O que é Diástase Abdominal - Esteticista Como Você

O que é Diástase Abdominal

Diástase abdominal significa que o volume abdominal se sobressai porque o espaço entre os músculos da barriga esquerda e direita aumentou.

É muito comum acontecer logo após o parto. Cerca de dois terços das mulheres que tiveram filhos têm esse problema.

Bebês recém-nascidos também podem ter esse abdome separado devido ao estado de formação do corpo, e esse problema deve desaparecer por conta própria.  Nos homens, é comum quando tem aumento e diminuição de peso, o famoso efeito sanfona, levantamento de peso da maneira errada, ou por outras causas.

Ter mais de um filho torna essa condição mais provável, especialmente se eles tiverem uma idade próxima. Quando a mulher possui mais de 35 anos as chances de ter uma diástase abdominal aumenta ainda mais se ela estiver grávida de um bebê pesado ou de gêmeos, trigêmeos ou mais.

Gravidez coloca tanta pressão sobre a barriga que às vezes os músculos da frente não podem manter sua forma. “Diástase” significa separação. “Retos” refere-se aos seus músculos abdominais chamados de “reto abdominal”.

Diástase Abdominal

Quando os músculos abdominais se movem para o lado, o útero, os intestinos e outros órgãos têm apenas uma fina faixa de tecido conjuntivo na frente para mantê-los no lugar. Sem o suporte muscular necessário, um parto vaginal poderia ser mais difícil.

A condição de ter uma diástase abdominal também pode causar dor lombar, constipação intestinal e vazamento de urina. Pode até dificultar a respiração e a movimentação normal. É raro, mas em casos extremos, o tecido pode se romper e órgãos podem sair pela abertura do umbigo, isso é chamado de hérnia.

A abertura muscular muitas vezes encolhe após o parto, mas em alguns estudos de mulheres com diástase, o músculo não voltou ao normal, mesmo um ano depois.

 

Cuidados a serem tomados

A pessoa que sofre com a diástase abdominal não pode se esforçar para não piorar a situação.

Prisão de ventre e levantar coisas pesadas, incluindo carregar os filhos pode aumentar o espaço entre os músculos abdominais.

É importante tomar cuidado ao sentar-se e levanta-se, porque o peso corporal influencia.

Quando a mulher está prestes a dar à luz como parto normal, o esforço de empurrar o bebê para baixo é muito grande e essa ação colocar uma grande pressão sobre o tecido do abdome fraco.

É importante ter cuidado com o exercício. Alguns movimentos rotineiros feitos na academia, incluindo abdominais, flexões e pranchas, pioram a separação abdominal.

Os exercícios mais indicados para quem tem diástase abdominal são:

Natação, ioga e hidroginástica.

Algumas pesquisas encontraram sucesso com a técnica Tupler. Envolve certos exercícios feitos enquanto usa uma tala de barriga, que protege e mantém os músculos abdominais juntos.

O que é Diástase Abdominal 1

Quando o tecido conjuntivo estiver curado, alguns exercícios de Pilates ou outros exercícios podem ajudar a fortalecer e ter os músculos abdominais transversais (núcleo profundo) em vez dos externos.

Nem todos os movimentos de Pilates ou de fortalecimento são bons durante a gravidez, portanto, é necessário trabalhar com um treinador que saiba o que significa diástase abdominal.

O melhor momento para a mulher aumentar o tônus muscular abdominal e ganhar força é antes de engravidar.

Antes de iniciar qualquer exercício durante ou após a gravidez, é preciso perguntar a um especialista quais são os melhores exercícios para praticar dentro do limite.

 

Tratamento

Quando a separação dos músculos abdominais não é muito grande, pode-se decidir viver com ela. Mas é necessário juntar os músculos antes de uma próxima gravidez.

O médico pode medir a que distância os músculos estão um do outro usando larguras dos dedos, uma fita métrica, instrumento ou exame com o ultrassom. Dessa forma é possível verificar se está melhorando ou piorando a situação.

A reabilitação pode ser feita com a ajuda de fisioterapia.

Se essa reabilitação não funcionar para você, talvez a cirurgia o faça. Uma operação indicada para corrigir a diástase é a abdominoplastia.  O cirurgião costura a musculatura.

Pode ser possível fazer uma laparoscopia, que é uma cirurgia feita apenas com pequenos cortes em vez de um grande. Cicatrizes, infecções e outros efeitos colaterais são possíveis em qualquer tipo de cirurgia.

Em qualquer pós-operatório, é necessário realizar procedimentos como drenagem linfática e uso do ultrassom para acelerar o processo cicatricial, evitar fibroses e trazer bem-estar para as clientes.  Você pode ver mais a respeito de técnicas de pós-operatório em https://www.esteticistacomovoce.com.br/matriculas-drenagem-linfatica