exercício, o que acarreta na queima de calorias e na redução do percentual de gordura no corpo, melhorando assim, a aparência da celulite.

Gostou do Post? Deixe seu comentário abaixo!


Se gostou, compartilhe!
>